Notícias

PrimeIT prepara 150 contratações

PrimeIT prepara 150 contratações

Em 2015, a consultora tecnológica PrimeIT viu a sua equipa aumentar de 560 para 650 profissionais. Em 2016 a estratégia de expansão mantém-se. A empresa quer chegar aos €29 milhões de euros de faturação e contratar 150 novos profissionais antes do final do ano. Inês Alves, a diretora de Recursos Humanos da empresa, já está a identificá-los.

17.06.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Setenta das 150 contratações que a consultora tecnológica PrimeIT quer realizar ainda este ano são para admissão imediata. A velocidade do negócio assim o exige. No último ano, a consultora portuguesa registou um crescimento de 20% no seu volume de negócios face ao ano anterior, atingindo uma faturação de 21,5 milhões de euros, sete milhões dos quais oriundos de negócio internacional. Para este ano a previsão é para um volume de negócios na ordem dos 29 milhões de euros. Uma estimativa que segundo a diretora de Recursos Humanos da PrimeIT, Inês Alves, exige o reforço das equipas de Tecnologias de Informação (IT) e Telecom, mas também da própria equipa de gestão da empresa, com 150 novos profissionais. A PrimeIT tem 40 vagas para projetos de IT e 30 para Telecom, com necessidade de recrutamento imediato. Os restantes 80 especialistas deverão chegar à empresa antes do final de 2016.

Nos próximos cinco anos, a consultora portuguesa quer abrir 10 novos escritórios a nível internacional e consolidar a sua presença no mercado nacional. “É por isso que a nossa estratégia de recrutamento terá um grande foco em funções de Gestão, IT e Telecom”, explica a diretora de RH. As contratações a realizar este ano são maioritariamente para território nacional, mas quando identifica talento Inês Alves está, naturalmente, focada em atrair perfis que tenham vocação e apetência por contextos profissionais multiculturais e internacionais. Não só a possibilidade de carreira internacional  - seja integrando projetos pontuais e de curta duração, ou abraçando missões de média duração junto de clientes internacionais - faz parte da estratégia da empresa para a motivação e retenção dos seus profissionais, como as próprias necessidades no mercado e do contexto de negócio assim o exigem. “Os nossos colaboradores têm oportunidade de integrar projetos internacionais a partir de Portugal, com possibilidade de deslocação para países como o Reino Unido, França e Bélgica, permitindo o seu desenvolvimento além fronteiras”, explica.

No último ano, a empresa desenvolveu projetos em mais de 50 cidades, nos mais diversos países.?Nas contratações previstas para este ano, o foco da empresa “é o reforço das equipas nas áreas de Desenvolvimento (Development), com principal foco em linguagens web, Business Intelligence, Infraestruturas, CRM e ERP”, explica Inês Alves acrescentando que “na área de IT e Telecom estamos a recrutar para vários países europeus, com principal foco em Portugal e Espanha”. Inês Alves reconhece as dificuldades inerentes ao recrutamento no sector, geradas pela formação de profissionais em número insuficiente para a dinâmica das empresas e do mercado tecnológico. Por isso, parte da estratégia de crescimento da PrimeIT é dedicada ao forte investimento na formação dos seus profissionais e na melhor forma de promover a sua motivação e, consequentemente, a sua retenção. “O nosso foco é sempre fazer progredir os nossos profissionais e as nossas equipas, apoiando a sua evolução e o seu desenvolvimento”, explica a diretora de RH, acrescentando que esta orientação é o motor da estratégia de retenção da empresa e da motivação dos profissionais.

A solidez da cultura organizacional da empresa e a formação dos seus profissionais são dois dos pilares desta estratégia. “Conseguimos colocar em prática um conjunto de iniciativas internas, como as Prime Tech, um grupo que tem como principal objetivo dinamizar e criar uma cultura tecnológica baseada nas pessoas que fazem parte da PrimeIT e nos seus parceiros”, explica ao mesmo tempo que enfatiza que, no campo da formação, a empresa assegurou no último anos mais de 800 horas aos seus profissionais. Um número que vai aumentar este ano, uma vez que a empresa está a preparar novas salas de formação para dar resposta às necessidades de especialização dos profissionais e do negócio. 



OUTRAS NOTÍCIAS
Podemos falar de dinheiro?

Podemos falar de dinheiro?


Na primeira entrevista não toque no assunto. Não é que seja proibido, mas tendo em conta que é o primeiro contacto que tem como o potencial recrutador, e que outros candida...

Empregadores nacionais lideram na Europa

Empregadores nacionais lideram na Europa


Mars, Cisco Systems, ROFF, AbbVie, Volkswagen Financial Services, Janssen-Cilag, Diageo e SAS Institute foram reconhecidas pelos profissionais portugueses, em março deste ano, como os melhores ...

Mazars recruta 40 em Economia e Gestão

Mazars recruta 40 em Economia e Gestão


A multinacional de auditoria Mazars está a aumentar a sua equipa em Portugal e tem 40 vagas para preencher. A empresa tem a decorrer o processo de identificação de talento que con...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Diretor-Geral

FAROL ATT - Associação de Tratamento das Toxicodependências