Notícias

Trabalho nocturno aumenta risco de cancro

18.07.2003


  PARTILHAR




Cátia Mateus

O TRABALHO em turnos nocturnos pode aumentar as probabilidades de cancro da mama nas mulheres em cerca de 60%.

O alerta vem da Health and Safety Executive (HSE) e tem por base o cruzamento de dados provenientes de vários artigos publicados na imprensa especializada e de consulta da comunidade médica.

A associação avança que a relação entre os turnos nocturnos e a doença carece ainda de uma investigação mais profunda antes de ser estabelecida uma causa directa. Contudo, adianta que "vários estudos sugerem que as mulheres sujeitas a turnos laborais tardios têm um risco acrescido de contrair cancro da mama".

Na realidade, alguns artigos já publicados no "Nacional Cancer Institute" na Grã-Bretanha, concluíam que "a exposição excessiva a luz artificial durante a noite, por um período consecutivo de três ou menos anos, aumentou em 40% a probabilidade das mulheres sofrerem desta doença".

O mesmo documento revelaria ainda que "nas mulheres que trabalharam durante a noite por um período superior a três anos, a probabilidade de contraírem cancro da mama estima-se em 60%".

No estudo foi analisado o historial clínico de 763 mulheres com cancro de mama e 741 que não sofrem da doença.

Anualmente são diagnosticados no Reino Unido cerca de 40 mil casos de cancro da mama. São muitos os factores que se reconhecem como causas directas para esta doença.

O trabalho em turnos nocturnos será, muito provavelmente, mais uma dessas causas. Ainda assim, para uma conclusão definitiva o HSE sugere uma investigação mais aprofundada sobre a matéria.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Área Jurídica

Assembleia da República

Business Development Assistant

ARC International Design Consultants