Notícias

“Procuramos pessoas apaixonadas e confiantes”

“Procuramos pessoas apaixonadas e confiantes”

Para liderar os recursos humanos de uma empresa, é importante conhecer a fundo a estrutura da organização. Na Mars Portugal, Marta Rocha goza de uma clara vantagem. A nova diretora de recursos humanos ascendeu ao cargo em dezembro de 2011, mas para trás soma nove anos de percurso pela empresa. Um percurso que a fez conhecer vários departamentos da Mars, fruto dos vários desafios profissionais que foi tendo na empresa.
09.03.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Marta Rocha começou a sua carreira aos 22 anos, como técnica de recursos humanos na Portucel e integrou a equipa também a equipa da Benetton como responsável pelo departamento de pessoal. Licenciada em Ciências do Desenvolvimento e Cooperação, encontrou na gestão de pessoas a realização profissional que procurava, mas o seu percurso levou-a a conhecer também outras áreas.

No Citibank foi chefe de equipa de vendas, na Vidago foi key account, mas foi na Mars que enriqueceu o seu percurso um uma experiência que combinou várias áreas do segmento comercial, mas que lhe permitiu também regressar à gestão de talento onde tinha iniciado a sua carreira. A empresa que hoje ajuda a gerir foi em 2010 considerada a 11ª melhor empresa para trabalhar - Great Place to Work. Em Portugal a Mars integra um universo de 92 colaboradores “com uma média de idades que ronda os 33 anos e uma formação maioritariamente centrada na licenciatura em gestão e economia”, explica a diretora de recursos humanos.

O desafio atual de Marta Rocha é “adaptar a estratégia da Mars ao atual contexto de crise”. E em função da adversidade, a diretora de recursos humanos explica que “a empresa ainda não tem previsão para recrutamentos externos em 2012”. Mas em curso tem alguns processos de recrutamento interno. Em Portugal, a Mars privilegia a contratação dentro da própria equipa para novas funções noutras áreas. O percurso de Marta é disso um exemplo.

Ainda assim, a diretora de recursos humanos adianta que em casos de recrutamento externo a empresa tem parcerias com diversas universidades. “A maioria dos nossos associados provêm de instituições como a Católica, a Universidade Nova de Lisboa e o ISCTE”, explica Marta Rocha adiantando que o preenchimento de qualquer vaga que abra na Mars “começa com um assessment com os candidatos que consiste na preparação e apresentação de um business case, uma apresentação pessoal e uma entrevista para avaliar as competências do candidato e a sua motivação para a função a que está a concorrer”.

Comprometimento é fundamental
A Mars procura colaboradores que vivam, a cada dia, os princípios da empresa. “Procuramos pessoas apaixonadas e confiantes, altamente comprometidas com a empresa, responsáveis perante a liberdade que lhes é proporcionada, empreendedoras, com coragem e elevado espírito de equipa”, enfatiza a diretora de recursos humanos da empresa.

A área das vendas e de marketing são as que têm maior dinâmica de recrutamento na empresa e são também as que representam a maior fatia do universo de colaboradores. Uma equipa constituida à luz do princípio de que “a intencionalidade associada ao método, faz o sucesso”. Este é de resto o grande princípio de gestão de Marta Rocha.

A jovem diretora de recursos humanos da Mars tem como guru Steve Jobs, “pela inspiração e persistência” e no no seu dia-a-dia labora não prescinde de quatro princípio chave: “confiança, walk the walk, trabalho em equipa e honrar os compromissos assumidos”. Integridade, confiança, perseverança e trabalho em equipa são as três competências que Marta Rocha mais valoriza no momento de recrutar. Por oposição, as portas desta empresa que está listada como uma das melhores para trabalhar no país, fecham-se aos profissionais que demonstrem arrogância e individualismo. Para os que procuram neste momento uma oportunidade de trabalho, Marta Rocha aconselha a que sejam intencionais na sua aboragem ao mercado e tenham método. “A resiliência, espírito de sacrifício e a capacidade de demonstrar que podem adicionar valor real á organização” são para a especialista os grandes trunfos que os candidatos podem atualmente utilizar para conseguir uma oportunidade real.

Marta Rocha
38 anos
Diretora de Recursos Humanos da Mars Portugal

Formação:
É licenciada em Ciências do Desenvolvimento e da Cooperação pela Universidade Moderna.
Percurso:
Iniciou a sua carreira na Portucel, como técnica de Recursos Humanos, mas o seu currículo integra ainda outras empresas de peso. Foi responsável do departamento de pessoal da Benetton, chefe da equipa de vendas do Citibank, key account na Vifago, Melgaço e Pedras Salgadas e já na Effem/ Masterfoods/ Mars desempenhou várias funções antes de alcançar em 2011 o cargo de diretora de recursos humanos. Entrou na empresa como representante de vendas, alcançou o cargo de coordenadora de vendas, key account manager, national account manager do canal de Hipers, Supers e Discounts e também Grocery Channel Manager.
Desafio atual:
O seu maior desafio profissional no momento é conseguir adaptar a estratégia da Mars ao atual contexto económico que afeta o país.
Maior desafio de carreira:
“Gerir diretamente uma equipa de 18 associados da Mars. Foi o meu maior desafio, mas também o melhor”, relembra Marta Rocha.
Maior dificuldade:
Encontrar o equilíbrio entre a vida profissional e familiar.
Família:
Casada e mãe de dois filhos.
Hóbis:
Estar com os filhos e o seu hóbi favorito, mas é também amante das viagens (sobretudo para destinos de praia e calor) e gosta de dedicar tempo à leitura, sobretudo na área da gestão de pessoas e liderança.
Prémios:
Na Mars foi duas vezes distinguida com o prémio “Best of Mars” por line management excellence .



OUTRAS NOTÍCIAS
Primavera BSS lança programa e cria emprego qualificado

Primavera BSS lança programa e cria emprego qualificado


Chama-se “Futuro Connosco” e é oficialmente apresentado a 27 de março. O novo programa de formação e empregabilidade da tecnológica Primavera BSS, especializada no desenvolvimento de soluções de gestã...

Uma empresa que trata a saúde dos edifícios

Uma empresa que trata a saúde dos edifícios


Dizer que a adversidade pode gerar boas oportunidades de negócio pode parecer senso comum, até existirem exemplos concretos. Não foi a crise em si que uniu um arquiteto e um advog...

Estoril acolhe Salão Profissional de Recursos Humanos

Estoril acolhe Salão Profissional de Recursos Humanos


A Expo RH conta com onze anos de existência. Começou por ser uma pequena mostra realizada num hotel em Lisboa, onde estiveram presentes 500 visitantes. Hoje estende-se ao longo de dois dias, realiza-s...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Administrative Assistant

CAISL - Carlucci American International School of Lisbon

Colaborators

nemus - empowering sustainability