Notícias

Dentistas contratados para o Reino Unido

Há cada vez mais dentistas portugueses a integrar o sistema nacional de saúde do Reino Unido.
22.09.2011 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



A Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa (FMDUL) e a empresa britânica Denticare Limited assinaram recentemente um protocolo de colaboração. Através deste acordo e para já quatro médicos dentistas licenciados por esta faculdade vão ingressar nos quadros desta estrutura empresarial no Reino Unido. A Denticare Limited tem sede em Inglaterra e presta serviços de saúde oral aos seus pacientes em parceria com o sistema nacional de saúde britânico. Dispõe de 20 clínicas dentárias espalhadas pelas ilhas britânicas, com especial incidência no País de Gales, estando a investir na abertura de mais para breve. Dos seus quadros constam mais de 50 médicos dentistas e uma considerável parte é de origem portuguesa. “Por norma esta empresa vem anualmente a Portugal contactar com os finalistas de medicina dentária. Existe procura por dentistas no Reino Unido e muitos portugueses trabalham na área no país. A seleção de profissionais é rigorosa e estes passam por um período de avaliação antes de serem contratados”, explica João Manuel de Aquino Marques, diretor da FMDUL. Em outubro serão selecionados quatro médicos dentistas que tenham terminado a sua formação na FMDUL. Dois em cada semestre irão receber treino e formação específica nesta faculdade com vista à integração no mercado de trabalho do Reino Unido. Conta José Manuel de Aquino Marques que “vão estar integrados na nossa clínica de pós-graduação. Irão ser acompanhados e supervisionados no seu treino e vão receber também alguma formação complementar, nomeadamente na área da deontologia que é diferente da portuguesa”. Para já este protocolo abarca apenas um pequeno número de dentistas. Segundo o diretor da FMDUL a perspetiva é que futuramente este número possa vir a ser alargado. Dois colaboradores da Denticare Limited que são antigos alunos desta faculdade vão orientar esta experiência. Numa altura em que a conjuntura económica é de crise e em que a taxa de desemprego sobe de forma transversal em todas as atividades profissionais, este protocolo assegura que alguns alunos possam usufruir de saídas profissionais de prestígio internacional. É ainda um reconhecimento da credibilidade e qualidade da formação dos médicos dentistas portugueses no Reino Unido. José Manuel de Aquino Marques refere que a crise chegou também aos médicos dentistas e que também estes enfrentam dificuldades para encontrar trabalho. “Existem mais de sete mil dentistas em Portugal e estima-se que cerca de 40% da população não trata da sua saúde oral”, acrescenta. Perante este cenário, muitos destes profissionais encaram a possibilidade de trabalhar no estrangeiro.


OUTRAS NOTÍCIAS
Empresas nacionais apostam na formação em e-learning

Empresas nacionais apostam na formação em e-learning


Como se costuma dizer, tempo é dinheiro. Um curso ministrado em regime de e-learning permite que o trabalhador de uma empresa aprenda ao seu ritmo, escolha os conteúdos de que necessita e faça a sua f...

Como contratam as multinacionais

Como contratam as multinacionais


Para as empresas a caça aos melhores talentos das universidades portuguesas já se tornou uma prática corrente e com resultados altamente eficientes. As principais multinacionais presentes em Portugal ...

Oracle recruta 1700 novos colaboradores

Oracle recruta 1700 novos colaboradores


A Oracle anunciou esta semana que tem em marcha um ambicioso programa de recrutamento que visa captar para os quadros da empresa 1700 novos colaboradores. Os portugueses estão na mira da empresa tecno...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa