Notícias

LISS forma executivos em sistemas de informação

Os cursos ligados à área da informática e das tecnologias de informação (TI) figuram entre os mais procurados na Europa. A tendência encontra uma correspondência na empregabilidade que, em alguns casos, é de 100%. Os profissionais das TI trabalham cada vez mais a uma escala global e qualificam-se também além-fronteiras. Em Portugal, a Lusófona Information System School (LISS) prepara-se para lançar o MBA em Sistemas de Informação e Empreendedorismo.
12.07.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



As tecnologias de informação (TI) tem surgido como um dos principais motores de dinamismo, inovação e competitividade em Portugal, mesmo num contexto económico adverso como o atual. O sector tem permitido que pequenas empresas consigam alcançar mercados globais de forma ágil e facilitada, tendo o país vários exemplos de sucesso internacional, onde as TI são o factor-chave. Mas para João Rodrigues, coordenador dos cursos da Lusófona Information System School (LISS), o país ainda tem “carência de quadros capazes de gerir eficientemente os sistemas de informação, gerando uma elevada procura de profissionais das TI”. Para a qualificar estes profissionais, a escola tem vindo a colocar no mercado um conjunto de cursos e prepara-se agora para iniciar o MBA em Sistemas de Informação e Empreendedorismo e a pós-graduação em IT Governance.Foi a necessidade de formar quadros das empresas numa forma mais eficaz de gerir as tecnologias no competitivo mundo dos negócios que norteou a criação da escola de executivos de sistemas de informação da Lusófona. “Existem muitos gestores de negócio que não compreendem como poderão potenciar as suas ideias de negócio, através de um ativo empresarial, hoje em dia imprescindível, que são as suas tecnologias de informação e comunicação”, explica João Rodrigues. O coordenador enfatiza “a maioria dos novos negócios inovadores estão baseados no acesso à informação e na forma como as tecnologias podem permitir às empresas, e clientes, ter vantagens competitivas e valor acrescentado, garantindo diferenciações no mercado e tornando-se assim mais sustentáveis”. É com base nesta permissa que estão estruturados os cursos da LISS. O MBA em Sistemas de informação e Empreendedorismo nasce, segundo João Rodrigues, como resposta às várias solicitações dos profissionais de várias áreas, que pretendem cobrir num único curso o kow-how necessário à gestão de negócio nas empresas e à gestão de sistemas de informação, bem como apresentar as várias fases de desenvolvimento de empresas e dos seus processos de inovação. O MBA trabalhará com os alunos uma ideia de projeto empresarial, fazendo-a crescer e testando o seu potencial numa plataforma de crowdsourcing. No final do curso, os alunos apresentarão a sua ideia junto de potenciais investidores. Ou seja, “o MBA procura contribuir para que o tecido empresarial nacional aumente ou saia mais fortalecido com profissionais mais capazes de enfrentar o mercado global”, esclarece João Rodrigues. Nesta que é a primeira edição do MBA, o curso terá 15 vagas disponíveis e conta com mais de dez empresas parceiras, com o objetivo de estreitar relações entre o mundo académico e o empresarial. Arquiteturas e soluções tecnológicas, engenharia de software, negócios eletrónicos e gestão de projetos são algumas das áreas em destaque no MBA que arranca em novembro. No mesmo mês tem também início a pós-graduação em IT Governance que já soma duas edições. “A primeira edição da pós-graduação terminou em maio, contou com 19 alunos e foi um enorme sucesso pois 100% dos alunos saíram com certificações reconhecidas pelo mercado na área da Prestação de Gestão de Serviços de Sistemas de Informação”, explica João Rodrigues adiantando que a edição deste ano terá algumas melhorias e novidades. Com as candidaturas a decorrer, João Rodrigues reforça que qualquer um dos cursos tem a missão de “proporcionar uma aprendizagem ligada ao mundo real e empresarial, capaz de servir o mercado de uma maior base de conhecimento e capacidade de liderança técnica, bem como garantir que os executivos e líderes empresariais alcancem elevados graus de competências inovadoras sobre gestão empresarial”.


OUTRAS NOTÍCIAS
Marketing para ter emprego

Marketing para ter emprego


Tirar o melhor partido das suas competências e aptidões e saber demonstrá-las aos recrutadores é, nos dias que correm, uma ferramenta tão essencial quanto o currículo profissional. Já não restam dúvid...

70 mil empregos podem surgir nas PME exportadoras

70 mil empregos podem surgir nas PME exportadoras


Ciquenta a 70 mil novos empregos até 2013, é quanto podem gerar as 14 mil pequenas e médias empresas (PME) nacionais que exportam menos de um milhão de euros. O equivalente...

Vivafit recruta para  a Índia e Singapura

Vivafit recruta para a Índia e Singapura


A marca portuguesa de ginásios femininos está cada vez mais internacional. A Vivafit está a recrutar portuguesas para reforçar as equipas de Bangalore, na Índia, e Singapura. O masterfranchises da mar...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA