Notícias

Founder Institute desafia empreendedores lusos

Um dos mais relevantes programas de formação e aceleração de novos negócios prepara-se para chegar a Portugal. O Founder Institute tem data de arranque marcada para Dezembro, em Lisboa, mas antes disso estão previstas sessões de esclarecimento sobre a iniciativa.
25.10.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A nível mundial é dos mais concorridos eventos de formação e aceleração de startups. O Founder Institute chega agora a Portugal e vai abrir em Lisboa 30 vagas para que empreendedores com boas ideias e determinação possam testar as suas certezas e colmatar eventuais lacunas essenciais a quem se aventura no mundo empresarial. As candidaturas estão a decorrer até ao final deste mês e há já várias iniciativas de apresentação previstas. Trazido para Portugal pela Beta-i, associação de apoio ao empreendedorismo e inovação, o Founder Institute (http://fi.co/) é, simultaneamente, um acelerador de negócios e uma rede de lançamento global de novos projetos empresariais. Em apenas três anos de atividade, esta estrutura já ajudou a lançar mais de 650 empresas em 30 cidades dos cinco continentes. Um apoio que está agora também ao alcance dos empreendedores portugueses. O programa foi apresentado em Portugal na passada semana, com a realização de um pitch bootcamp, e as inscrições estão agora a decorrer em http://fi.co/apply/lisbon/pr, com um custo de 50 euros. A organização da iniciativa fala em 30 vagas disponíveis, mas não coloca de lado a possibilidade de aumentar o número de participantes, em função da quantidade de candidaturas recepcionadas e do perfil dos candidatos inscritos. O programa Founder Institute decorre em part-time e tem uma duração de quatro meses. Segundo a organização, a frequência do programa permite que “empreendedores já existentes ou potenciais empreendedores, incluindo quadros de empresas que promovam o infra-empreendedorismo, podem lançar a sua empresa de sonho, recebendo formação de peritos, feedback e apoio de CEO’s de startups de sucesso, sem ser necessário despedir-se dos seus empregos”. Segundo Hugo Macedo, responsável pela implementação do programa em Portugal, “o Founder Institute é aberto a qualquer pessoa apaixonada por construir uma empresa de tecnologia, com ou sem uma ideia concreta, empregado ou desempregado, jovem ou velho, mulher ou homem, com ou sem experiência de gestão ou até recém-licenciado”. O programa apoia um vasto leque de indústrias, incluindo os media digitais e industrias criativas, software, biotecnologia, tecnologias limpas, comércio online, publicidade, turismo e outras. “Procuramos pessoas ligadas a este tipo de sectores”, explica Hugo Macedo, adiantando que “para estas pessoas, a vinda do Founder Institute para Portugal representa uma oportunidade única para aprenderem com as melhores práticas de Silicon Valley, com um modelo já amplamente testado e validado e acederem a uma rede internacional e a um reconhecimento que só um programa deste género dá lá fora”. O programa Founder Institute conta em Portugal com o apoio da Caixa Geral de depósitos e da Optimus e inclui também o acesso à “Graduate Liquidity Pool” que permite que graduados e mentores partilhem das ações de equity de cada grupo, criando incentivos para trabalhar em equipa e para a formação de ecossistemas onde grandes empresas podem crescer. Pedro Rocha Vieira, presidente da Beta-i, associação responsável pela importação do conceito para Portugal, enfatiza que “numa altura em que não só o empreendedorismo bem como a internacionalização são uma prioridade para a economia, acreditamos que este programa irá permitir abrir portas a muitos portugueses que queiram lançar o seu projeto com impacto, de forma sustentável, imediata e com projeção internacional”.


OUTRAS NOTÍCIAS
Crise não limita aspirações de mudança

Crise não limita aspirações de mudança


A mobilidade profissional é há muito encarada como um trunfo para quem aspira ao sucesso na carreira. Não se trata apenas de estar disposto a mudar de local de trabalho, de país, de função, de tarefas...

Galp Energia aposta na formação

Galp Energia aposta na formação


Está já em marcha a edição 2012 da Academia Galp Energia, a plataforma de formação de quadros da empresa que inclui cursos tão variados como o Curso de Formação Avançada em Gestão, o Programa de Douto...

Europa quer 1000 portugueses

Europa quer 1000 portugueses


A mobilidade internacional constitui há muito um desafio para os profissionais portugueses, em particular para os mais jovens. Hoje, mais do que um desafio é uma clara alternativa à elevada taxa ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT

Michael Page Portugal

ASSISTENTE DENTÁRIO - AMADORA

Kelly Services Portugal