Notícias

Portugal em Bronze

27.06.2003


  PARTILHAR





Pedro Maia Ramos

TRÊS medalhas de bronze e quatro menções honrosas vieram da Suíça para Portugal.

A delegação do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) voltou do 37º concurso internacional de formação profissional (World Skills) realizado em St. Gallen, na Suíça, entre 19 e 22 de Junho, com os terceiros prémios nas categorias de Serralharia Mecânica, de Fresagem CNC e de Web Design. As artes de Marcenaria, Carpintaria, Joalharia e Serviço de Mesa e Bar obtiveram Certificados de Excelência.

A prova, bienal, teve 740 concorrentes, entre os 18 aos 22 anos, de 37 países a concorrer em 44 ofícios. Portugal competiu em 14 categorias. "Foi uma grande subida qualitativa", considera Victor Gil, responsável do IEFP.

O Japão, a Coreia do Sul e a Suíça foram os mais premiados e o responsável adianta que "os asiáticos são muito qualificados... Chegam a levar jovens, como observadores, para que na futura edição (na Finlândia), sejam concorrentes. Quando acaba uma edição, já começaram a preparar a seguinte".

Aos empresários lusos, "não agrada a dispensada dos seus melhores elementos, durante o tempo necessário à preparação e ao concurso". Entre os técnicos do IEFP e os formandos/concorrentes, os contactos são "cerca de seis meses antes do certame", e após a selecção feita no concurso nacional - que, para St. Gallen, foi em Braga, em Outubro de 2002, com cerca de 180 jovens.

O factor "casa" foi para Victor Gil outro agente decisivo. "Os patrocinadores disponibilizam equipamentos e maquinaria novos, aos quais não teremos a mesma facilidade de acesso - e de conhecimento - antes do concurso", lamenta o dirigente. Todos os materiais e equipamentos são fornecidos pela organização, mas "cada concorrente tem e deve levar as suas ferramentas".

No sector automóvel a diferença "é abismal! Estava presente um modelo de uma marca, do qual só agora começou a campanha publicitária em Portugal".

No rescaldo, Victor Gil está "satisfeito pelos resultados obtidos", mas queixa-se da "falta de visibilidade da prova-rainha da Formação Profissional".

Para 2003 o orçamento rondou os 400 mil milhões de euros. O concurso data de 1950 e Portugal é membro fundador. Informação em www.berufs-wm.com e www.ivto.com.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT - SIEMENS HEALTHINEERS

Kelly Services Portugal

FACILITIES MANAGER

Michael Page Portugal