Notícias

Empreendedores dinamizam crescimento e emprego

Empreendedores dinamizam crescimento e emprego

O espírito empreendedor na gestão marca cada vez mais a diferença nas organizações. Depois de ser conhecida uma estatística que aponta para o facto de 70% dos jovens ponderarem criar o seu próprio emprego, a Ernst & Young divulga agora os resultados do seu mais recente estudo - o Global job hot spots: Help Wanted - onde concluí que “enquanto muitas organizações lutam para criar empregos, as empresas lideradas por empreendedores aumentarão em 16% a sua força de trabalho em 2011”.
29.06.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Conduzido junto de 400 empreendedores, o relatório revela que “mais de dois terços dos inquiridos admitem contratar até ao final deste ano, criando postos de trabalho que não são temporários ou de baixa qualidade, mas sim de grau académico ao nível da universidade ou com muita experiência”. Na verdade, o estudo é ainda mais preciso ao referir que 81% dos postos de trabalho criados nestas empresas são ocupados por pessoas com muita experiência profissional. Segundo o documento da Ernst & Young, praticamente todos os empreendedores inquiridos referiram ter aumentado o número de colaboradores no ano passado. “Na América esse crescimento foi de 18%, na Ásia-Pacífico e na Europa foi de 16 e 12%, respetivamente”, explica Jim Turley, chairman da Ernst & Youn. O líder adianta que “quando o desemprego alcança altos índices, particularmente entre os jovens, há uma necessidade latente de crescer economicamente e neste momento, os empreendedores são ainda mais importantes. As empresas que lideram e os trabalhos por si criados são mais críticos”. Para Jim Turley, os empreendedores tendem a recrutar pessoas experientes para as sua equipas e antecipar os momentos de crescimento com novas contratações. Como é o caso de 68% dos empreendedores inquiridos neste estudo que estão em fase de contratação este ano. Uma contratação que não se faz apenas para o país onde têm a sua sede, mas também para assegurar a estratégia de internacionalização. “Seja em casa ou no exterior, em tempo de expansão ou retração económica, os empreendedores estão constantemente a procurar novas oportunidades para expandir os seus negócios e serviços”, explica Maria Pinelli, global vice-chair for strategic growth markets da empresa, adiantando que “apesar de uma conjuntura global incerta, os empreendedores estão ativamente à procura de recrutar pessoal altamente qualificado e experiente”.


OUTRAS NOTÍCIAS
Anje forma novos comerciais

Anje forma novos comerciais


A conjuntura económica não permite fracassos nem perdas de tempo. E perante esta realidade, resta às empresas definir a melhor das estratégias de venda para os seus produtos. A pensar na difícil taref...

Olisipo procura 80 ‘gurus’ nas TI

Olisipo procura 80 ‘gurus’ nas TI


O sector das tecnologias de informação (TI) parece estar vacinado contra a crise. No país debate-se a falta de emprego e a forma de travar aquilo que é já um flagelo...

SAP cria 300 novos empregos até 2014

SAP cria 300 novos empregos até 2014


O novo Centro Internacional de Serviços Tecnológicos da SAP, inaugurado esta semana no Lagoas Park, em Oeiras, vai criar num horizonte de dois anos 300 novos postos de trabalho. A estrutura representa...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT

Michael Page Portugal

ASSISTENTE DENTÁRIO - AMADORA

Kelly Services Portugal