Notícias

Engenharia assegura empregabilidade

Engenharia assegura empregabilidade

O Mestrado em Engenharia de Redes de Comunicação do Instituto Superior Técnico regista uma taxa de empregabilidade de 100%, junto dos seus finalistas.
27.05.2010 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Numa altura em que o desemprego atinge níveis preocupantes, há entre os licenciados quem pareça não ter grandes razões para preocupação. Para os alunos do Mestrado de Engenharia de Redes de Comunicação (MERC) do Instituto Superior Técnico (IST) não há grandes dificuldades em ingressar no mercado de trabalho. Os dados da instituição revelam que o curso atinge os 100% de empregabilidade e os alunos encontram rapidamente colocação em instituições e empresas de relevo na área das novas tecnologias e Internet, mesmo em época de crise.

Recentemente reconhecido pela Ordem dos Engenheiros e pela associação European Network for Accreditation of Engeneering Education (ENAEE), o Mestrado em Engenharia de Redes de Comunicações tem a potencialidade de apostar, junto dos seus alunos, no fomento ao empreendedorismo. Vários alunos iniciaram start-ups no decorrer da sua formação em áreas como planeamento de redes, consultoria de TI e desenvolvimento de soluções na vanguarda da tecnologia. Mas, a maior fatia dos formandos encontram emprego em empresas como a Alcatel-Lucent, PT Comunicações, Nokia Siemens Networks, Sonaecom, Novabase ou Deloitte.
Para Rui Valadas, responsável pelo curso, “a empregabilidade total deste mestrado, a grande diversidade de saídas profissionais possíveis, e o selo de qualidade atribuído recentemente pela Ordem dos Engenheiros e pela ENAEE são a prova viva de que a formação do Instituto Superior Técnico está ao nível das melhores instituições de ensino superior em todo o mundo”.

Saliente-se que, o IST é, desde a década de 80, impulsionador e mentor de um conjunto de instituições que actuam ao nível da ligação entre a universidade e a indústria, desenvolvendo actividades de ensino, formação profissional e investigação industrialmente orientada e, por isso, muito prática. Um modelo de ensino que faz do IST uma das instituições de ensino mais conceituadas do país e que permitiu a sua consolidação enquanto escola-modelo nas áreas da Engenharia, Ciência e Tecnologia, estimulando a criação, disseminação e aplicação do conhecimento.



OUTRAS NOTÍCIAS
FAME promove empreendedorismo feminino

FAME promove empreendedorismo feminino


Está prestes a arrancar, em Coimbra, mais uma edição do Programa FAME. Este projecto, dinamizado pelo Instituto para o Fomento e Desenvolvimento do Empreendedorismo em Portugal (I...

Temporários à conquista do mercado

Temporários à conquista do mercado


A actividade privada de emprego em Portugal ultrapassou em 2008 a fasquia dos 1,2 milhões de euros. À luz dos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), o mercado est&aacut...

Jovens elevam qualidade dos serviços

Jovens elevam qualidade dos serviços


Nunca como hoje existiram tantos licenciados e jovens universitários a trabalhar em regime de trabalho temporário (TT). Com o aumento do desemprego – neste momento existem mais de 44 mil...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA