Notícias

Centro aproxima universidade às empresas

Centro aproxima universidade às empresas

A Universidade Católica Portuguesa do Porto coloca o seu saber ao serviço das empresas. Através do Centro de Estudos de Gestão e Economia Aplicada (Cegea) presta consultoria nas áreas de economia e gestão a diversas entidades nacionais, envolvendo alunos de mestrado nesses projectos. Para além de um primeiro contacto com clientes e desafios reais, alguns estudantes encontram por esta via uma porta de entrada para o mercado de trabalho.
27.12.2012 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



O Cegea está agregado à Faculdade de Economia e Gestão da Católica do Porto e utiliza a capacidade de investigação e os conhecimentos da equipa de docentes para prestar serviços de consultoria na área da economia e gestão, às mais variadas empresas. É uma forma desta instituição de ensino superior se aproximar das entidades empresariais e de envolver alguns dos seus alunos de mestrado em projetos reais. “Já realizamos trabalhos para a área do calçado, comunicação social, agricultura, etc e temos feitos estudos de internacionalização para empresas de pequena e média dimensão da região norte”, explica Susana Costa e Silva, coordenadora do Cegea. Acredita que para a universidade é muito importante esta ligação às empresas, na medida em que estas reconhecem o saber desenvolvido pela investigação universitária. “Abre um canal para que as organizações perceberem que as universidades dispõem de ferramentas de que necessitam”, salienta a coordenadora do Cegea. Por norma as instituições alocam os estudos ao centro e cabe aos docentes envolvidos decidirem pela integração ou não de alunos de mestrados nos projetos. Conta a coordenadora do Cegea que “em muitos estudos consideramos que faz todo o sentido que os estudantes participem o que já aconteceu por diversas vezes. Os alunos são selecionados para os projetos de acordo com o seu perfil. Por exemplo na área do marketing, em análises de mercado, é um trabalho que os alunos podem desenvolver”. O trabalho realizado pelos estudantes de mestrado é remunerado e através deste centro têm a oportunidade de obter um primeiro contacto com clientes e desafios reais das organizações. Esta dinâmica revela uma aposta da Católica do Porto em aproximar os estudantes do mercado de trabalho, numa fase final da sua formação. “Há sempre a preocupação de envolver os alunos nos estudos realizados. O mercado de trabalho reconhece estas valias e já aconteceu algumas empresas terem contratado alunos por terem gostado do trabalho que efecturam. Melhora também a imagem da universidade no mercado o que é bom para todos”, salienta Susana Costa e Silva. Para além desta via a Católica do Porto promove estágios de verão para os seus alunos, procura estágios curriculares para quem está a terminar o mestrado, tudo com o intuito de facilitar a sua entrada no mercado de trabalho.


OUTRAS NOTÍCIAS
Treino para falar nos media

Treino para falar nos media


Na vida atual cada vez mais profissionais são chamados a falar nos meios de comunicação social ou a expor as suas ideias para pequenas e grandes plateias. Muitos executivos e demais profissionais têm ...

Temporários especializados aumentam 61%

Temporários especializados aumentam 61%


Portugal tem trabalhadores temporários cada vez mais qualificados e especializados e a tendência deverá continuar a crescer. Segundo as principais conclusões de um estudo realizado pela Page Personnel...

Erasmus com continuidade assegurada

Erasmus com continuidade assegurada


Depois de ter visto a sua viabilidade financeira em risco, o programa de intercâmbio de estudantes Erasmus, tem continuidade assegurada para 2013/2014. Num acordo de última hora, Estados-membros e Par...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTING MANAGER

Experis Finance, Tax & Legal

ASSISTANT STORE MANAGER

Experis Sales & Marketing, Retail