Notícias

Desemprego atinge 10,9%

A taxa de desemprego nacional voltou a subir no terceiro trimestre do ano, atingindo desta vez os 10,9%. O alerta vem do Instituto Nacional de Estatística.
18.11.2010 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Entre julho e setembro de 2010 o Instituto Nacional de Estatística (INE) contabilizou em território nacional 609, 4 mil desempregados. Um número que se traduz num acréscimo de 0,3% em relação ao trimestre anterior e eleva para 10,9% a taxa de desemprego portuguesa. Este número representa também um acréscimo de 11,3% face ao trimestre homólogo de 2009.

Segundo os resultados do Inquérito ao Emprego do INE, relativos ao terceiro trimestre de 2010, a população ativa residente em Portugal aumentou 0,1% face a igual trimestre de 2009 (abrangendo 7,7 mil indivíduos) mas diminuiu 0,2% face ao trimestre anterior, altura em que a população ativa era 8,4 mil indivíduos. O relatório estimou ainda a taxa de atividade da população ativa (a partir dos 15 anos) em 61,8%, com maior incidência nos homens do que nas mulheres.

Há hoje mais 61,7 mil indivíduos sem emprego do que havia no terceiro trimestre de 2010. Uma subida para a qual contribuiu, segundo o INE, “o aumento no número de mulheres desempregadas (48,1 mil) que explicou 78% da variação ocorrida no desemprego total”. O número de homens desempregados também aumentou, mas de forma menos expressiva atingindo 13,6 mil indivíduos. Durante o trimestre em análise, o INE apurou igualmente um aumento do desemprego nas faixas etárias a partir dos 45 anos (20,6 mil) e dos 25 aos 34 anos (18,8 mil).

E nesta subida não escapam os licenciados nem os que se encontram em transição de carreira. Embora com uma menor incidência, o desemprego aumentou também entre os indivíduos com nível de escolaridade correspondente ao ensino superior (4,2 mil). Aumentaram também os desempregados em busca de novo emprego (47,4 mil indivíduos), provenientes sobretudo do setor dos serviços (31,3 mil) e os portugueses em busca do primeiro emprego que registou um crescimento de 14,3 mil indivíduos face ao trimestre homólogo.

Portugal tem atualmente 85,8 mil indivíduos à procura de emprego há 12 ou mais meses e o desemprego atinge, sobretudo, as mulheres (12,4%). A taxa de desemprego entre o sexo masculino ficou-se pelos 9,6%. Ambas subiram face ao trimestre homólogo de 2009, mas apenas a das mulheres cresceu quando comparada com o segundo trimestre de 2010.

Segundo INE “o aumento trimestral da taxa de desemprego resultou do efeito conjugado do decréscimo da população empregada, de 0,6%, e do acréscimo da população desempregada, de 3,3%, abrangendo 28 mil indivíduos no primeiro caso e 19,6 mil no segundo.



OUTRAS NOTÍCIAS
Coaching: o triunfo do saber ser

Coaching: o triunfo do saber ser


Tudo nasce em nós, disse um dia o filósofo grego Sócrates que com esta teoria inspirou aquilo que hoje conhecemos como o coaching. Uma ferramenta de gestão que orienta os p...

Recrutamento à prova de crise

Recrutamento à prova de crise


A conjuntura económica global não é animadora, mas apesar disso uma percentagem significativa das empresas, em Portugal e no estrangeiro, manifestam intenção de desa...

Porto acolhe empreendedores

Porto acolhe empreendedores


Portugal Mais é o lema da edição deste ano da Feira do Empreendedor que decorre no Centro de Congressos da Alfândega do Porto a partir de 13 de novembro. O já emblem&...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMERCIAL - CONSTRUÇÃO CIVIL - ZONA NORTE

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal