Notícias

Vencer a desmotivação sazonal

O Verão e o calor convidam mais a uma boa esplanada do que a um dia de trabalho intenso. Mas a verdade é que a economia não pára no Verão e a portuguesa, pela conjuntura que atravessa, não pode mesmo parar. Fomentar a assiduidade e combater as perdas de produtividade acentuadas pelo calor já se tornou, em muitas organizações, uma missão sazonal.
22.07.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Muitas são as empresas que se queixam de quebras imediatas de produtividade assim que o tempo aquece. O calor e os dias mais longos transformam as praias e as esplanadas em lugares muito mais apetecíveis do que o escritório. E com esta troca, o negócio ressente-se. Mas há formas de inverter o impacto do calor nos colaboradores das empresas. Tanto mais que os negócios não páram durante o Verão. A Transitar, empresa especializada em serviços de outplacement e transição de carreira, reconhece o imenso desafio que é manter elevada a motivação dos colaboradores. E para Yves Turquim, líder da Transitar, "é fundamental fomentar a assiduidade e evitar o absentismo dos trabalhadores nesta época", sobretudo numa economia que atravessa um dos seus momentos mais conturbados de sempre. Se para os setores de atividade ligados ao turismo, como a atividade hoteleira e a restauração, esta época significa um aumento substancial do volume de trabalho, noutros setores a tendência é exatamente a inversa. "Para os gestores, o fluxo de atividade reduzido pode ser uma excelente oportunidade para, com mais tranquilidade, começar a preparar a rentrée e fazer o planeamento para os meses mais agitados", explica Yves Turquin. E do lado dos colaboradores trabalhar quando todos os outros optam por gozar férias também pode trazer benefícios práticos, como por exemplo, colocar todo o trabalho em dia, avançarem com tarefas menos prioritárias e que são sucessivamente delegadas para segundo plano e até, organizar a agenda. O fundamental é não deixar que os "tempos mortos" se instalem e combater a passividade. Mas há outras regras importantes para não perder "o comboio" da produtividade durante a época balnear. Dar o exemplo é o primeiro grande trunfo. Segundo Yves Turquin, "os gestores e os executivos devem ser os primeiros a dar o exemplo. É fundamental que mantenham os seus hábitos de pontualidade e assiduidade, mostrando que o cargo superior que ocupam não é uma desculpa para o ócio". O especialista da Transitar enfatiza mesmo a importância motivacional que esta postura impacta junto dos colaboradores. "Isto é fundamental para que os colaboradores percebam que os seus chefes estão com eles mesmo quando está tanta gente de férias", revela. Igualmente importante é que os líderes consigam reforçar na empresa a ideia de que o trabalho no Verão é igualmente importante. As empresas, sugere o líder da Transitar, "podem definir internamente algumas gratificações para os trabalhadores que durante esse período mantenham os seus padrões de assiduidade e produtividade elevados, seja sob a forma de prémio salarial ou outro benefefício". É também importante procurar perceber as causas do absentismo. Yves Turquin relembra que "o absentismo nem sempre está associado ao abuso por parte do colaborador e é um problema complexo de multiplas causas". É fundamental perceber o que leva o trabalhador a não querer ir trabalhar. "Os novos valores geracionais, a falta de flexibilidade laboral e a falta de motivação e de um sentimento de compromisso estão entre as causas mais comuns mas não são as únicas", alerta o especialista. Face a um cenário de desmotivação e perda de produtividade, é imperativo avaliar cada caso individualmente. "Não é sensato tentar resolver o problema do absentismo com uma solução genérica", adverte Yves Turquin adiantando que "cada caso é um caso e na aobordagem ao problema é fundamental analisar em profundidade o perfil das pessoas que praticam o absentismo. Com uma informação completa é mais fácil encontrar uma fórmula para resolver a situação". Garantir a produtividade Fomentar a produtividade e a motivação dos colaboradores durante o Verão, pode não ser uma tarefa fácil para muitos gestores. Mas segundo os especialistas, há pequenos truques que podem fazer milagres. Comece por dar o exemplo A sua equipa está de olhos postos no seu líder. É fundamental que durante o Verão mantenha os seus hábitos de assiduidade e pontualidade, demonstrando que o cargo superior que detém não é uma desculpa para o ócio. Reforce a importância de trabalhar no Verão Para motivar os seus colaboradores, as empresas podem definir algumas gratificações para os trabalhadores que, durante o período de Verão, mantenham os seus padrões de assiduidade e produtividade. Porque não um prémio salarial ou qualquer outro benefício? Analise as causas do absentismo A quebra de produtividade e o absentismo nem sempre estão associados a um abuso por parte do trabalhador. Este é um problema com múltiplas causas e é fundamental que o gestor procure perceber junto do trabalhador a razão das suas ausências. Os novos valores geracionais, a falta de flexibilidade laboral, de motivação e de um sentimento de compromisso estão entre as causas mais comuns do absentismo, mas não são as únicas. Avalie cada caso individualmente para melhor resolver a situação. Flexibilize horários Alguma flexibilidade em termos de horários pode fazer toda a diferença no Verão. Esta época é atravessada pelas férias escolares e em muitos casos os pais ficam a braços com a dificuldade de encontrar onde deixar os filhos. Dar aos trabalhadores uma maior margem de horários, permitindo-lhes ajustar o trabalho às necessidades familiares pode motivá-los a produzir mais. Aproveite as oportunidades A crise económica está a reduzir o absentismo nesta época do ano, mas está ainda longe de o resolver. Ainda assim, o momento pode ser uma boa oportunidade para melhorar e implementar medidas que reforcem o compromisso dos colaboradores, dar formação e transmitir esperança às equipas. Construa uma reputação A época de verão pode ser aproveitada de múltiplas formas pelos candidatos, seja para adiantar trabalho, orientar agenda e planificar projetos para a reentré. Mas o que qualquer trabalhador deve ter em mente é que para conservar o posto de trabalho, numa época de incerteza económica, a alternativa mais sensata é ser mais eficiente e produtivo. É importante que perceba que a sua reputação enquanto trabalhador, vai acompanhá-lo em toda a sua carreira. Construa uma boa reputação e credibilidade profissional.


OUTRAS NOTÍCIAS

"Deveremos recrutar 80 pessoas até ao fim do ano"


Em Portugal o Grupo Vila Galé emprega 1200 pessoas e no Brasil, cerca de 1400. Profissionais especializados nos diversos segmentos do ramo hoteleiro que Fernando Magalhães tem a responsabilidade de de...

Uma vida a gerir talentos

Uma vida a gerir talentos


Criou uma empresa onde as pessoas trabalham para pessoas, para ajudá-las a gerir a sua carreira, a progredir profissionalmente e, também, a gerir a mudança na adversidade. Era isso que Maria João Safr...

PALOP recrutam em Portugal

PALOP recrutam em Portugal


Salários bem acima dos praticados em território nacional e um vasto leque de outros atrativos, ditam a decisão de rumar a novas paragens e ajudar a consolidar países onde a necessidade de talento é ab...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMERCIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - ZONA NORTE

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal