Notícias

ANJE investe na qualificação

25.03.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) quer potenciar a qualificação do potencial humano das empresas portuguesas e para cumprir esta missão acaba de criar o Centro de Novas Oportunidades ANJE (CNO-ANJE). A nova estrutura está implantada na sede da associação, no Porto, e desenvolve as suas atividades à luz das diretivas da Agência Nacional para a Qualificação.

Assumindo como base o desenvolvimento de competências críticas à modernização económica e à adaptabilidade dos trabalhadores, a ANJE decidiu investir na sua vertente formativa e viabilizar a criação do Centro de Novas Oportunidades que diz constituir um efetivo reforço do seu trabalho qualificante. Para a associação, “a proximidade da ANJE ao contexto empresarial diferencia este CNO e a sua oferta formativa, totalmente direcionada para a valorização e qualificação do capital humano das empresas portuguesas”.

Da formação avançada de dirigentes e altos quadros até à certificação dos colaboradores, este CNO possibilitará à associação dar uma resposta adequada às diversas necessidades de formação das empresas nacionais. O CNO-ANJE destina-se a elevar as qualificações de ativos detentores de baixas habilitações escolares ou profissionais ou com habilitações desajustadas face às necessidades do mercado laboral e a associação espera reunir formandos junto das empresas. “Em causa está a formação e certificação de nível básico e secundário, ajustada ao perfil de competências dos beneficiários”, explica a associação que classifica este projeto de um “desafio win-win onde ganham as empresas e os colaboradores”.

Além de favorecido por todo o know-how e networking da ANJE, este CNO tem ainda a vantagem de contar com a experiência de uma equipa de trabalho que esteve dois anos e meio ao serviço da Sonae. A ANJE acrescenta que “numa lógica de continuidade desse legado, o CNO está já a colaborar com algumas marcas do grupo como o Continente”.

O CNO-ANJE está vocacionado para um target empresarial mas nem por isso deixa de cumprir a sua missão junto de outros públicos, como seja a população desempregada. A nova plataforma formativa criada pela ANJE está enquadrada na Iniciativa Novas Oportunidades e desenvolve toda a sua atuação com a orientação da Agência Nacional para a Qualificação, assumindo-se como um espaço formativo de resposta ao direito à educação e à aprendizagem ao longo da vida. A ANJE está convicta de que “o processo de formação e certificação é, nestes casos, um eficaz passaporte para a reintegração profissional, mais ainda se a ele se juntar uma boa preparação em empreendedorismo”. Esse será, de resto, outro factor de diferenciação da resposta pedagógica do CNO-ANJE: estimular nos formandos uma atitude dinâmica, proactiva que, à medida que contribuirá para a evolução positiva dos níveis de formação da população desempregada, procurará também despertar novos empreendedores.



OUTRAS NOTÍCIAS
77,9% querem mudar de emprego

77,9% querem mudar de emprego


Empregadores e candidatos tecem queixas de falta de confiança na economia nacional, mas a verdade é que 2011 pode não vir a ter um saldo tão negativo quanto se esperava em ...


"O maior valor de um candidato é não desistir"


A PwC emprega em Portugal cerca de 800 quadros, maioritariamente colocados na sede da empresa em Lisboa. Uma população empresarial predominantemente jovem, onde a média de idades ...

Como ter êxito numa entrevista?

Como ter êxito numa entrevista?


Se pensa que procurar emprego se resume a responder às ofertas disponíveis nos jornais e sites da especialidade, está redondamente enganado. Essa é de facto uma importante ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ASSISTANT STORE MANAGER ALBUFEIRA

Michael Page Portugal

Eng. Eletrotécnico

GPFA-Projeto e Coordenação, Lda