Notícias

Fazer o bem sem perder o lucro

As acções de responsabilidade social da Mars estiveram em debate no mais recente encontro organizado pela Odgers Berndtson.
04.02.2010 | Por Marisa Antunes


  PARTILHAR



Passou a fazer parte do léxico de qualquer empresa que preze o seu bom nome, levando os consumidores atentos a fazerem escolhas criteriosas. A responsabilidade social absorve hoje, e cada vez mais, uma fatia poderosa das políticas estratégicas de muitas organizações, criando um fluxo positivo onde todos ganham. Mesmo (e principalmente) em tempos de crise.

Partindo do sugestivo tema Brand social responsability programmes that drives Sales , a multinacional de consultoria de recursos humanos e executive search , Odgers Berndtson, reuniu uma dúzia de executivos de topo (de diversas empresas como Oliveira da Serra, Galp Energia ou a Fundação EDP) e um orador de peso para debater o assunto à mesa do pequeno-almoço, nas instalações da empresa, no centro de Lisboa.

Malte Dammann, general manager da Mars partilhou com os presentes o exemplo prático do programa de adopção de cães lançado pela marca Pedigree e o impacto que essa acção específica está a ter no reconhecimento da marca. Como salientou ao ExpressoEmprego, Malte Dammann, “a principal mensagem é perceber a forma como a empresa pode preencher o seu papel de responsabilidade social, actuando de forma eficiente nesse mercado. É possível fazer bem ao mundo e mesmo assim conseguir um bom desempenho de negócio”.

Actuando em vários segmentos – dos chocolates às bebidas, passando pelo alimento para cães e gatos -, a Mars desenvolveu para a sua marca Pedigree um bem sucedido programa de adopção de animais domésticos envolvendo países como os Estados Unidos, o Reino Unido e também Portugal, desde meados de 2007.

No nosso país, onde todos os anos são abandonados, em média, 10 mil cães, a marca Pedigree dá o seu contributo ao conseguir arranjar novos lares para cerca de mil destes fiéis amigos, tão indignamente traídos pelos seus antigos donos. Ou seja, desde 2007, já foram adoptados cerca de 2000 cães através das campanhas da Pedigree, uma visibilidade conseguida graças à absorção de uma fatia de 20% do total do orçamento destinado às acções de marketing. No final do encontro - que se realizou na passada semana - entre Malte Dammann e os executivos, o ambiente era de optimismo e de partilha de experiências.

Para Ana Loya, a anfitriã do encontro e administradora do grupo Odgers Berndtson (que integra ainda a Ray Human Capital), o tópico da responsabilidade social permitiu debater questões práticas e muito úteis na hora de investir, como por exemplo, “a forma de avaliação e qual a percentagem de retorno no investimento em acções de responsabilidade social”. “Organizamos estes encontros numa base quadrimestral e reunimos até 15 executivos com oradores e tópicos diversos. É muito proveitoso este ambiente informal, não só para reforçar as redes sociais como aprofundar os temas”, reforçou ainda a responsável.



OUTRAS NOTÍCIAS
O competitivo mercado da Comunicação

O competitivo mercado da Comunicação


Todos os anos entram cerca de 1400 novos jornalistas para o mercado da comunicação, uma área que já viveu melhores dias, principalmente para quem quer tentar a sorte na imp...

Em guerra contra o desemprego

Em guerra contra o desemprego


Apoios à contratação a prazo e à manutenção de emprego, incentivos à integração de jovens no mercado laboral, à criaç&atild...

APESPE cria portal de recrutamento

APESPE cria portal de recrutamento


A Associação Portuguesa das Empresas do Sector Privado de Emprego (APESPE) está decidida em não perder o comboio das novas tecnologias e acaba de criar esta semana um novo ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal