Notícias

Um milhão de euros para inovar

Um milhão de euros para inovar

A segunda edição do Portugal Venture Competition, o concurso de empreendedorismo do ISCTE e do MIT Portugal, arrancou esta semana e tem um milhões de euros para investir na inovação nacional.
04.03.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Está já em marcha a segunda edição do ISCTE-IUL MIT Portugal Venture Competition . Aquele que é já considerado o maior concurso de empreendedorismo de base tecnológica em Portugal, promovido pelo ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa e pelo Programa MIT Portugal, foi apresentado esta semana e contempla a atribuição de prémios financeiros até um milhão de euros.

As candidaturas estão a decorrer até 15 de maio e a adesão promete superar a primeira edição deste concurso. A iniciativa que conta com a parceria do Deshpande Center for Innovation , da Sloan Business School e da Caixa Capital (Grupo Caixa Geral de Depósitos) vai, pelo segundo ano consecutivo, premiar os quatro melhores projectos e equipas, em cada uma das áreas de mercado a concurso. C iências naturais e da vida , E nergias sustentáveis e meios de transporte , T ecnologias de informação e interne ; e S erviços e produtos, são as quatro categorias que reunirão as candidaturas a este prémio . Na categoria energias sustentáveis e meios de transporte, o enfoque vai para as denominadas “energias limpas” e renováveis bem como outras fontes de energia não exploradas, incluindo as tecnologias que reduzam o desperdício e seu respectivo tratamento, tais como as tecnologias reactivas bioquímicas.

Já ao nível das ciências naturais e da vida , “poderão candidatar-se projectos ou empresas relacionados com biotecnologia, terapêuticas, dispositivos médicos, bio-materiais, cuidados de saúde com aplicações tecnológicas, diagnósticos e instrumentos”, revela a organização do concurso. Na área das Tecnologias de informação e internet “procuram-se projectos ou empresas empenhados em facilitar e tornar mais eficiente a vida pessoal e profissional dos indivíduos, através da oferta de soluções tecnológicas e de informação e em ambiente Web”. E, por último, na categoria de Produtos e serviços são esperadas empresas e empenhados em satisfazer necessidades dos consumidores utilizando desde novos materiais tecnológicos a aplicações high-tech.

Ao 2º ISCTE-IUL MIT Portugal Venture Competition podem concorrer projectos oriundos de indivíduos, instituições públicas ou privadas e start-ups constituídas há não mais de cinco anos, com propostas de valor para mercados globais. A missão desta competição é “lançar e apoiar projectos de produtos ou serviços inovadores de alto valor acrescentado e comercialmente viáveis”, revela Paulo Ferrão, Director Nacional do Programa MIT Portugal. O responsável acrescenta ainda que o concurso pretende atrair e criar um forte impacto na comunidade internacional e por isso a participação está também aberta a cidadãos estrangeiros, desde que o façam com projectos que se destinem a abraçar mercados globais.

Quer no caso de empresas já existentes, quer no caso de empresas a criar, estas terão de ser sedeadas em Portugal e trabalhar exclusivamente no desenvolvimento do projecto seleccionado. Além do prémio em apoio financeiro, todos os semi-finalistas do concurso receberão mais de 100 horas de formação intensiva em empreendedorismo, inovação e estratégias de Go-to-Market nas instituições parceiras, entre outros apoios.

Este é de resto um dos grandes trunfos do programa, além do incentivo financeiro. Segundo Luís Reto, reitor do ISCTE-IUL, “ este prémio foi concebido de uma forma inovadora, de modo a colocar um grande ênfase no pós-prémio, nomeadamente através da criação de condições propícias à projecção global das empresas seleccionadas. Com isto, pretende-se abrir novas fronteiras aos projectos candidatos ao prémio, ou seja, potenciar a internacionalização dos projectos vencedores desde a sua criação, através do contributo dos membros do júri internacional e das redes de informação globais. Deste modo, os projectos vencedores serão orientados para mercados verdadeiramente globais através das redes de colaboração entre o MIT e Portugal, potenciando o interesse dos investidores estrangeiros em projectos de capital humano executados em Portugal”.

Ao longo dos últimos 20 anos o MIT tem vindo a distinguir os mais inovadores projetos nos Estados Unidos e quer fazê-lo também em Portugal. Por cá, o Prémio Caixa Empreender+ é o galardão máximo atribuído pelo concurso. Segundo Paulo Ferrão, “ o lançamento da segunda edição desta Venture Competition vem reforçar o empenho que o Programa MIT Portugal tem vindo a colocar no empreendedorismo tecnológico, através da investigação aplicada que tem vindo a ser desenvolvida pelas Universidades Portuguesas em colaboração com o MIT”. O responsável revela ainda que “estas actividades visam promover a criação de produtos e serviços inovadores, possibilitando melhorar a capacidade tecnológica do tecido empresarial português, bem como a promoção e criação de novas empresas que possam competir em mercados internacionais.”

As candidaturas a este programa decorrem através do seu sítio na internet em www.mitportugal-iei.org e podem ser formalizadas por indivíduos ou empresas, instituições públicas ou privadas. Em jogo está um milhão de euros em apoios financeiros que serão atribuídos metade na fase de seleção e o restante mediante a execução do projeto.



OUTRAS NOTÍCIAS
Galp Energia junta academia e empresas

Galp Energia junta academia e empresas


O programa Galp 20-20-20 foi criado em 2007 e anualmente atribui 30 bolsas de investigação de três mil euros a 30 alunos para o desenvolvimento de projetos específicos de me...

Arriscar contra a crise

Arriscar contra a crise


“A criação desta editora não é mera obra do acaso. Resultou naturalmente de um processo introspetivo, de uma vivência amadurecida no mundo editorial e livreiro e esta...

PME chumbam diversidade

PME chumbam diversidade


O poder da diversidade ainda não entrou na mentalidade dos dirigentes da grande maioria das Pequenas e Médias Empresas (PME's) nacionais. No rescaldo das celebrações do Dia...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


CANDIDATURAS AO CARGO DE REITOR

UAlg – Universidade do Algarve

DIRETOR DE OBRA

Companhia das Obras

Responsável da Qualidade

GAC – Ingredientes & Produtos Alimentares, Lda.