Notícias

O poder da comunicação corporal

A postura corporal é uma linguagem tão ou mais valiosa do que a oralidade. A Academia das Emoções, em parceria com a consultora Zona Verde, vão ensinar a tirar partido de tudo o que as palavras não expressam.
13.05.2010 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O corpo fala e pode dizer muito sobre o seu interlocutor e sua personalidade. Razão pela qual a comunicação corporal assume uma relevância cada vez maior no mundo empresarial, seja pela imagem que transmite quando nos relacionamos com os demais, seja eficácia que pode, ou não, imprimir a determinado negócio ou função laboral. A Academia das Emoções, em parceria com a empresa Zona Verde, já compreenderam o poder desta forma de comunicação e querem ajudar os profissionais a tirar o maior partido das suas potencialidades nesta matéria. Em parceria, as duas empresas nortenhas, organizaram um calendário de inovadoras actividades formativas. A primeira delas arranca já a 22 de Maio, na sede do 3CE – Centro de Conhecimento, Competências e Empresas, uma empresa Zona Verde, em Santa Maria da Feira, sob o lema Comunicação Corporal.

Melhorar a comunicação entre profissionais, aumentar o desempenho profissional e trabalhar a capacidade de organização, decisão, motivação e liderança são os objectivos da primeira das acções de formação agendadas pela dupla de empresas. Com conteúdos assegurados pela Academia de Emoções, a formação em Comunicação Corporal recorrerá à dança, expressão corporal e à interactividade para estimular a dinâmica de funcionamento de equipas motivadas, produtivas e eficazes.

A formação será conduzida por Raquel Sampaio, produtora artística, bailarina e coreógrafa. A profissional que acumula já no currículo várias participações, enquanto coreografa, em seminários de motivação e construção de equipas de trabalho, adopta uma metodologia sustentada por analogias entre uma equipa de trabalho e um grupo de dança, o mundo dos negócios e o universo do espectáculo. Quadros e dirigentes de empresas serão convidados, nesta formação, a trabalhar coreografias como se de um projecto empresarial se tratasse.

Explorar movimentos, acções, qualidades rítmicas, sensações e emoções, alcançar a consciência do corpo através de exercícios ritmados, criar performances a solo e em grupo são algumas das tarefas a cumprir. O grande enfoque será dado, sobretudo, na aquisição de skills técnicos, espaciais, temporais e dinâmicos, na gestão das limitações de tempo, financiamento e de recursos, bem como no desenvolvimento da precisão.

As inscrições para este workshop estão a decorrer junto de qualquer uma das entidades organizadoras. No final, espera-se que os participantes recolham desta aprendizagem benefícios no domínio da gestão do stress, postura e apresentação em público, bem como ao nível da comunicação interpessoal utilizando o corpo como canal de comunicação.



OUTRAS NOTÍCIAS
O poder do factor humano

O poder do factor humano


Para a líder da equipa portuguesa, Paula Baptista, o sector do recrutamento e selecção enfrenta grandes desafios e falta-lhe, por cá, uma legislação que ajude.O trabalho certo pode mudar a vida de uma...

“A precariedade é o maior inimigo do emprego”

“A precariedade é o maior inimigo do emprego”


Como avalia a actual situação dos trabalhadores, neste contexto de crise? É uma situação muito difícil… Estamos a viver um contexto em que as marcas dolorosa...

Novas regras para temporários do Estado

Novas regras para temporários do Estado


O Estado recorre cada vez mais ao trabalho temporário (TT) para colmatar a falta de pessoal em alguns serviços centrais e responder duplamente às restrições de novas...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa