Notícias

Estratégias para conseguir o 'tal' emprego

Estratégias para conseguir o 'tal' emprego

Ninguém diz que encontrar emprego é fácil, nem tão pouco se oferecem soluções milagrosas. Tudo o que se sabe é que o melhor dos currículos pode não ser suficiente se a estratégia de abordagem ao mercado for fraca. Até porque como diz o ditado: você pode não ter uma segunda oportunidade para criar uma primeira boa impressão.
25.02.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Um ano após a publicação do decreto-lei que viabiliza a constituição de sociedades financeiras de microcrédito em Portugal, o saldo é positivo e ganha contorno ainda mais expressivos pela conjuntura de crise prolongada que o país tem vindo a atravessar. Os projetos femininos de autoemprego são os que mais têm beneficiado deste sistema de incentivo.

Quando a taxa de desemprego nacional atinge os 11,1% pode parecer irónico ou até frase feita falar em não desanimar, mas a verdade é que uma postura optimista pode mesmo marcar a diferença na forma como aborda o mercado e na receptividade que terá da parte de quem contrata. O seu primeiro grande trunfo é conhecer o seu valor, as suas competências, pontos fortes e limitações. Só esta consciência lhe permitirá delimitar as funções de onde poderá retirar satisfação e realização profissional, mas também fazer perceber ao empregador o seu potencial ao serviço da empresa e convencê-lo de que é a pessoa certa para lugar certo. A sua convicção faz milagres no momento de se apresentar ao mercado.

Mas, marcar a diferença perante os demais candidatos passa também por uma exemplar capacidade de planeamento e noção dos seus limites. De nada lhe serve aceitar um emprego onde sabe à partida que não vai permanecer por muito tempo por não ter um perfil adequado à função. Seja rigoroso no que procura e na imagem que dá a conhecer a quem recruta. Ter um plano de ação para procurar emprego é, segundo os especialistas em recrutamento, muito importante já que evita que o candidato se disperse na procura de emprego. Em momento de adversidade económica, sobretudo, torna-se muito importante que esteja centrado nas metas que quer alcançar e direcionar a sua procura para atividades compatíveis com o seu perfil. Dispersar as suas energias em várias frentes não só não dá resultado, como pode até complicar-lhe a vida se de repente tiver de gerir diversas situações de entrevista ou processos de seleção em simultâneo. Foque-se no que quer alcançar e se quer mesmo ser bem sucedido na procura de um emprego delimite tarefas e metas semanais e siga-as à risca.

Comece por fazer um levantamento das empresas onde gostaria de trabalhar, sem contudo negligenciar a consulta de ofertas de emprego em jornais e sites da especialidade. Adeque o seu currículo a cada uma das empresas à qual se vai candidatar e prepare-se para ser chamado para uma entrevista. Recolha o máximo de informação sobre a empresa em causa, o seu diretor de recursos humanos, o setor onde opera. No processo de procura de emprego, o envio do currículo é a parte mais fácil. Se negligenciar tudo o resto, dificilmente será bem sucedido.

Não despreze o poder da sua rede de contactos e informe-se, entre o seu circulo de amigos, sobre eventuais oportunidades nas suas empresas. As redes sociais são também um ponto de paragem obrigatório já que são cada vez mais as organizações que encontram neste o meio ideal para divulgar as suas ofertas e partilhar a sua cultura organizacional.

Outro conceito que deverá interiorizar é a importância do marketing pessoal. É importante que perceba que você é o seu melhor produto e deve optimizar a forma como se apresenta perante um recrutador. A forma mais eficaz de conseguir um emprego é apresentar-se de forma a que o recrutador não tenha qualquer dúvida de que está perante a pessoa que conduzir a empresa ao sucesso. Marque a diferença, mas sem perder a noção dos valores da empresa para qual se está a candidatar. Não esqueça que os excessos também não são boa política. Qualquer vantagem que queira criar em relação aos demais candidatos exige acima de tudo muita sensibilidade na forma como aborda o recrutador. Mostre que marca a diferença, mas não é elemento de ruptura e não desista. Mantenha uma atitude positiva, mesmo perante as rejeições. Os erros são pedagógicos e se falhar algumas tentativas procure avaliar o que correu mal para se reposicionar e conseguir o lugar que tanto ambiciona.



OUTRAS NOTÍCIAS
Diplomados precários duplicam

Diplomados precários duplicam


A letra da canção dos Deolinda deu voz a uma geração que, sendo a mais qualificada de sempre no país, não conhece outra realidade no mercado de trabalho que n...

Comércio gera emprego

Comércio gera emprego


Sintra vai ganhar a partir de abril uma nova estrutura comercial. O Fórum Sintra tem a assinatura da Multi Mall Management, representa um investimento de 170 milhões de euros e segundo a...

Fisioterapeutas com Ordem

Fisioterapeutas com Ordem


A definição de critérios de qualidade da formação exigida para o acesso ao título profissional, a atribuição de títulos de especialista o...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia