Notícias

O verdadeiro poder da 'palmadinha nas costas'

O verdadeiro poder da 'palmadinha nas costas'

É portuguesa uma das app que está a revolucionar a motivação de profissionais em centenas de empresas mundiais. A Tap My Back nasceu da necessidade de fomentar o reconhecimento dos profissionais da agência de comunicação ComOn. Hoje a sua abrangência não tem fronteiras.

17.09.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Há uma app portuguesa que está a fazer milagres pela motivação de centenas de profissionais na América, Ásia e Europa. A Tap My Back começou por ser uma aplicação interna, criada no seio da agência de media ComOn e usada para motivar os seus profissionais. É hoje uma ferramenta de trabalho para as direções de recursos humanos em dezenas de organizações mundiais. Foi distinguida pelo The Huffington Post como uma das cinco melhores apps a usar no reforço das relações entre colaboradores e está, pelo segundo ano consecutivo, a caminho do Web Summit.

Foi criada para partir de uma necessidade simples, comum em grande parte das organizações: reconhecer o empenho, o bom desempenho e o mérito dos profissionais, seja esse reconhecimento hierárquico ou entre pares. A fórmula simples e divertida com que a solução criada em 2012, no seio da agência de media ComOn - no Build Up Labs, o estúdio de startups do grupo -, ajudou a fomentar o espírito de equipa, a motivação e cooperação entre equipas, ganhou adeptos e extravasou as fronteiras da empresa. Rui Gouveia, CEO da Tap My Back, explica que “o principal objetivo da aplicação é contribuir para a criação de equipas de trabalho mais sólidas e motivas através do reconhecimento entre pares”.

Na fase de teste, o protótipo foi testado por mais de três mil profissionais de várias empresas, conquistando líderes de recursos humanos em várias geografias. Metade dos subscritores da app estão na América do Norte, nos Estados Unidos e Canadá, mas a Tap My Back tem vindo a conquistar adeptos também na Ásia e na Europa. “Um facto curioso foi acharmos que este tipo de produto seria sobretudo adequado para startups e jovens empresas, com forte presença de profissionais da geração millennial (nascida no contexto tecnológico), quando na realidade são as empresas mais tradicionais que estão a aderir à aplicação como ferramenta de relacionamento e motivação dos seus profissionais”, realça o CEO.

Reconhecer o mérito
Não raras vezes, associamos à expressão “palmadinha nas costas” um sentido depreciativo, mas o sucesso da app Tap My Back mostra que o gesto faz a diferença. A aplicação funciona através da criação de grupos (cada empresa pode ter mais do que um grupo ou funcionar como um todo, agregando os vários colaboradores) e permite aos líderes de equipa customizar a experiência para que a app se ajuste às necessidades e objetivos da equipa. A partir dai, “a Tap My Back permite que os colaboradores atribuam medalhas de mérito aos colegas de cada vez que consideram que uma das suas ações merece ser destacada publicamente”.

A aplicação funciona em qualquer browser, independentemente do sistema operativo. Para tablets e smartphones, a equipa liderada por Rui Gouveia tem aplicações mobile para download gratuito para iOS e Android. Ao administrador do grupo é garantido o acesso a relatórios e estatísticas que lhe permitirão compreender melhor o comportamento da sua equipa. Lançada comercialmente em 2014, a app tem vindo a conquistar o interesse de vários players do sector.

No último ano foi convidada pela organização do Web Summit para estar presente na conferência como Alpha (startup em lançamento), o que lhe permitiu uma forte visibilidade no mercado. Este ano repete a presença, em Lisboa, já em novembro, mas na categoria de Beta (startup em crescimento). Tal como no último ano, no evento, Rui Gouveia estará focado em conquistar novas empresas que queiram melhorar a motivação das suas equipas para o seu leque de clientes. Até porque entre as metas do gestor estão a duplicação constante de receitas nos próprios anos e o constante crescimento das funcionalidades da aplicação.



OUTRAS NOTÍCIAS
Ele é um dos melhores do mundo, e quer voltar a Portugal

Ele é um dos melhores do mundo, e quer voltar a Portugal


O que têm em comum as mais recentes campanhas do Euro 2016, Copa América e Jogos Olímpicos, Cristiano Ronaldo, Neybar e Barcelona? Todas elas têm um toque luso, o de Nuno Mou...

Salários aumentam para os recém-licenciados... e para os mais qualificados

Salários aumentam para os recém-licenciados... e para os mais qualificados


Em 2015, o valor mínimo do salário-base anual de um recém-licenciado colocado no seu primeiro emprego era, em Portugal, €11.950 anuais. Um valor que segundo as contas da cons...

Healthcare City tem vagas para boas ideias

Healthcare City tem vagas para boas ideias


É a primeira incubadora portuguesa exclusivamente dedicada a projetos inovadores ligados à área da saúde e bem-estar e está a selecionar novas ideias para integrarem...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ANALISTA DE SISTEMAS NAVISON

Spring Professional Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER ÉVORA

Michael Page Portugal

Business Analyst

Monarque