Notícias

Schneider Electric forma para a energia

Schneider Electric forma para a energia

Nos últimos cinco anos cerca de 7500 pessoas frequentaram o Centro de Formação da Schneider Electric. Só no ano passado registaram-se mais de 1200 formandos. Com uma oferta curricular na área da eficiência energética, eletrónica e automação, entre outros, este organismo tem vindo a registar um aumento da procura por parte de profissionais que querem estar a par das últimas inovações.
31.03.2011 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



Carlos Duarte, responsável pelo Centro de Formação Schneider Electric Portugal conta que “oferecemos soluções em formação e equipamentos didáticos baseados nas tecnologias Schneider Electric” . A formação é adequada caso a caso, em função de quem a procura e no caso de serem empresas, pretende sempre responder às reais necessidades destas. Para além da componente teórica, aposta na prática, com simulações.

O setor energético está em constante inovação e avanço tecnológico e surgem com rapidez novos produtos, o que exige uma atualização constante por parte dos profissionais que aqui laboram. Ao todo a multinacional disponibiliza neste centro de formação mais de 40 cursos e ações formativas repartidas por todo o país e em todos os domínios da distribuição de energia elétrica, da condução de redes, dos automatismos e ainda das soluções domóticas e da eficiência energética.

“Consideramos a formação como um dos pilares que permitirá aos nossos clientes uma melhor resposta aos desafios económicos, energéticos e ambientais da atualidade” , salienta Carlos Duarte. Nos ú ltimos cinco anos realizaram mais de 600 estágios e cursos de formação, perfazendo um total de 7700 horas. O responsável pelo centro conta ainda que o número de formandos tem crescido gradualmente ao longo dos anos, devendo-se esse aumento a uma crescente procura por parte das empresas que apostam na formação contínua dos seus colaboradores e na necessidade sentida pelos técnicos responsáveis em se atualizarem e especializarem em tecnologias mais recentes” .

Anualmente os cursos da Schneider Electric são procurados por todos os profissionais dos setores e atividades relacionadas com as matérias que abordam. Carlos Duarte destaca ainda a grande incidência que têm tido de técnicos de exploração e manutenção da grande indústria, mas também de PME e mesmo clientes que chegam a nível individual com vontade de ter um conhecimento mais profundo sobre os assuntos ministrados. Para o futuro e tal como até agora a aposta é “ antecipar sempre o mercado e as suas necessidades” , finaliza o responsável pelo centro.



OUTRAS NOTÍCIAS
Têxtil com dificuldade em recrutar

Têxtil com dificuldade em recrutar


Apesar da já longa crise económica, há setores que parecem contrariar a tendência de pessimismo generalizado e criar emprego. As boas notícias vêm do setor t&ec...

76% das empresas portuguesas já oferecem trabalho flexível

76% das empresas portuguesas já oferecem trabalho flexível


A excepção tornou-se a regra. Três quartos das empresas portugueses parecem estar rendidas ao trabalho flexível e ofercem aos seus funcionários esta opçã...

Os melhores MBA do mundo

Os melhores MBA do mundo


Valorizar num processo de recrutamento os detentores de um MBA é uma tendência cada vez mais comum, mas para Fernando Neves de Almeida, country president da Boyden, “o que as empresas con...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


RESPONSÁVEL DE ARMAZÉM E EQUIPAMENTOS

Spring Professional Portugal

AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal