Notícias

Futurália abre portas

A Futurália vai abrir as suas portas na próxima semana dando a conhecer centenas de opções de carreira e de formação. Para quem já está licenciado, há estágios e ofertas de emprego.
04.03.2010 | Por Marisa Antunes


  PARTILHAR



Está aí a chegar a 3ª edição da Futurália, considerado o maior evento de educação e formação para jovens. Estejam estes no secundário, sejam eles universitários ou já recém-licenciados, são múltiplas as opções disponíveis e que podem fazer a diferença no seu futuro profissional.

Da oferta de emprego (dentro e fora de Portugal) à formação profissional e académica existente em vários pontos do país, passando por programas de mobilidade e intercâmbio até iniciativas de caractér social, o leque é variado numa iniciativa que vai decorrer entre os dias 10 e 13 de Março, na FIL (Feira Internacional de Lisboa), no Parque das Nações. Ao todo, estarão presentes mais de 160 instituições entre escolas profissionais, universidades, institutos politécnicos, entidades de apoio ao empreendedorismo, formação avançada, escolas de negócios ou programas de mobilidade, intercâmbio e cooperação e entidades várias onde se inclui também uma representação do ExpressoEmprego.

“O nosso principal desafio é contribuirmos para que os jovens que nos visitam façam escolhas informadas que lhes permitam sair mais e melhor esclarecidos, com ferramentas que lhes permitam construir vidas profissionais e pessoais de sucesso. O tema desta edição é aliás ‘A Vida é Tua, Descobre e o teu Caminho'”, explica Lídia Serras, gestora da Futurália.

Numa dinâmica organizacional que permite uma interacção eficiente entre as várias ofertas, o salão abarca três segmentos de público. Para os alunos do 9º ano, o enfoque vai para as várias vias de ensino, tendo por objectivo maior o cumprimento da escolaridade obrigatória. Em relação aos alunos do 10º ao 12ª ano, serão dadas as conhecer as diferentes opções existentes, quer na via profissionalizante, quer no ensino superior até programas de intercâmbio e estudo de línguas. O terceiro segmento abrange os estudantes universitários, recém licenciados e jovens activos que queiram desenvolver competências para maximizar a empregabilidade.

Novidades no salão

A Vila das Profissões, promovida pela Agência Nacional para a Qualificação (ANQ) é uma das novidades da feira. Como explica Paulo Feliciano, vice-presidente da ANQ, este espaço vai estar dividido em cinco bairros: o da Gestão e Serviços, Trabalhar com as Pessoas, nas Artes, na Tecnologia e nas Máquinas, representando ao todo 22 saídas profissionais.

“Quisemos ir além da distribuição de informação institucional e este ano pedimos às escolas secundárias, profissionais e centros de formação para equiparem o espaço, com máquinas próprias de cada ofício, assegurando os professores as explicações necessárias”, especifica Paulo Feliciano.

Ao todo serão cerca de 100 entidades focadas em valorizar as profissões mais técnicas. Um documentário com 100 testemunhos de quem conseguiu o seu diploma pela via profissionalizante ajudará também a “desconstruir imagens estereotipadas em relação a certas profissões técnicas”, como sublinha ainda Paulo Feliciano.

A animação não foi esquecida e paralelamente ao que vai acontecendo nos cinco bairros da Vila das Profissões, grupos de 30 escolas de artes performativas e circenses irão animar o espaço.

Também o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) apostou este ano na interacção com os mais de 40 mil visitantes esperados.

Através de demonstrações ao vivo, o espaço baptizado de “Experimenta uma Profissão” lança o desafio aos jovens. Nesta área, os visitantes terão oportunidade de vestir a pele de um chefe de cozinha, de criar vestuário em cortiça ou de manobrar um painel fotovoltaico, entre outras actividades.

Da Direcção Geral de Empresas da Comissão Europeia chega a “Semana de e-skills” com o objectivo de desenvolver uma campanha de sensibilização para a importância do desenvolvimento de competências TIC junto da população estudantil e do público em geral.

Estágios e ofertas de emprego

Quem quer conhecer iniciativas além-fronteiras vai encontrar empresas como a Euroyouth, a Information Planet e a Multiway que gerem cursos e programas de estágio no estrangeiro, e a PROALV “Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida”, que divulgará, entre outros, os Programas Erasmus, Comenius, Leonardo da Vinci e Grundvig.

Ao nível de oferta de emprego, o destaque vai para a Rede Eures, presente em 31 países europeus. Actualmente são 825 168 ofertas de trabalho e 20 831 empregadores inscritos desta rede de cooperação entre a Comissão Europeia e os Serviços Públicos de Emprego dos Estados-Membros do EEE (os países da UE, e a Noruega, a Islândia e o Liechtenstein), e ainda outras organizações parceiras.

Apesar do contexto de crise, o Salão apresenta várias oportunidades de emprego. Uma das iniciativas é o Inov Social e vem do IEFP. ”O INOV-SOCIAL é um programa para desempregados até 35 anos de idade, à procura do primeiro ou de novo emprego, que possuam uma qualificação de nível superior nas áreas de economia, gestão, direito, ciências sociais ou engenharia, com vista a possibilitar o acesso a estágios profissionais, bem como a apoiar o processo de inovação das instituições da economia social ”, explica o presidente do IEFP, Francisco Madelino.

Até esta data, foram apresentadas 201 candidaturas, abrangendo 238 jovens em estágios profissionais. “A evolução das candidaturas permite antever o cumprimento do objectivo previsto, que é o de colocar 1.000 jovens desempregados com qualificação superior, em instituições da economia social, durante o ano de 2010”, reforçou ainda o responsável do IEFP. Seja oferta de estágios ou formação, o grande objectivo da Futurália é dar a conhecer as vastas possibilidades. “Acima de tudo, colocamos o poder de escolha do lado dos jovens. A Futurália pode ajudar nesse processo”, remata ainda Lídia Serras, gestora do Salão.



OUTRAS NOTÍCIAS
Futebol na universidade

Futebol na universidade


A Universidade Autónoma de Lisboa (UAL) já abriu as inscrições para a 3ª edição do MBA TOP Executive em Gestão & Liderança no Futebol, ...

Inovo, logo evoluo

Inovo, logo evoluo


Acreditam que as pessoas estão na base do sucesso e fazem disso o seu motor de desenvolvimento. É assim em empresas como a Sonae Sierra que não só acredita, como apoia, est...

Inovar sem retorno

Inovar sem retorno


A crise refreou os investimentos mas não a criatividade de quem quer inovar através de novos produtos. Em 2008, particulares e empresas pediram protecção para 464 inven&cce...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT

Michael Page Portugal

ASSISTENTE DENTÁRIO - AMADORA

Kelly Services Portugal