Notícias

Norte estimula empreendedorismo

Norte estimula empreendedorismo

Os jovens entre os 18 e os 35 anos com ideias inovadoras na área da energia, tecnologias de informação e comunicação e biotecnologia podem concorrer até 31 de março ao programa Inovação e Empreendedorismo Sustentado do Instituto Empresarial do Minho.
18.03.2011 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



A iniciativa Inovação e Empreendedorismo Sustentado é a mais recente ferramenta de apoio à criação do próprio emprego e de novos negócios promovida pelo Instituto Empresarial do Minho (IEMinho). Trata-se de um concurso de ideias inovadoras destinado a jovens recém-licenciados, técnicos qualificados, empregados e desempregados, pessoas singulares ou grupos até cinco pessoas. As candidaturas decorrem até ao final do mês e deverão ser submetidas através do portal Gabinete Online do Empreendedor ( www.empreendedoronline.info ).

“A estratégia orientadora deste projeto está focalizada no incremento do empreendedorismo em três clusters de atividade – energias renováveis, tecnologias de informação e comunicação e biotecnologia”, explica Rui Fernandes, coordenador operacional do IEMinho. O objetivo é estimular o empreendedorismo qualificado e inovador junto da comunidade académica da região, com especial destaque para o segmento dos técnicos qualificados na situação de emprego ou desemprego. O programa quer ainda contribuir para a competitividade da região, através da criação de sinergias que fomentem o aparecimento de novos empreendedores, projetos e empresas de caráter inovador.

I&Emprendedor - para novos projetos ou negócios e I&Modernização – para a modernização de projetos ou negócios já existentes, são as duas vertentes do concurso. As ideias deverão incidir na criação de um novo produto ou serviço ou para uma nova aplicação de um produto ou serviço que já exista. Os concorrentes deverão ainda estar cientes que as ideias ou projetos de negócio que vão apresentar devem prever o seu desenvolvimento e implementação nas regiões Norte ou Centro. Rui Fernandes considera que o IEMinho, enquanto centro de incubação, “terá sempre um papel ativo nos processos de empreendedorismo e inovação, participando neste caminho de construção de regiões mais qualificadas”.

A 8 de abril serão apresentadas as candidaturas pré-seleccionadas. Já a 15 de abril é a vez de anunciar as nove candidaturas vencedoras desta iniciativa de ideias inovadoras. Como prémio irão receber a hipótese de participar nas missões internacionais «Empreender e Inovar lá fora». São viagens promovidas pela IEMinho a países estrangeiros, para observar e conhecer de perto a realidade empresarial que aí se vive.

Apesar do concurso não contemplar um prémio monetário, isso não exclui que os promotores venham a auxiliar os autores das candidaturas apresentadas a desenvolver o seu negócio. É que este concurso pretende também apoiar a concretização de ideias ou projetos com forte potencial de negócio, através da facilitação do acesso a financiamento adequado, de orientação no plano de negócio, assim como a constituição de parcerias estratégicas. Internacionalizar as ideias, aproveitando o contacto com outras realidades onde o empreendedorismo e a inovação são grandes apostas, trazendo know-how , conhecimento e motivação à concretização dos projetos é outra das metas deste programa.

Para Rui Fernandes esta iniciativa é “o despertar para uma consciência que há uma saída profissional que não o de trabalhador por conta de outrem, que é o empreendedorismo e a criação do próprio posto de trabalho”. Ciente das dificuldades económicas que Portugal e o mundo em geral atravessam, o coordenador do IEMinho acredita que o empreendedorismo de valor acrescentado potencia um efeito de arrastamento na economia. Esse impacto é especialmente visível na construção de uma economia baseada no conhecimento, no incremento e sucesso dos processos de internacionalização fundamentados no exaustivo conhecimento dos mercados, no aumento da produtividade das empresas com características inovadoras de base tecnológica em clusters de atividades emergentes. Iniciativas como esta que apoiam o empreendedorismo contribuem ainda para “a construção de uma nova cultura empresarial que valorize a cooperação, criando e desenvolvendo conexões de parceiros e redes estratégicas e implementação de uma cultura de inovação que valorize e potencie os recursos humanos”, finaliza Rui Fernandes.

Mfreitas.externo@impresa.pt

 



OUTRAS NOTÍCIAS
Minho mais perto da indústria

Minho mais perto da indústria


A Universidade do Minho (UMinho) está a preparar o lançamento de uma licenciatura em design de produto. O curso deverá avançar no ano letivo de 2012/13 e será estrut...

Futurália divulga oportunidades

Futurália divulga oportunidades


Arranca a 16 de março e prolonga-se até 19. Durante três dias, todos os caminhos vão dar ao Parque das Nações, em Lisboa, onde a edição 2011 da F...

Cidade do talento cativa jovens

Cidade do talento cativa jovens


Ajudar os jovens a tomar as melhores decisões para o seu futuro profissional é grande missão desta cidade virtual onde as empresas se reúnem para estar mais perto dos candi...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT

Kelly Services Portugal

ACCOUNTS RECEIVABLE

Michael Page Portugal