Notícias

Construção recupera dinâmica nas contratações

Construção recupera dinâmica nas contratações

Pela primeira vez, desde o início do ano, o sector da construção lidera no número de ofertas publicadas no Expresso Emprego. A dinâmica contrasta com o mau cenário que é traçado para este segmento em território nacional, mas os bons resultados podem estar sustentados na crescente contratação de engenheiros portugueses para trabalhar no estrangeiro.
29.09.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Os dados mais recentes, avançados pela Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI), revelam que o sector perde quatro empresas e cerca de 140 trabalhadores por dia. Mas os resultados da análise mensal das ofertas de emprego publicadas no universo Expresso Emprego (sítio online e caderno impresso) durante o mês de setembro, contrastam com esta realidade. A construção figura mesmo, a par com a indústria na liderança das ofertas de trabalho publicadas no mês passado, com um total de 83 oportunidades divulgadas.

Para este número poderá não contribuir a realidade nacional do sector, mas contribuiu certamente o crescente volume de oportunidades divulgadas para portugueses que procurem uma oportunidade de carreira além-fronteiras, sobretudo, nas áreas ligadas aos diversos ramos da engenharia, com enfoque na engenharia civil. Durante o mês passado, o Expresso divulgou 108 ofertas de trabalho para o estrangeiro, muitas ligadas a esta área.

No segundo lugar do ranking dos sectores que mais estão a contratar figura o Comércio, Franchising e Vendas logo seguido da Banca, Seguros e Área Financeira. Em quarto lugar estão as Telecomunicações e em quinto as Tecnologias de Informação. Saúde, Automóvel, Media, Entertenimento e Comunicação, Imobiliário e Compras, Logística, Transporte e Distribuição seguem-se, por ordem decrescente nesta tabela.

Com um painel de utilizadores onde predomina a faixa etária dos 31 aos 40 anos e os profissionais com qualificações ao nível da licenciatura, o Expresso Emprego concentrou em setembro a maioria das suas ofertas para funções ligadas à Engenharia (102 anúncios), com enfoque nos ramos mecânico, eletrotécnico e civil. Os profissionais ligados ao Marketing e à Publicidade puderam também testar a sua sorte com as 71 ofertas divulgadas em setembro. Em terceiro lugar na lista das funções mais procuradas pelo mercado estão as ligadas à Banca, Seguros e Área Financeira, logo seguida das funções comerciais e ligadas às vendas e da gestão. As funções ligadas à área da gestão registaram 49 ofertas, enquanto as tecnologias de informação não excederam os 41 anúncios publicados.

Menos oportunidades têm os web developers, webmaster, tradutores, redatores, gestores de recursos humanos, gestores de produto e de conteúdos, técnicos de higiene e segurança e muitos outros que durante um mês, conseguiram apenas uma oferta de emprego publicada para a sua função. Durante o mês passado, o ExpressoEmprego.pt somou um total de 368.607 utilizadores registados e rececionou 56.120 candidaturas para 617 vagas ativas.


Quem recuta mais*

Depois de um abrandamento próprio da típica silly season, registado em agosto, o mês de setembro voltou a ganhar dinâmica nas contratações, a avaliar pelas 617 ofertas ativas no site expressoemprego.pt no final do mês.
Pela primeira vez desde o início do ano, o setor da construção e indústria assumem a dianteira das ofertas publicadas e a engenharia a função que regista maior procura. Entre os principais recrutadores do universo Expresso Emprego (caderno e site) estão dez empresas que este mês são lideradas pela Eni Saipem , que contratou engenheiros.

1ª Eni Saipem
2ª FMC Technologies
3ª BOSCH Car Multimédia
4ª Teleperformance
5ª Maxim
6ª MetLife
7ª WIPRO
8ª Sonae
9ª Grupo Moneris
10ª ERA



OUTRAS NOTÍCIAS
460 mil portugueses estão na mira do novo programa do Governo

460 mil portugueses estão na mira do novo programa do Governo


Portugal tem, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), 460 mil profissionais desempregados há mais de seis meses, mas apenas 35 mil serão alvo do programa anunciado esta semana pelo m...

OIT alerta para agravamento do desemprego em 2012

OIT alerta para agravamento do desemprego em 2012


O setor do emprego deveria crescer 1,3% a cada ano até 2015, para conseguir recuperar os 21 milhões de empregos perdidos pela crise, mas as previsões da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e d...


"A internacionalização da carreira é muito exigente"


Margarida Dias gere na Ernst & Young Portugal o destino profissional de uma equipa de mais de 400 colaboradores. Com um já longo currículo na gestão de pessoas, a diretora de ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ANALISTA DE SISTEMAS NAVISON

Spring Professional Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER ÉVORA

Michael Page Portugal

Business Analyst

Monarque