Notícias

A inspiração da eficácia

A inspiração da eficácia

Numa altura em que as expressões crise, austeridade, desemprego e adversidade marcam todas as conversas e cenários em Portugal, a agência Nylon, de Joah Santos, leva o melhor do marketing nacional para território americano. A empresa foi criada há pouco mais de um ano pelo empreendedor português e a sua estratégia de crescimento passa por captar os melhores talentos para gerar as melhores soluções ao cliente.
27.12.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Global. Assim se classifica, em termos de abordagem e aspirações, a agência de marketing integrado Nylon. Global em tudo, a começar no seu mentor. João Santos foi muito cedo para os Estados Unidos e como João era um nome difícil de pronunciar não pensou duas vezes até adoptar em definitivo o nome pelo qual todos o tratavam – Joah. Estudou finanças e negócios internacionais na América e também por lá especializou-se em marketing. Mas no momento de criar o seu próprio negócio, escolheu Portugal para se lançar ao mundo. A Nylon nasceu em setembro de 2011 e três meses mais tarde viu 40% do seu capital ser adquirido pelo Grupo YoungNetwork, no âmbito do projeto Marconi Business Incubator (MBI), a incubadora de empresas focada em detetar e impulsionar novos projetos na área da comunicação e do marketing. Para Joah Santos foi o reconhecimento do valor do seu conceito e uma oportunidade de conquistar novos territórios. “As barreiras que separam as empresas e os competidores têm vindo a aumentar ao longo dos tempos. No passado, quem tinha uma fábrica era líder de mercado, depois passou a ser a empresa que detinha a patente e, nos dias de hoje, a tecnologia evolui tão depressa que no dia em que conseguimos a patente, ela já é obsoleta ou já foi copiada”, explica o empreendedor concluindo que este cenário faz com que “o principal factor diferenciador de um produto é a marca e o marketing que está por detrás dele”. Foi à luz deste conceito que estruturou a Nylon. A agência está focada trabalha o marketing e a publicidade de forma integrada e focada em atingir resultados. Por isso, esclarece Joah Santos, “a equipa começa sempre por identificar o problema que o cliente apresenta, focando-se depois em encontrar a solução”. Orgulhoso da sua equipa que considera o motor da empresa, o empreendedor explica que o início do seu percurso principal foi sempre do lado do cliente e só mais tarde se mudou para o mundo das agencias. Ao conhecer ambas as vertentes, acabou identificar uma lacuna: “existia muito pouco trabalho de consultoria de negócio na área do marketing”. E foi aqui que Joah Santos centrou a atividade da empresa. Criada em setembro de 2011, a Nylon tem tido um percurso de célere expansão. O empresário, que detém 60% do capital da empresa, não revela o montante do investimento inicial preferindo falar num investimento intelectual, mas reconhece que “qualquer que seja o valor apostado já foi largamente atingido” até porque, como explica, “para isso reuni uma equipa competente que pensa em sintonia comigo”. Em Portugal, a empresa integra já uma equipa de oito profissionais e por vezes recorre a um reforço da equipa para dar resposta a projetos pontuais, como eventos. No escritório de Filadélfia (EUA) tem mais cinco pessoas e em Londres, a operação é assegurada por um colaborador. Colaboradores escolhidos a dedo e com recurso a um dos principais ativos de uma agência desta natureza: a criatividade. Para escolher cada um destes talentos Joah Santos concebeu um processo de seleção exigente que começa com testes e desafios de criatividade no Facebook. A partir daí seguem-se outros crivos de seleção. Diversificar a atividade não é uma prioridade no momento. “Estamos concentrados em fazer aquilo que sabemos e na área em que somos experts. Não nos parece conveniente uma diversificação se não vamos ser os melhores nesse campo”, explica o empreendedor que diz estar centrado na busca de novos clientes, projetos e desafios para a empresa e com isso, novos colaboradores também. Em marcha está já um programa de deteção e recrutamento de talentos para a agencia. A adversidade não intimida o empresário que diz que esta sobretudo uma oportunidade para quem a souber aproveitar. “A prova está no facto de que enquanto muitas empresas estavam a despedir, a Nylon estava a crescer e isso fez recair a atenção das marcas sobre nós”, explica. Mas Joah Santos teve na criação desta empresa um trunfo especial na manga: “já tinha os clientes antes de criar a empresa”. Um detalhe que pode fazer toda a diferença no sucesso de um projeto na fase de arranque. E dá exemplos. General Eletric, IMB, General Motors, Disney, Burger King, Microsoft ou CNN foram todas lançadas em conturbados períodos económicos. Promotor: Joah Santos, 37 anos. Formação: Joah Santos viveu desde muito cedo nos Estados Unidos e estudou na New Ypork University - Leonard N. Stern School of Business, onde se especializou em Finance & International Business. Possui ainda um Master em Marketing, pela Universidade da Pensilvância. Área de atividade: A Nylon é uma agência de marketing e publicidade integrada. Data de início: A empresa foi oficialmente fundada em setembro de 2011, mas o seu conceito é já mais antigo. Investimento inicial: “O investimento foi sobretudo pessoal, sobretudo ao nível dos anos de experiência que adquiri ao trabalhar nos Estados Unidos, para algumas das melhores agências de marketing”, explica o empreendedor adiantando que “o valor investido já foi largamente atingido”. Empregos criados: A Nylon integra uma equipa permanente de pito pessoas, mas sempre que necessário (para projetos pontuais, como eventos), recorre a reforços. Website: www.imnylon.com


OUTRAS NOTÍCIAS
Era quer contratar 750 em 2013

Era quer contratar 750 em 2013


Um novo modelo de organização das agências e a expansão de novas áreas de negócio, como a comercialização de imóveis da banca, estão na base do novo programa de recrutamento que a rede imobiliária ERA...

Centro aproxima universidade às empresas

Centro aproxima universidade às empresas


O Cegea está agregado à Faculdade de Economia e Gestão da Católica do Porto e utiliza a capacidade de investigação e os conhecimentos da equipa de docentes para prestar serviços de consultoria na área...

Treino para falar nos media

Treino para falar nos media


Na vida atual cada vez mais profissionais são chamados a falar nos meios de comunicação social ou a expor as suas ideias para pequenas e grandes plateias. Muitos executivos e demais profissionais têm ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal

BUSINESS ANALYST

Spring Professional Portugal