Notícias

O negócio que veio para lhe facilitar a vida

O negócio que veio para lhe facilitar a vida

Aos 35 anos, Pedro Santos Serra, é o mentor da marca HouseKeeper. Em apenas um ano já recuperou o investimento inicial da empresa e não pára de crescer.
18.08.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Esta é uma empresa que preenche as necessidades de quem tem uma vida atarefada e procura, acima de tudo, qualidade de vida. E este é para Pedro Santos Serra, o cartão de visita que utiliza para apresentar o projeto que criou em 2010, com apenas 50 mil euros de investimento inicial: a Housekeeper.

Não. Esta não é apenas uma empresa especializada nos cuidados do lar. A Housekeeper, assume desde a sua génese uma personalidade dinâmica e agregadora de diferentes áreas de negócios, representadas por submarcas que estão integradas na sua oferta global. Se precisa de alguém para disfarçar um pequeno risco na chapa do seu carro, esta é a sua empresa. Se precisa de uma limpeza profissional na sua viatura mas não quer perder tempo com isso, Pedro Santos Serra criou o negócio a pensar em si. Se quer a mão de um especialista a cuidar da sua casa ou se precisa de uma ajudinha para encontrar a melhor solução decorativa para um espaço, a Housekeeper também pode ajudá-lo. “A filosofia da Housekeeper passa muito por permitir que os clientes sonhem, enquanto nós tornamos tudo real”, explica o líder do projeto, Pedro Santos Serra.

A empresa posicionou-se no mercado como um agregador de diferentes serviços que passariam a ser prestados por uma única entidade, criando um valor sinergético qie lhe permite entregar ao mercado serviços de valor a um custo eficiente e competitivo, Da casa, ao carro, passando pela manutenção de mobiliário, nasceu uma empresa que é antes de mais o espelho da vida do próprio empreendedor que a criou: global e sinergética.

No lançamento deste projecto - que já agrega as marcas Housekeeper, Sofakeeper, Carkeeper e ainda este ano deverá crescer com as novas marcas Babykeeper, Foodkeeper, Artkeeper e Glasskeeper - Pedro Santos Serra investiu apenas 50 mil euros, que já recuperou. Segundo o empreendedor, a empresa atravessa atualmente um momento de expansão e já criou mais 15 postos de trabalho. A previsão do empresário aponta para um investimento nas contratações, a breve prazo, como resultado da expansão da empresa para novas áreas de atividade.

Pedro Santos Serra é o exemplo de um empreendedor que não se intimidou com a adversidade económica e decidiu arriscar em tempo de crise. Confessa que teve algumas dificuldades, mas nem por isso colocou travão na sua ideia. “As primeiras dificuldades que tive foram em ganhar os primeiros clientes e constituir o grupo técnico, com a formação e o perfil adequado ao que a Housekeeper define como standard de qualidade”, relembra. Pequenas barreiras que ultrapassou com muito investimento pessoal e dedicação e até asseguram que a crise não o intimida. Tanto mais que, como refere, “os serviços que temos e os que vamos criar encaixam nas necessidades normais das pessoas, independentemente do estado da economia e, alguns deles, por racionalismo económico, até fazem mais sentido em tempo de crise”.

BI EMPRESARIAL

Promotor:
Pedro Santos Serra, 35 anos.

Formação:
Licenciatura em Gestão de Empresas.

Área de atividade:
A HouseKeeper é a marca original da empresa criada por Pedro Santos Serra que assume, desde o início uma personalidade dinâmica ao agregar diferentes áreas de negócio que estão ligadas na oferta global da empresa. Uma oferta global numa empresa que seguindo o seu empreendedor foi pensada para assegurar aos clientes o tratamento de todas as questões com as quais não querem lidar. Housekeeper, Sofakeeper, Carkeeper e uma série de outras marcas que este ano deve surgir no mercado, são parte deste negócio global pensado para lhe facilitar a vida.


Inicio de atividade:
2010.

Investimento inicial:
Para a viabilização da empresa bastou um investimento reduzido que, segundo Pedro Santos Serra, não superou os 50 mil euros.

Empregos criados:
Entre colaboradores diretos e indiretos, foram criados mais de 15 postos de trabalho.

Público-alvo:
“Qualquer pessoa com autonomia financeira pode ser consumidora destes serviços. A Housekeeper dirige-se a um público mais urbano e ocupado com a vida profissional que dá valor à qualidade de vida”, explica o mentor do projeto.

Perspetivas futuras:
A empresa quer lançar ainda este ano entre três a quatro novas áreas de negócio agregadas à marca Keeper: a Babykeeper, a Foodkeeper, a Artkeeper e a Glasskeeper.


OUTRAS NOTÍCIAS
Portugueses temem menos a mudança laboral

Portugueses temem menos a mudança laboral


Que a formação e a qualificação profissional são importantes, ninguém questiona. Mas quando o objetivo é mudar ou progredir na carreira o que determina a oportunidade é mesmo a experiência profissiona...

ISCTE fomenta empregabilidade

ISCTE fomenta empregabilidade


O Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) acaba de lançar o Laboratório de Competências Transversais (LCT) para formar estudantes, execu...

Sistema personalizado de ensino da Católica garante emprego

Sistema personalizado de ensino da Católica garante emprego


É uma das universidades portuguesas mais conceituadas e dá cartas também na área da engenharia, embora muitos o desconheçam. A Faculdade de Engenharia da Universidade Católica Portuguesa, divulgou est...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia