Notícias

4 regras para brilhar no Linkedin

4 regras para brilhar no Linkedin

Cerca de 93% dos recrutadores recorrem às redes sociais para filtrar candidatos, com o Linkedin a liderar o ranking das plataformas mais utilizadas para esta finalidade. Para os candidatos, há muito que ter uma boa estratégia social é fundamental para ampliar as hipóteses de carreira.

14.11.2014 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



Os dados mais recentes do inquérito anual de social recruiting, da plataforma de recrutamento social Jobvite, comprovam o poder das redes sociais no recrutamento. Segundo as conclusões do inquérito, 93% dos recrutadores utilizam atualmente as redes sociais como suporte aos seus processos de contratação, seja para identificar talento ou para avaliar o perfil e a pegada digital de determinado candidato.

O Linkedin é a plataforma a que os empregadores mais recorrem quando a meta é contratar. Para os candidatos, definir estratégias eficientes de posicionamento nas redes sociais e ter nestas plataformas uma atuação consciente e cuidada, há muito deixou de ser uma opção para se tornar um imperativo entre os que querem conquistar um lugar no mercado de trabalho. ?Seja para quem procura uma primeira oportunidade de emprego, um regresso ao mercado de trabalho ou uma oportunidade de progressão profissional, plataformas como o Linkedin são locais de presença obrigatória. Mas esta montra online - que pode, efetivamente, facilitar o contacto com potenciais recrutadores e gerar novas oportunidades de carreira - não está isenta de riscos.

Os recrutadores reconhecem o seu potencial, mas a extensa lista de quem deitou tudo a perder com uma má “pegada digital” cresce a cada dia.?Don Goodman, especialista em social recruitment, defende que  “plataformas sociais como o Linkedin podem colocar qualquer candidato na rota certa e apliar as suas oportunidades profissionais, se a sua gestão foi feita de forma estratégica e cautelosa”. Conquistar a atenção de um recrutar numa rede social como o Linkedin, exige para o especialista uma planificação cuidada que começa na otimização do perfil. “Todos os recrutadores procuram talento no Linkedin. Se você não é um membro ativo desta plataforma, as suas hipóteses de entrar no radar dos recrutadores são menores”, explica enfatizando que “não basta estar no Linkedin, é preciso ter um perfil bem estruturado, completo, que contenha as keywords certas, as que os recrutadores utilizam nas suas pesquisas”.

O poder das keywords
Colocar no seu perfil o cargo e as competências que os recrutadores da sua área mais utilizam para pesquisar perfis, é meio caminho andado para se destacar entre a concorrência e entrar no ranking de quem contrata. Mas há outras três estratégias que segundo Don Goodman nenhum candidato deve negligenciar se o seu objetivo for ampliar as suas oportunidades profissionais: ser um elememento ativo em vários grupos de interesse no Linkedin, conseguir recomendações dos seus pares e adicionar competências e endorsments.

Ao integrar grupos relevantes na sua área de atividade não só estará em contacto com outros profissionais da sua área de atividade, como assegurá presença na primeira montra que os recrutadores utilizam para identificar talento. Procure participar em discussões onde possa realçar os seus pontos de vista, iniciativas e ideias. As recomendações são também um factor analisado pelos recrutadores. “A pessoa com 20 recomendações será, certamente, chamada primeiro que a pessoa com duas”, frisa o especialista. O mesmo se aplica às competências. Goodman aconselha a que os candidatos comecem por identificar as cinco competências mais valorizadas pelos recrutadores para a sua função e área em que atuam e, a partir dai, procurar recolher o maior número de endorsments possível. É isto, garante, “que faz um candidato destacar-se num processo de social recruitment”.



OUTRAS NOTÍCIAS
Sete dias para pensar o empreendedorismo

Sete dias para pensar o empreendedorismo


A Semana Global do Empreendedorismo está de volta a Portugal. O evento organizado em parceria pela Associação Portuguesa de Business Angels (APBA) e pela SEDES – Associa&...

MODATEX qualifica no têxtil

MODATEX qualifica no têxtil


O MODATEX – Centro de Formação Profissional da Indústria Têxtil, Vestuário, Confecção e Lanifícios, tem em marcha um projeto inovador qu...

Como contratam os inovadores

Como contratam os inovadores


É nas empresas tecnológicas que continua a residir o maior potencial e investimento em inovação. É também esta uma das áreas mais dinâmicas em...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS


ADMINISTRATIVO

ERA Oeiras

ADVOGADO

Anónimo

ADVOGADO

Anónimo