Notícias

Labor promove emprego

28.11.2003


  PARTILHAR




Maribela Freitas

NA SOCIEDADE actual é cada vez mais complicado arranjar um emprego. E as dificuldades em atingir esse objectivo crescem quando se trata de uma população com deficiência mental. Para tentar limar arestas e perceber quais os modelos de emprego que mais se adaptam a esta população, foi criado o programa Labor.

Desenvolvido em conjunto com diversas entidades nacionais e estrangeiras, esta iniciativa pretende potenciar a criação de mais oportunidades de trabalho para os deficientes mentais.

O Projecto Labor foi iniciado em 2002 e termina em 2004. É financiado pelo Programa Europeu Leonardo Da Vinci e promovido pela EASPD, a Associação Europeia de Prestadores de Serviços a Pessoas com Deficiência, juntamente com 16 instituições europeias, entre as quais se conta a Fenacerci (Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Nacional).

O grande objectivo do Labor passa por recolher informação na área da legislação, políticas de mercado de trabalho, métodos e abordagens e a exposição de casos de sucesso ao nível da empregabilidade de pessoas com deficiência mental.

Após a fase de recolha e compilação da informação, esta será editada pela Equipa Científica do Projecto para que seja colocada num centro de conhecimento também disponível "on-line" (http://www.start-labor.org).

Desta forma a informação estará disponível para ser utilizada como suporte e fonte de aconselhamento das autoridades locais, regionais, nacionais e europeias, no processo de criação e incrementação de oportunidade de emprego para estes cidadãos.

Carmem Duarte, directora da Fenacerci e responsável pelo desenvolvimento do programa Labor em Portugal, explica que "esta população é muito frágil e regista o menor nível de empregabilidade".

De acordo com aquela responsável, são três os modelos de emprego predominantes em relação às pessoas com deficiência mental: emprego em meio normal, protegido e enclave.

Esta última modalidade caracteriza-se pela integração do deficiente numa empresa constituída por pessoas com problemas idênticos e tem sido dinamizada maioritariamente pelas Cercis, as filiais daquela organização.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ARQUITETO GRÂNDOLA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER BEJA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER PORTALEGRE

Michael Page Portugal