Notícias

Equal apoia cultura e arte

17.04.2003


  PARTILHAR





Cátia Mateus

O GRANDE Porto é a partir de agora "tubo de ensaio" para um projecto pioneiro de dinamização e criação de emprego na área artística e cultural.


Chama-se "Projecto Saber & Arte" e a sua concretização depende do esforço conjunto de seis instituições nortenhas: Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), Ensino Superior Empresarial (ESE), Câmara Municipal de Celorico de Basto (CMCB), Vector 21.com, Tecnologias de Informação e a Espaço T Associação para Apoio à Integração Social e Comunitária.

O programa decorre da iniciativa comunitária Equal, tem nesta primeira fase um prazo de execução de 24 meses e um investimento estimado de 400 mil euros. Para já a sua aplicação incidirá apenas nos distritos de Porto e Braga, mas a ideia é posteriormente alargar a sua implementação ao resto do país.

Fomentar a criação de emprego através do apoio à dinamização de microempresas de cariz artístico e cultural é a meta deste programa que para já terá uma actuação privilegiada no Porto e em Celorico de Basto.

Com um público-alvo maioritariamente centrado nas mulheres desfavorecidas (jovens e adultas), mas também nos artistas e artesãos do Norte do país, o "Projecto Saber & Arte" proporcionará um vasto leque de ferramentas direccionadas para a criação de empresas.

Em matéria de intervenção, o programa abrange três eixos prioritários: a promoção da formação nas técnicas empresariais actuais aplicadas aos micronegócios, utilizando metodologias que vão das novas tecnologias de informação e comunicação ("e-learning"); a promoção de novas alternativas à busca e criação de emprego (nos domínios tradicionais, artesanais, artísticos, culturais e turísticos) e a criação de redes locais e regionais de promoção de artistas, seus produtos, negócios e empresas.

A construção de um Centro de Talentos elege-se assim uma das grandes mais-valias deste projecto. "Trata-se de uma estrutura que integra todos os serviços, produtos e que servirá de elo de ligação entre o artesão e o mercado. Um local onde o artesão poderá apresentar o seu trabalho", explica Mário Genésio, coordenador do programa e director-geral-adjunto da ANJE.

O projecto contempla ainda a criação de uma poderosa rede de comunicação, informação e formação. O "Projecto Saber & Arte" conjuga, segundo o coordenador, "os sectores tradicionais, artesanais, artísticos, culturais e turísticos com as competências do 'marketing', da formação a distância, das técnicas de vendas, da análise de mercado e das novas tecnologias de informação e comunicação".

Trata-se pois de um projecto que promove o intercâmbio do meio urbano e rural, a partilha de doutrinas, experiências e "know-how" (metodologias, processos, aplicações, práticas e acções) e o combate à info-exclusão.

A aposta na transnacionalidade

Para Mário Genésio, outra das grandes valias deste programa é a sua transnacionalidade. "O 'Projecto Saber & Arte' tem parcerias com outros países (Espanha, Itália e Áustria) onde existem programas semelhantes com o mesmo público-alvo e objectivos, permitindo a troca de experiências", explica o coordenador.

Uma face visível dessa partilha é a criação de um "Manual de Apoio à Criação de Microempresas Culturais", destinado a apoiar os que decidam lançar-se no mundo empresarial. Além desta iniciativa, o "Projecto Saber & Arte" - que abarca também os públicos portadores de deficiência - integra uma forte componente formativa.



 





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Chemistry Teacher

St. Dominic’s International School

CYBERSECURITY ENGINEER

Michael Page Portugal