Notícias

Coaching à portuguesa

Coaching à portuguesa

Foi a pensar nos gestores e quadros superiores que em épocas de crise como as atuais duvidam do seu talento e capacidade para ultrapassar dificuldades que Maria Duarte Bello escreveu o livro “50 segredos de coaching para portugueses”, editado pela Esfera dos Livros. Ao longo de mais de 200 páginas a coach aborda problemas e apresenta soluções que podem melhorar a vida laboral e pessoal de cada um.
12.08.2011 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



O livro de Maria Duarte Bello mostra de forma simples e pragmática do que trata o coaching e qual é o seu potencial. Retrata casos reais, salvaguardando nomes e outros aspetos identificáveis, para mostrar que é possível alcançar uma vida satisfatória, independentemente do contexto em que se vive.

“Coaching é um processo de ajuda individualizada a uma pessoa, para libertar o seu potencial e maximizar o efeito” , revela Maria Duarte Bello no seu livro. Mudar o rumo de vida, resolver conflitos, incentivar à ação, equilibrar a autoconfiança, saltar a adversidade, ultrapassar o medo, lidar com pessoas difíceis, recuperar a motivação no trabalho, entre outras, são alguns dos assuntos tratados. Ao longo do livro aparecem diversas situações com que qualquer pessoa se identifica. “Os 50 conselhos ilustram matérias abrangentes para que os leitores se sintam retratados nos casos e possam experimentar as orientações apresentadas” , revela a autora. Confessa que não há receitas milagrosas sem uma vontade enorme para mudar e evoluir no sentido que se quer. Para isso é preciso, além da vontade, da orientação adequada.

Na sua atividade de coach a autora é procurada pelos seus clientes por diversas razões, mas algumas estão diretamente relacionadas com a vida profissional. “As orientações mais frequentes dizem respeito às promoções, aos conflitos entre colegas e chefes, lidar com a mudança, a insatisfação da vida profissional, como por exemplo a incapacidade de mostrar as suas competências” , conta Maria Duarte Bello. A dificuldade no relacionamento interpessoal, ultrapassar inseguranças e a transmissão de uma imagem credível são também indicações cada vez mais procuradas. “Atualmente a mudança de emprego e uma maior satisfação no que se faz passaram a ser matérias de urgência. Numa sociedade bastante competitiva e por vezes algo injusta, qualquer profissional tem de estar preparado para se superar” .

Na perspetiva desta especialista em coaching esta arte pode ajudar os portugueses a viver melhor no seu dia-a-dia. “Não podemos dissociar a vida pessoal da profissional porque se condicionam mutuamente” , revela. Acrescenta que o coaching mostra que não há uma única forma de lidar com as pessoas e com as coisas e que devemos entender que está sempre tudo a mudar e que esse é o modo natural da vida. Além do mais “a vida merece ser vivida da melhor forma possível hoje e não num dia futuro que nunca vai chegar”, salienta.

Como último conselho Maria Duarte Bello refere que sempre que não se sentir satisfeito em alguma área, procure ajuda. Não tenha receio de o fazer porque é sinal de inteligência e não de fraqueza. O coach pode ser essa figura que o vai ajudar.

Conselhos para a vida

Maria Duarte Bello, autora do livro “50 segredos de coaching para portugueses” deixa algumas linhas de actuação que pode seguir para ter uma vida profissional mais rica e gratificante

Mudar o rumo de vida
Antes de efectuar uma mudança é necessário conhecer-se bem, o que se quer e onde se quer estar. Por vezes um certo idealismo em vez de ajudar, desnorteia e faz perder de vista a realidade tornando a mudança uma desilusão. A indicação do coach é indispensável para entender o que se quer.

Promover o entendimento
Mais importante que tratar os outros como gostaríamos de ser tratados é tratar os outros como sabemos que gostam de ser tratados. E ainda, há uma certa tentação em esconder os erros que normalmente resulta no pior. Como se pode apontar erros se não se consegue reconhecer e conviver em paz com os seus? O coach elucida na comunicação.

Negociar à medida
Significa conhecer bem o assunto, mas é ainda mais relevante entender o outro lado. Encarar a negociação como uma competição em que só o que interessa é ganhar pertence ao século passado. Quanto melhor entender como a outra pessoa vê o assunto, mais sucesso terá. Aceitar um aspecto menos bom não significa perder pois pode constituir um novo ponto de partida.

Lidar com pessoas difíceis
Uma das tentativas mais frustradas é querer mudar a atitude dos outros, nomeadamente a do chefe ou colega. O que há a fazer é modificar a nossa atitude para com eles e não esperar que se modifiquem de modo a agradar-nos.

Aperfeiçoar as capacidades atrativas
Motivados pelas nossas características culturais temos dificuldade em reconhecer o bom desempenho ou admirar o valor das outras pessoas. Fica o segredo: se queremos que nos admirem, comecemos por elogiar o trabalho feito pelos outros.

 Merecer a confiança na empresa
Copiar um modelo de sucesso na empresa é quase sempre um erro porque não somos a mesma pessoa nem as circunstâncias são as mesmas. Destaco como erros a evitar concordar com ações que não se tenciona cumprir ou escusar-se aos compromissos previamente estabelecidos porque na altura era a única maneira de não se aborrecer. Pior ainda é atirar culpas para o colega do lado.

Superar as dúvidas
Deixe de ouvir os invejosos, fuja de situações inúteis, substitua pensamentos destrutivos. Altere tudo para o que lhe faz bem.

Vencer a ansiedade
É impossível viver sem ansiedade, mas é mais fácil viver o dia-a-dia não perdendo a esperança de que há realmente situações que se resolvem por si só e outras que deixam de fazer sentido assim que as passamos a ver de outra maneira. A orientação do coach é fundamental.

Compatibilizar amor e trabalho
O primeiro passo é tentar um equilíbrio satisfatório e não a perfeição que raramente existe. O segundo, passar à ação, requer ainda a consciência de que não podemos fazer tudo o que queremos ou sonhamos.

Enfrentar problemas
Nada é definitivo e assim devemos lidar com os problemas em geral. Em vez de adoptarmos uma atitude conformista pode tentar minimizá-lo. Em vez de actuar na defensiva e adiar, ganhar tempo para refletir.



OUTRAS NOTÍCIAS
Loja Indústria forma perfis técnicos

Loja Indústria forma perfis técnicos


Tem uma carteira de mais de 650 clientes e prevê alcançar em 2011 uma faturação de meio milhão de euros. A Loja Indústria, especializada em equipamentos de aquecimento e climatização, surgiu em 2006, ...

Mercado procura gestores e financeiros

Mercado procura gestores e financeiros


A economia dita as regras e um espelho disto são os resultados da última análise às ofertas publicadas pelo universo Expresso Emprego - caderno impresso e site - durante o ...

Alemanha quer técnicos portugueses

Alemanha quer técnicos portugueses


A Câmara de Comércio Alemã para Espanha (AHK) recrutou no último mês vários técnicos qualificados do país vizinho para trabalhar no mercado alemão. Mas os serviços públicos de emprego alemães, em cola...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal