Notícias

Rumos aposta em jovens de elevado potencial

A empresa está a investir em formação para jovens talentos da muito disputada área das Tecnologias de Informação. Os cursos têm um valor de mercado de 5.000 euros mas ficam a custo zero para os seleccionados.
03.12.2009 | Por Marisa Antunes


  PARTILHAR



Se há cursos que há muito tempo estão em alta são os das engenharias informáticas e afins. A fazer inveja quem tirou Letras, Jornalismo ou Direito, os licenciados da nova era tecnológica são disputados pelo mercado de trabalho que ainda reforça a sua formação, investindo na sua contínua actualização.

É o que acontece na Rumos Informática Profissional que está a investir fortemente em jovens de elevado potencial, recém-licenciados ou já formados mas com um máximo de um ano de experiência profissional, todos com uma sólida base na área das Tecnologias de Informação.

O programa chama-se "Rumos Careers Check-in" e faz uma selecção de jovens talentos, formando-os de acordo com as mais recentes necessidades de mercado. "Nós sabemos quais são as carências de competências que existem, em que áreas e em que tecnologias. Por isso, o nosso objectivo é dar formação, escolher os melhores e contratá-los para a Rumos, sendo depois integrados em projectos com clientes finais, numa lógica de "outsourcing"", explica Manuel Ramalho, responsável pela área da Rumos Professional Services.

"Procuramos licenciados em engenharia informática e também em Matemáticas Aplicadas. Para se fazer uma equipa tecnológica, necessitamos de pessoas com vários perfis, ao nível conceptual, de análise, de desenvolvimento, etc", especifica o responsável.

Nesta primeira edição do "Rumos Careers Check in" apostou-se numa formação baseada no "Sharepoint", uma ferramenta que desenvolve portais para empresas que querem divulgar os seus produtos, de uma forma muito mais apelativa e com maior interactividade. O curso tem a duração de um mês e custa cerca de 5.000 euros, mas a grande vantagem para estes jovens é que para eles tem custo zero. Mesmo para aqueles que não são seleccionados para ficar na Rumos, "a grande mais-valia", como destaca Manuel Ramalho, é que ficam com a certificação de um curso que tem actualmente um elevado valor no mercado.

Em Janeiro, a Rumos vai avançar com a segunda edição do "Careers Check-in" para outra formação ainda em análise, mas inserida numa lógica internacional. A Rumos, que actua há 18 anos no mercado, tem actualmente 300 colaboradores e para além da sede, em Lisboa, tem uma filial em Madrid e outra em Luanda.



OUTRAS NOTÍCIAS
Estágios com apoio garantido

Estágios com apoio garantido


Chama-se Rosa-dos-Ventos Algarve na Mira do Futuro e é uma iniciativa do núcleo do Algarve da Associação Nacional de Jovens Empresários com vista a fomentar a mobili...

InovContacto dá oportunidade a 550

InovContacto dá oportunidade a 550


Um grupo de mais de 500 licenciados regressou esta semana aos bancos da faculdade para se preparar para um desafio deveras estimulante para as suas vidas profissionais. Seleccionados entre 2500 candid...

Empreendedorismo: tempo de qualificar

Empreendedorismo: tempo de qualificar


Qualificação é a palavra que sobressai dos resultados da Semana Global do Empreendedorismo, que em Portugal foi realizada pela Associação Portuguesa de Business Ange...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal