Notícias

Portugal lidera nas profissões

Com o total de 32 medalhas ganhas, onze das quais de ouro, Portugal foi o país que obteve a melhor classificação no Euroskills 2010 – Campeonato Europeu das Profissões. Entre 9 e 12 de Dezembro, Lisboa acolheu este evento que mostrou as potencialidades da formação profissional europeia.
16.12.2010 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



Portugal brilhou no Euroskills 2010. Além de ter sido o país mais medalhado, ficou no primeiro lugar do ranking europeu pelo número de pontos alcançados e atingiu o ouro em profissões distribuídas por cinco das seis áreas em competição. Cabeleireiro, técnico de máquinas tradicionais, desenhador de moda, costureiro, especialista cisco, técnico de frio, designer web, soldador e técnico de serviços pessoais foram as profissões em que o ouro foi entregue a portugueses. Para além destas nove atividades galardoadas individualmente, o país recebeu ainda mais duas medalhas de ouro pelo trabalho em equipa, desenvolvido por conjuntos de profissões na área de Tecnologias de Informação e Comunicação e Tecnologia de Engenharia e Fabrico. Depois de três intensos dias de competição, os concorrentes nacionais mostraram a qualidade da formação profissional portuguesa.

O soldador Jairo Carrasco foi, aos 21 anos, galardoado com a medalha de ouro na profissão, no Euroskills. “A distinção recebida valoriza a formação profissional nacional e é prova de que na minha área os portugueses têm grandes competências” , revela. Ficou a dez pontos de distância do segundo classificado e apesar da diferença, confessa: “consegui um lugar melhor do que estava à espera” . Para além de se ter sagrado campeão em soldadura, Jairo foi ainda considerado como o melhor participante de Portugal.

Tal como o anterior concorrente, também Mónica Gonçalves e Leandro Costa estavam longe de pensar que iriam receber uma medalha de ouro, neste caso respetivamente nas categorias de desenhador de moda e costureiro. Trabalharam em conjunto e depois de uma prova dura, sagraram-se campeões. “Foi muito gratificante receber este prémio, fez com que os meses de trabalho despendidos tenham valido a pena. Veio ainda provar que temos regras e estratégias de trabalho tão boas ou melhores do que os estrangeiros” , congratula-se Mónica Gonçalves. Apesar de terem tido algumas dificuldades durante a prova e da rivalidade com o Reino Unido ter sido grande, no final foi a dupla portuguesa que atingiu o topo.

Para além dos premiados já referidos, Daniela Marques recebeu o ouro como cabeleireira, Rafael Roque na qualidade de especialista cisco, Enio Garanito na atividade de técnico de máquinas tradicionais, Fábio Azevedo como designer web, André Roberto na profissão de técnico de frio e a equipa formada por Alexandre Marques e Luís Ribeiro recebeu o ouro na profissão de técnico de serviços sociais.

Com 60 participantes distribuídos pelas 50 profissões a concurso, para além das 11 medalhas de ouro, Portugal recebeu ainda 12 medalhas de prata e nove de bronze. Olhando para o resultado global, entre os países mais medalhados, seguiram-se a Áustria, Finlândia, Holanda e Bélgica.

Francisco Madelino, Presidente do Instituto de Emprego e Formação Profissional – entidade que em conjunto com a European Skills Promotion Organization realizou o Euroskills 2010 – considera que “a prestação dos concorrentes nacionais durante as provas nas 50 profissões comprova a qualidade do nosso sistema de formação profissional, sem dúvida ao nível do que de melhor se faz na Europa” . Acrescenta ainda que o reconhecimento de Portugal nesta competição significa que a via profissional é cada vez mais uma opção de futuro na formação dos jovens e pode significar a sua ingressão, com sucesso, no mercado de trabalho. Para Valter Lemos, secretário de Estado do Emprego e da Formação Profissional, o Euroskills “ presta um forte contributo para a importância da qualificação e valorização do trabalho das profissões e da qualificação” . László Andor, Comissário Europeu do Emprego, Inclusão e Assuntos Sociais, visitou o Euroskills. “É uma competição de grande valor onde pode ser visto o potencial de muitas profissões e dos países. É importante trazer aqui pessoas, particularmente jovens e mostrar o que podem atingir numa determinada atividade” , referiu durante o evento.

No Euroskills estiveram a competir mais de 500 jovens oriundos de 27 países do continente europeu. A Feira Internacional de Lisboa tornou-se nestes dias uma autêntica cidade das profissões por onde passaram mais de 62 mil visitantes, nomeadamente alunos e professores que vieram ver de perto as potencialidades da formação.


OUTRAS NOTÍCIAS
Siemens atrai talentos

Siemens atrai talentos


A Siemens Portugal vai fechar o ano em “recrutamento agressivo”, um processo que se prolongará durante os primeiros meses de 2011. O objetivo é recrutar cerca de 100 pessoas até M...

Lisboa capital do talento

Lisboa capital do talento


São os melhores entre os melhores e no seu país passaram o rigoroso crivo das diversas provas de seleção nacional que contemplam o Euroskills. Estão agora em Portuga...

“Promover a formação profissional é uma das vias para aumentar o nível de qualificações”

“Promover a formação profissional é uma das vias para aumentar o nível de qualificações”


Portugal atravessa um momento decisivo em matéria de combate ao desemprego. Qual é a importância de acolher, nesta conjuntura, um evento como o Euroskills? Num momento como o que...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal

BUSINESS ANALYST

Spring Professional Portugal