Notícias

As melhores tecnológicas para trabalhar

As melhores tecnológicas para trabalhar

O site de carreiras Glassdoor acaba de divulgar a sua lista anual das empresas tecnológicas mais reputadas aos olhos dos candidatos a emprego. Apesar das recentes polémicas envolvendo as questões de conciliação entre trabalho e família e do exercício da parentalidade, o Google, a F5 Networks e o Facebook ocupam as três primeiras posições da tabela.

12.12.2014 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Trabalhar para a Google ou para o Facebook é mais atrativo do que trabalhar para a Apple. A conclusão é avançada pelo site de carreiras Glassdoor com base na opinião dos profissionais. A plataforma tornou pública a lista das melhores empresas para trabalhar no próximo ano, de onde extraiu o top 10 da tecnológicas mais apetecíveis para os candidatos a emprego. E se pensa que trabalhar para uma tecnológica é semelhante e muda apenas o nome, desengane-se. São muitos os fatores que distinguem entre si as principais cotadas neste ranking de excelência.

Benefícios extra-salariais de topo, foco no bem-estar dos profissionais e níveis salariais quase imbatíveis perante a concorrência fazem da Google a empresa mais ambicionada por quem trabalha na área das tecnologias de informação. A empresa atrai para os seus quadros alguns dos melhores talentos mundiais do setor e é apontada pelos seus profissionais como uma empresa que investe nos seus quadros e com possibilidades de progressão profissional e formação muito aliciantes. Cenário semelhante é traçado para a segunda empresa do top 10 das tecnológicas: a F5 Networks. Um dos engenheiros de software que integra a empresa destaca os bons níveis salariais praticados, os excelentes benefícios extra-salariais “capazes de atrair perfis multiculturais, de distintas origens” e o espírito de trabalho em equipa como os principais atrativos para trabalhar na tecnológica.

A terceira posição deste ranking é ocupada pela empresa de Zucherberg. A rede social Facebook sabe como manter felizes os seus colaboradores, apesar das recentes polémicas que envolveram a decisão da empresa em levar as suas profissionais a adiar a maternidade, através do pagamento dos custos de congelamento de óvulos. Mas nem todas as “ofertas” do Facebook são tão polémicas. E empresa dispõe de vários espaços de descanso e relaxamento para os funcionários nas suas instalações e destaca-se pela sua capacidade de delegar missões de responsabilidade aos seus profissionais. A empresa promove um posicionamento empreendedor e proativo entre a sua equipa incentivando os profissionais a sugerir, criar e desenvolver novos projetos.

Entre as dez posições deste ranking figuram também empresas como a Apple (que ocupa a sétima posição). Apesar de 2014 ter sido um bom ano para a tecnológica com o lançamento de novos iphones, ipads mais finos e smartwatches e de oferecer benefícios muito acima da média e salários competitivos, a empresa parece ainda ter de aprimorar as suas estratégias de gestão de recursos humanos e retenção de quadros se quiser destronar os gigantes Google e Facebook. A seu favor tem o facto de se destacar como “um oceano de conhecimento” que é bastante aliciante a quem quer fazer carreira no universo das TI. O mesmo se pode dizer do LinkedIn. A empresa até percebe de carreiras que são o seu foco, mas comparativamente a outras tecnológicas tem ainda de aprofundar a sua área de gestão de recursos humanos, além da alimentação grátis, da formação gratuita e da flexibilidade de horários.

O Glassdoor alcançou a lista das melhores tecnológicas para trabalhar a nível global – da qual fazem também parte a Qualcomm, a Adobe, a Mathworks, a Zillow e a Mind Body - partir de da opinião dos funcionários das respetivas empresas. Fatores como a questão salarial, a progressão na carreira, a cultura empresarial, os benefícios extra-salariais e as condições de conciliação trabalho-família foram analisados num ranking mais vasto que procurou identificar as 50 melhores empresas para trabalhar no próximo ano (ver caixa), em distintos setores de atividade. Algumas operam em Portugal e recrutam com frequência.
cmateus.externo@impresa.pt

Empregadores de topo
1º Google
2º Bain & Company
3º Nestlé Purina
4º F5
5º The Boston Consulting Group
6º Chevron
7º HEB
8º IN-N-OUT
9º McKinsey & Company
10º Mayo Clinic
11º P&G
12ª Brigham and Women’s Hospital
13º Facebook
14º Qualcomm
15º Southwest
16º Slalom Consulting
17º Genentech
18º Adobe
19º MathWorks
20º Stryker
21ª QuikTrip
22ª Apple
23º Linkedin
24º Gartner
25ª Nike
26º Roche
27º Rockwell Automation
28º Massachusetts General Hospital
29º COSTCO Wholesale
30º Eastman
31ª NBCUniversal
32ª Wehmans
33º Zillow
34º Mind Body
35º Ford
36º Envidia
37º Toyota
38º Turner
39º Monsanto
40º Bristol-Myers Squibb
41º Memorial Sloan-Kettering Center
42º Orbitz Worldwide
43º Edelman
44º Interactive Intelligence
45º Genesys
46ª BOSE
47º GE Aviation
48º ESPN
49ª EY
50ª Disney Parks



OUTRAS NOTÍCIAS
Para arrendar é preciso talento

Para arrendar é preciso talento


Criada em 2013, a Uniplaces fecha 2014 com chave-de-ouro. Do crescimento em solo luso, à expansão internacional, sem esquecer o financiamento de 2,8 milhões de euros angariados em...

Hortas domésticas inspiram negócio

Hortas domésticas inspiram negócio


Pedro Veloso não tem dúvidas de que “a vontade muito grande de criar um negócio próprio, a tendência atual para consumos de produtos 'faça você mes...

Prioridade à motivação

Prioridade à motivação


Durante o primeiro semestre de 2014, o principal desafio das empresas esteve centrado na manutenção dos níveis de motivação das suas equipas. Um foco que Inês ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Chemistry Teacher

St. Dominic’s International School

CYBERSECURITY ENGINEER

Michael Page Portugal