Notícias

Pós-graduações que dão emprego

05.12.2003


  PARTILHAR





Fernanda Pedro, Maribela Freitas e Ruben Eiras

O EXPRESSO seleccionou uma série de cursos que poderão desbravar novas oportunidades de carreira e aproveitar nichos económicos em emergência


COM 2004 à porta, o progresso na carreira e a actualização de competências são medidas que costumam estar presentes no cardápio de mudanças do ano novo. O EXPRESSO seleccionou uma série de pós-graduações e MBA recheados de competências que poderão diferenciar o leitor no mercado de trabalho.

O sector do turismo é um dos nichos de emprego a ter na mira nos próximos anos. Com a aposta do Governo no desenvolvimento desta actividade, a profissionalização e a criação de produtos com valor acrescentado são as tendências que dominarão o sector no curto-médio prazo.

Neste plano, o Instituto de Novas Profissões (INP), instituição educativa pioneira nesta actividade, é um dos estabelecimentos que tem uma larga oferta de formações especializadas, ministradas por profissionais reconhecidos no mercado. Da lista de cursos, destaca-se a pós-graduação de "Técnico Superior da Qualidade na Hotelaria e Turismo".

Segundo as informações do gabinete do INP, não existem técnicos profissionalizados nesta área e é provável que se criem oportunidades de emprego na auditoria de turismo.

Outra pós-graduação a ter em conta é a de "Sistemas de Gestão do Turismo". Bastante completa, a pós-graduação fornece competências a nível táctico e estratégico nesta área de gestão, como também contém um módulo dedicado à auditoria no turismo.

Em ambos os cursos é possível frequentar apenas um módulo, obtendo assim um diploma de especialização na temática frequentada.

As actividades e negócios ligados à segurança também são prováveis nichos de oportunidades de carreira. O Instituto de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) criou uma pós-graduação nesta área. Intitulada "Segurança", este curso fornece conhecimentos sobre o funcionamento dos sistemas de segurança nacionais e internacionais, os novos tipos de terrorismo global e as técnicas de gestão de crise.

Para quem aspira a uma carreira global, a região asiática é uma opção a considerar, dado o grande dinamismo económico dos países emergentes desta zona do mundo. A pós-graduação sobre a "China Moderna", ministrada pelo Instituto do Oriente do ISCSP, é um bom canal para adquirir conhecimentos sociais, culturais e económicos sobre a potência em crescimento naquela zona do mundo.

A nível de competências transversais na área de gestão, os MBA em "Gestão e Negócios" e "Business and Entrepreneurship: Gestão de Negócios e Espírito Empreendedor", da Escola de Negócios da Universidade Autónoma de Lisboa, são duas opções a considerar, dada a qualidade do corpo docente e o preço dos cursos, bastante competitivo em relação aos praticados no mercado.

O INDEG/ISCTE, em conjunto com o Instituto Superior de Agronomia, oferece um curso que poderá fornecer uma vantagem comparativa interessante para quem já está empregado no sector agrícola ou planeia penetrar neste mercado de emprego.

A pós-graduação em "Gestão e Tecnologias de Informação nos Sectores Agrícola e Alimentar" já vai na segunda edição e, além das óbvias competências de gestão, o curso oferece conhecimentos sobre como criar negócios neste sector e como aplicar as TI na actividade agrícola.

O sector imobiliário é outro segmento atingido por uma vaga de profissionalização. A Escola Superior de Actividades Imobiliárias vai lançar no início do próximo ano uma pós-graduação em "Direito e Fiscalidade do Imobiliário". Com este novo curso, aquela instituição de ensino está a alargar o âmbito da sua formação em áreas ligadas a este sector.

De acordo com Ângela Dionísio, vogal do conselho de direcção da ESAI, "a pós-graduação dirige-se prioritariamente a recém-licenciados e estagiários de direito que queiram ou estejam já a trabalhar com empresas ligadas ao sector imobiliário".

Contudo, não está excluída a hipótese de aceitar profissionais que laborem no sector, fora da área do direito, e que estejam interessados neste curso. As candidaturas vão ter início em Novembro e fecham em meados de Dezembro. São cerca de 30 as vagas abertas, as propinas totalizam os três mil euros e as aulas têm início previsto para Janeiro de 2004 e decorrerão às sextas e sábados.

A um nível mais artístico e técnico, o destaque vai para a pós-graduação em "Design de Ourivesaria" da Escola das Artes do Centro Regional do Porto da Universidade Católica. O objectivo é ensinar a conceber peças de joalharia ou prataria de acordo com os princípios do "design" e com novas formas e funcionalidades, inspiradas ou não nas raízes históricas e culturais portuguesas.

Segundo Gonçalo Vasconcelos e Sousa, coordenador da formação, esta pós-graduação pretende acima de tudo revolucionar a ourivesaria portuguesa e, posteriormente, conseguir atingir a internacionalização de uma marca própria.

"Existe escassez de profissionais na área do 'design', e por isso vamos apostar numa formação especializada neste sector", frisa Vasconcelos e Sousa. O curso funciona em parceria com o Centro de Formação Profissional da Indústria de Ourivesaria e Relojoaria, sedeada em Gondomar.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA