Notícias

"Deveremos recrutar 80 pessoas até ao fim do ano"

Fernando Magalhães é o Diretor de Recursos Humanos do Grupo Vila Galé. Consigo trabalham, em Portugal, cerca de 1200 colaboradores em áreas distintas. Até ao final do ano prepara-se para contratar mais 80 profissionais, alguns em regime temporário.
22.07.2011


  PARTILHAR



Em Portugal o Grupo Vila Galé emprega 1200 pessoas e no Brasil, cerca de 1400. Profissionais especializados nos diversos segmentos do ramo hoteleiro que Fernando Magalhães tem a responsabilidade de detetar no mercado, captar para o grupo e dar-lhes a motivação necessária para nele desenvolverem a sua carreira e evoluir. Fernando Magalhães é desde 2005 o rosto dos recursos Humanos no Vila Galé. Perdeu a conta ao número de colaboradores que já recrutou para a empresa, mas até ao final deste anos fará mais 80 profissionais assinarem contrato. O primeiro emprego que teve foi como professor, mas ao longo da sua carreira foi muitas outras coisas. E Uma diversidade que lhe confere a capacidade de se colocar no papel de quem procura emprego numa conjuntura adversa como a atual. Diz que o seu grande desafio na Direção de Recursos Humanos do Grupo Vila Galé “passa por aumentar sempre mais e mais os níveis de vinculação dos colaboradores à organização, permitindo-lhes níveis de desempenho de excelência que aumentem a atividade da empresa e sejam, simultaneamente, garantes da manutenção ou crescimento do volume de emprego na Vila Galé”. A antiguidade média dos trabalhadores da organização é de, aproximadamente, oito anos. Segundo Fernando Magalhães, “a média de idades anda em torno dos 40 anos e há um equilíbrio muito grande no número de colaboradores de ambos os sexos”. Traçar um perfil destes trabalhadores em matéria de qualificação é que não é fácil. De acordo com o líder dos RH, “num setor como o nosso é muito difícil traçar perfis de qualificação atendendo à heterogeneidade de funções e de habilitações correspondentes”. Ainda assim, Fernando Magalhães enfatiza a importância do processo que a empresa conduziu no sentido de certificar e reconhecer as competências escolares dos colaboradores do universo Vila Galé, com menores qualificações académicas. A empresa tem neste momento em curso vários processos de recrutamento para áreas distintas, desde operadores de reservas, empregados de copa, empregados de mesa e bar, empregados de cozinha, entre muitos outros. Fernando Magalhães explica que “algumas destas contratações serão para responder a necessidades temporárias, outros para responder a posições permanentes que foram deixadas em aberto por colaboradores que abraçaram outros desafios a nível interno e também externo”. Até ao final do ano, revela o diretor de RH, “deveremos recrutar 80 pessoas. A esmagadora maioria serão colaboradores para as áreas operacionais hoteleiras, para satisfazer necessidades temporárias na época alta”. No Grupo Vila Galé o recrutamento processa-se de duas formas distintas, mas as exigências são as mesmas: quem quer trabalhar na empresa tem de ter muita flexibilidade, entrega aos outros e aquilo que o especialista apelida de desempoeiramento”. A vaidade é fator imediato de exclusão. Em regra, “cada unidade ou departamento é responsável pelo recrutamento, dispondo de uma base de dados comum à qual recorre”, explica Fernando Magalhães que adianta ainda que “para postos permanentes, a primeira oportunidade é sempre dada internamente através do Programa Interno de Mobilidade”. Ocasionalmente a empresa também publica anúncios na sua página e em sites de emprego, recorrendo também aos protocolos que tem com as escolas nacionais. “Sem prejuízo das muitas candidaturas espontâneas que nos chegam via site, há duas fontes de informação que consideramos preciosas: os estágios anuais que realizamos através do Programa Treinar e as recomendações que os nossos colaboradores fazem de gente recomendável através do Programa Traz um Amigo Também”, explica Fernando Magalhães. Fernando Magalhães 46 anos Diretor de Recursos Humanos do Grupo Vila Galé Formação: É licenciado em Filosofia, pela Universidade Católica Portuguesa e tem a frequência curricular do Mestrado em Sociologia, pelo Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE). Percurso: Foi professor, consultor na área dos recursos humanos, dirigiu empresas ligadas ao ensino, à formação, ao desenvolvimento social, empresarial e de pessoas. Conduziu ainda projetos de desenvolvimento de RH em diferentes empresas do setor hoteleiro. Começou a trabalhar no Grupo Vila Galé em 2005, em regime externo, e houve um dia em que uma reunião de trabalho gerou o convite para integrar permanentemente a empresa. É atualmente Diretor de Recursos Humanos da Vila Galé. Família: É casado e pai de dois filhos. Hóbis: Assume ter dificuldade em dividir as coisas em profissão, hóbis e família. Gosta imenso de trabalhar, adora a sua família e é muito importante para si o trabalho social de voluntariado que materializa com regularidade. “Tudo isto é um projeto de vida!”, reforça. Maior desafio profissional: “Cada desafio é sempre o maior. Mas é mesmo!” Maior dificuldade da carreira: Confessa que, apesar de raro, “ter de decidir o despedimento de alguém, mesmo que seja por justíssima causa, é sempre difícil. Tomo a decisão, mas não deixo de ficar sempre a pensar na envolvente: na família, nos filhos...” Princípio de gestão: “O nome da empresa é intocável e a dignidade das pessoas também”.


OUTRAS NOTÍCIAS
Uma vida a gerir talentos

Uma vida a gerir talentos


Criou uma empresa onde as pessoas trabalham para pessoas, para ajudá-las a gerir a sua carreira, a progredir profissionalmente e, também, a gerir a mudança na adversidade. Era isso que Maria João Safr...

PALOP recrutam em Portugal

PALOP recrutam em Portugal


Salários bem acima dos praticados em território nacional e um vasto leque de outros atrativos, ditam a decisão de rumar a novas paragens e ajudar a consolidar países onde a necessidade de talento é ab...

Start Up Chile capta talento nacional

Start Up Chile capta talento nacional


Abriu esta semana a segunda ronda de candidaturas para o programa de recrutamento de empreendedores Start Up Chile, criado no ano passado por aquele país, com a missão de atrair empresas e empreendedo...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa