Notícias

O que o digital pode fazer pelo Turismo

O que o digital pode fazer pelo Turismo

Nils Fonstad, o perito do Massachusetts Institute of Technology (MIT), vai estar em Lisboa para partilhar com os empreendedores nacionais a relevância da liderança digital na estratégia do negócio.

28.08.2015 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O papel do digital no desenvolvimento do turismo português é o tema de destaque da conferência Tourism Innovation Competition, organizada pelo The Lisbon MBA e pelo Turismo de Portugal. O evento que levará a 18 de setembro vários especialistas nacionais e internacionais à Fundação Calouste Gulbenkian, servirá para debater novas formas de dinamizar turismo e divulgar os três finalistas do concurso mundial de ideias para descobrir a solução mais inovadora para medir o comportamento dos turistas.?

Ao especialista Nils Fonstad, perito do Massachusetts Institute of Technology (MIT) em liderança digital e no papel da informação para a competitividade das organizações, juntam-se outros nomes como Pedro Oliveira, diretor académico do The Lisbon MBA - que assegurará a moderação do painel do debate “Turismo 2.0: O papel do digital no desenvolvimento turístico e como a indústria se deve adaptar a essa mudança” -, Marco Gouveia, SEO & Online Marketing Manager do Grupo Pestana e Cesar Christoforidis, vice-presidente da Socialbakers para a América Latina e Europa do Sul. 

Um turismo inovador
A sessão contará ainda com os reitores das duas escolas de negócios que gerem o The Lisbon MBA, Francisco Veloso e Daniel Traça, da Católica-Lisbon e Nova SBE, respetivamente, bem como de João Cotrim de Figueiredo, presidente do Turismo de Portugal, num evento onde o futuro do Turismo é a nota dominante, seja pela partilha de experiências, ou pela divulgação de projetos que podem marcar a diferença no sector, a médio prazo.?Foi esse o objetivo que norteou a organização da competição mundial de ideias Tourism Innovation Competition.

“O desafio lançado a todos os inovadores foi o de encontrar métodos ou estratégias que permitam a recolha e a sistematização de informação de valor acrescentado para os diferentes stakeholders a atuar na área do Turismo”, explica a organização. O objetivo da competição que premiará com dez mil euros ou uma bolsa de frequência ao The Lisbon MBA, no valor de 18 mil euros, os autores da melhor ideia, é ajudar a desenhar o comportamento dos turistas que visitam Portugal e, simultaneamente, promover a inovação e o empreendedorismo.



OUTRAS NOTÍCIAS
O sucesso começa por pensar o futuro

O sucesso começa por pensar o futuro


Começar pelo fim. Assim se poderia resumir a estratégia de formação da Nova SBE. A instituição que está cotada entre as melhores escolas de negó...

b.law quer simplificar o Direito

b.law quer simplificar o Direito


As Leis e os vários conceitos do Direito não têm, nem devem, ser um bicho de sete cabeças para as empresas e para o público em geral que não tenha conhecimento...

Financeiros na mira dos recrutadores

Financeiros na mira dos recrutadores


Nos primeiros três meses do ano, a procura de profissionais com especialização e qualificações na área financeira já tinha mostrado sinais de recupera&c...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRATIVO CONTROLO DE CRÉDITO

Experis Finance, Tax & Legal

ASSISTENTE FINANCEIRO

Experis Finance, Tax & Legal