Notícias

Lisboa vai incubar projetos de saúde

Lisboa vai incubar projetos de saúde

Em três anos, a nova incubadora de empresas Healthcare City quer atingir os 250 empreendedores. Uma parte significativa serão estrangeiros, ou não fosse um dos objetivos da plataforma atrair a atenção mundial para a inovação produzida em Portugal na área da Saúde.

22.04.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Colocar Portugal no mapa da inovação mundial na área da Saúde é o objetivo da mais nova das incubadoras nacionais, a Healthcare City inaugurada esta semana. A plataforma de incubação empresarial resulta de uma parceria entre a NOVA Medical School – Faculdade de Ciências Médicas (NMS/FCM), a companhia farmacêutica do grupo Johnson & Johnson, Janssen, a Lusíadas Saúde e a Médis. Para Nuno Carvalho, diretor executivo da Healthcare City, esta joint-venture entre a academia e a indústria é um dos principais trunfos de um projeto que se quer capaz de transformar ideias em negócios de que o mercado e as empresas de facto necessitem.

Traduzido à letra, o nome da nova incubadora seria Cidade da Saúde. E é isso mesmo que quer ser, uma cidade voltada para o mundo, onde os empreendedores com projetos relevantes na área da saúde podem encontrar uma primeira casa. Nuno Carvalho, diretor executivo da incubadora inaugurada na passada quinta-feira, garante que aqui cabem todo o tipo de projetos na área da saúde: “podemos estar a falar de ensaios clínicos, de um empreendedor que esteja a desenvolver uma app vocacionada para este sector, ou de qualquer outro projeto que venha suprir uma necessidade das empresas e do mercado”. O objetivo da nova estrutura é atingir, no horizonte de três anos, os 250 empreendedores. Cerca de 30% serão estrangeiros, explica o diretor executivo que no currículo soma mais de 20 anos de experiência em empreendedorismo.

A incubadora vai receber empreendedores e investigadores de todo o mundo e prestar apoio às startups através de serviços corporativos, de co-desenvolvimento, mentoring, cedência de espaço para escritório, disponibilização de laboratórios e hospitais para testes-piloto, em estreita colaboração com os seus fundadores, empresas de relevo na área da saúde. “Através do ecossistema pensado para a Healthcare City, os empreendedores poderão chegar de forma mais rápida ao mercado para comercializar os seus produtos ou serviços e, também assegurar uma maior taxa de sucesso para as suas startups”, explica. Tudo porque a presença da indústria na fundação desta incubadora especializada permitirá assegurar aos empreendedores um acompanhamento desde a fase inicial do projeto e ao longo de todo o seu desenvolvimento, minimizando assim as hipóteses de fracasso. A plataforma, presidida pelo diretor da NOVA Medical School, Jaime da Cunha Branco, estará até 20 de maio a aceitar candidaturas de empreendedores que queiram ali incubar os seus projetos.



OUTRAS NOTÍCIAS
Onde os portugueses sonham trabalhar

Onde os portugueses sonham trabalhar


Mais de sete mil portugueses em idade ativa escolheram as suas empresas de sonho para trabalhar em Portugal. A transportadora aérea nacional TAP, a Delta Cafés e a Nestlé destacar...

Os novos gestores da saúde

Os novos gestores da saúde


São muitas as razões que levam um profissional a investir na realização de um MBA ou uma formação executiva, mas em todas elas há um factor comum: alca...

Portugal a Recrutar: os novos profissionais do imobiliário

Portugal a Recrutar: os novos profissionais do imobiliário


A necessidade de abordar novos mercados, novos clientes e investidores, habituados a padrões de excelência na consultoria imobiliária, levou as empresas do sector imobiliári...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia