Notícias

Empreendedorismo à escala ibérica

São jovens, frequentam apenas o ensino secundário, mas já encaram a iniciativa empresarial como uma via para a empregabilidade. Um conjunto de estudantes espanhóis veio recentemente a Portugal desafiar os jovens lusos a empreender, aderindo ao projeto “Imagina a tua Empresa”.
25.03.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Chama-se “Imagina a Tua Empresa” e já movimenta um número considerável de jovens espanhóis. Trata-se de um concurso de empreendedorismo organizado no país vizinho, sob a coordenação de três departamentos do Governo Regional da Extremadura: Jovens e Desporto, Educação e Igualdade e Emprego. Numa quase missão diplomática, a organização do evento reuniu recentemente em Portugal com estudantes do ensino secundário, desafiando-os a criarem projetos no âmbito desta iniciativa. A meta é que em 2012, o “Imagina a Tua Empresa” seja já uma operação à escala ibérica.

Portugal é, por agora, um mero espectador na edição 2011 deste concurso, mas reconhece-lhe o mérito. Alunos e professores das escolas portuguesas tem vindo desbravar terreno naquilo que poderá vir a ser um projeto de empreendedorismo escolar à escala ibérica. Trinta alunos do Instituto Zurbarán de Badajoz e das escolas com ensino secundário e profissional de Castelo Branco, Mação, Proença-a-Nova, Alcains, Fundão e Belmonte, reuniram-se recentemente para debater esta iniciativa, na Escola Nuno Álvares, em Castelo Branco, que é a dinamizadora do projeto em terras lusas.

“A iniciativa visa fomentar nos alunos a vontade de se tornarem empresários e o gosto pela assumpção do risco, pela via da elaboração de projetos de criação de empresas”, revela José Alberto Duarte, coordenador nacional desta iniciativa. E se por cá o projeto “Imagina a Tua Empresa” só agora dá os primeiros passos, em Espanha os números são já expressivos. Nas últimas cinco edições, o concurso contou com a participação de cerca de 4984 alunos. Foram apresentados 713 projetos, provenientes de 219 centros educativos na região da Extremadura.

Juan Massa Corral, assessor do departamento de Educação do governo da Extremadura, faz um balanço positivo do projeto. “Começámos esta experiência com 400 alunos, mas o número foi rapidamente superado. Todos os anos participam em média mil estudantes e são apresentados entre 70 a 80 projetos”, explica Juan Corral.
O responsável enfatiza a ideia de que este programa constituiu “uma excelente oportunidade de criar emprego e fomentar o autoemprego, sobretudo porque os jovens através deste concurso compreendem que têm iniciativa e descobrem a sua vocação e potencial empreendedor”. Juan Massa Corral frisa que “esta é também uma forma de tentarmos corrigir alguns erros e problemas que temos verificado em Espanha, nomeadamente, no que diz respeito à redução da taxa de desemprego”.

Massa Corral quer tornar este projeto ibérico e acredita que isto pode vir a acontecer já no próximo ano. A proximidade, reforça, “pode levar a que os jovens dos dois lados da fronteira se unam e apresentem projetos conjuntos, o que seria possível com uma simples adaptação do regulamento”.



OUTRAS NOTÍCIAS
UMinho regista 62 patentes

UMinho regista 62 patentes


A Universidade do Minho figura entre as instituições de ensino com mais patentes registadas em Portugal. Entre 2001 e 2010, a instituição deu entrada com 87 pedidos de pate...

77,9% querem mudar de emprego

77,9% querem mudar de emprego


Empregadores e candidatos tecem queixas de falta de confiança na economia nacional, mas a verdade é que 2011 pode não vir a ter um saldo tão negativo quanto se esperava em ...


"O maior valor de um candidato é não desistir"


A PwC emprega em Portugal cerca de 800 quadros, maioritariamente colocados na sede da empresa em Lisboa. Uma população empresarial predominantemente jovem, onde a média de idades ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


BI DEVELOPER

Spring Professional Portugal

BUSINESS ANALYST - BI FINANCE

Spring Professional Portugal