Notícias

Dubai quer engenheiros portugueses

Dubai quer engenheiros portugueses

A consultora de recrutamento MSearch está a dinamizar um processo de recrutamento nacional que deverá conduzir ao Dubai 12 engenheiros portugueses, com especialidades diversas.

04.06.2016 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O sector da construção civil é dos que apresenta maior foco de oportunidades para os profissionais de engenharia portugueses no Dubai. Mas há outras áreas onde as empresas locais rumam a Portugal sempre que o objetivo é contratar profissionais qualificados. Segundo Marco Arroz, senior manager Engineering & International Recruiter da Msearch para a região da Europa e Médio Oriente, “o Dubai enquanto região económica em expansão apresenta atualmente um conjunto de oportunidades de emprego no setor de engenharia que tem sido alvo de atenção por parte dos profissionais portugueses”.

A empresa anunciou esta semana que está a contratar para 12 posições naquele país. Diretores de obra (construction managers), engenheiros mecânicos, engenheiros eletrotécnicos seniors, engenheiros civis, procurement managers, engenheiros geotécnicos e engenheiros tecnológicos, para projetos de grande dimensão e com duração mínima de dois anos, são algumas das funções atualmente em aberto para profissionais portugueses no Dubai. “Naquela região, as oportunidades estão mais voltadas para a área de construção civil em geral”, explica Marco Arroz acrescentando que, por essa razão, “é fácil compreender a ocorrência de processos de recrutamento para esta área do globo em diferentes funções e setores tão diversos como Petroquímica, Energia, Ambiente, Saneamento, Construção Civil, Construção Naval, entre outros”.

Segundo o especialista da Msearch, “na área de engenharia, poderemos analisar o forte investimento em toda a região dos Emirados Árabes Unidos, sendo usual a constante procura de profissionais estrangeiros europeus (middle e top management)”. Do ponto de vista dos profissionais portugueses já a trabalhar no Dubai, as motivações profissionais que os conduziram aquela região são muitas. Marco Arroz fala na ambição de “participar em projetos interessantes e de referência mundial para os quais que jamais teriam oportunidade em Portugal”; “a estabilidade da região em termos de segurança” e “as condições financeiros aliciantes com possibilidades de evolução na carreira”. Argumentos que tornam possível que identificar diversos profissionais portugueses que se encontram a desempenhar funções em projetos de engenharia de referência mundial “como é o caso da Expo 2020, assim como de infraestruturas de variadas dimensões”, explica o especialista.



OUTRAS NOTÍCIAS
Primavera Academy forma 32 novos consultores

Primavera Academy forma 32 novos consultores


Supera as duas centenas o número de técnicos que o SCORE (Skills, Competitivity. Optimization, Results, Excellence) já formou e certificou, desde que foi criado em 2008. O program...

Designers com ambição global

Designers com ambição global


De olhos postos na designada “economia criativa”, uma área que segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) congregava, no final do ano passado, quase 50 mil empr...

Growin prepara contratações

Growin prepara contratações


São atualmente 134 os profissionais altamente qualificados que dão forma e talento à equipa da Growin, uma tecnológica portuguesa, nascida em 2015 e que é já ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


1 estagiário

INPI Instituto Nacional da Propriedade Industrial

COLABORADORES

ERA BELÉM/RESTELO - ERA ALCÂNTARA/AJUDA

COLABORADORES

RE/MAX MAJESTIC