Notícias

Educar na área da dor

Educar na área da dor

A Fundação Grünenthal vai formar os portugueses na área da dor.
24.02.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Chama-se Pain Education e é a mais recente aposta formativa da Fundação Grünenthal na área da dor. O programa formativo já arrancou e é parte integrante de uma aposta mais vasta da fundação nesta temática. Além desta formação, direcionada para profissionais de saúde, mas também para o público em geral, estão também previstos workshops sobre dor crónica e relacionamento entre médico e doente. Sustentado num modelo de plataforma interativa que inclui vários cursos em formato de e-learning, o Programa Pain Education aborda de um modo abrangente a temática do tratamento da dor crónica. O acesso e a utilização desta plataforma são, segundo a Fundação, gratuitos a partir do endereço www.change-pain.com.pt. Com este programa a Fundação Grünenthal quer desmistificar as questões associadas à dor junto do público e para tal concebeu um programa global sobre as várias questões associadas à dor. A gestão farmacológica da dor crónica é uma das áreas em estudo, contemplada no módulo 3 do programa que já está disponível online. O módulo, que é o mais recente do curso, explora as últimas novidades sobre a dor crónica, desde a lógica da combinação de opções analgésicas e a abordagem orientada pelo mecanismo da dor específica para cada doente. A Fundação prepara agora os módulo quatro e cinco do programa, centrados na lombalgia e na dor neuropática. Cada um destes módulos formativos tem uma duração aproximada de uma hora e para obter o diploma de conclusão do curso é necessário atingir uma classificação igual ou superior a 80%. Além desta formação online, a Fundação Grünenthal tem também prevista a realização de um ciclo de workshops, com uma duração aproximada de cinco horas, onde serão tratados temas como: o fardo da dor crónica, factores que afetam a cronicidade da dor, avaliação da dor na prática clínica, comunicação médico-doente, vias da dor. O Pain Education está enquadrado numa iniciativa mais global – o Change Pain – que visa promover o conhecimento sobre as necessidades dos doentes com dor crónica e desenvolver soluções para melhorar o controlo da dor. A iniciativa reúne o apoio da Federação Europeia da Associação Internacional para o Estudo da Dor (EFIC), e envolve peritos em Dor de toda a Europa e dos Estados Unidos da América. Para a organização do programa “a dor crónica é uma situação de dor persistente que, se não for adequadamente tratada, poderá afetar gravemente a qualidade de vida das pessoas e conduzir à incapacidade para o trabalho”. Segundo dados da Fundação Grünenthal, em Portugal a dor crónica afecta mais de 30 por cento da população adulta.


OUTRAS NOTÍCIAS
Huawei recruta mais 50

Huawei recruta mais 50


No ano passado a chinesa Huawei faturou em Portugal 70 milhões de euros. A empresa que está presente em território nacional desde 2004, já investiu mais de 40 milhões de euros na economia lusa e asseg...

EIC recruta quadros para Angola

EIC recruta quadros para Angola


A Elite International Careers (EIC) vai estar em Lisboa com o seu 4º Fórum de Recrutamento Elite Angolan Careers. A empresa especializada em consultoria de recrutamento e de recursos humanos estará em...

“É indispensável  inovar na procura ativa de emprego”

“É indispensável inovar na procura ativa de emprego”


Integrou a equipa da Vodafone Portugal aos 23 anos, logo após sair da universidade, como analista de negócio. Ainda a empresa tinha a designação de Telecel. Quatro anos dep...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTANT BANKING SECTOR-PSA BANK

Spring Professional Portugal

ARCHITECT / PROJECT MANAGER

Michael Page Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal