Notícias

“É fundamental ser flexível em termos de mudança”

“É fundamental ser flexível em termos de mudança”

A HP Portugal iniciou a sua atividade no país em 1990 com uma equipa de 45 colaboradores. Hoje, a tecnológica emprega em Portugal cerca de 500 colaboradores, liderados na gestão de recursos humanos por Patrícia Calvário, a jovem especialista que aos 33 anos já passou por empresas como o grupo Inditex e a Diageo.
23.01.2012 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A paixão pela gestão de pessoas é antiga e herdou-a da sua primeira experiência laboral. Aos 18 anos, ainda estudante, conseguiu um emprego na ADP, uma multinacional que prestava serviços às companhias aéreas presentes em Portugal. Foi recrutada como operadora de dados, mas passado alguns meses assumiu a coordenação e gestão do departamento e de uma equipa de 15 pessoas. Desde então, ganhou duas importantes convicções. A primeira é a de que “não são os locais que fazem as pessoas, mas as pessoas que fazem os locais” e segunda “a escuta ativa é o principal princípio de gestão em recursos humanos. É absolutamente crucial a constante recolha de feedback dos colaboradores”. Ensinamentos que hoje aplica no seu quotidiano profissional. Entre os 500 colaboradores que integram o universo HP em Portugal domina um perfil com qualificação superior, maioritariamente na área das TI, e uma faixa etária que ronda os 35/40 anos. A empresa não tem parcerias específicas com nenhuma universidade, tendo em vista o recrutamento, mas Patrícia Calvário confessa o esforço da instituição em “divulgar o programa HP University junto das principais universidades e institutos superiores do país”. Segundo a diretora de RH da HP Portugal, “a tecnológica recruta preferencialmente licenciados nas áreas da engenharia informática, engenharia de telecomunicações e industrial, matemática, física, mas também de outra áreas não técnicas como a gestão, a economia ou o marketing”. E este enfoque deverá continuar durante este ano. “A contratação de novos colaboradores em 2012 irá, obviamente, depender da nossa evolução em termos de resultados de negócio em Portugal, bem como do desafio de ganharmos e alcançarmos novas oportunidades de crescimento”, explica Patrícia Calvário, adiantando que “a HP tem mantido uma estratégia de contratação de jovens talentos e criação de soluções profissionais para recém-licenciados que serão mantidas”. A empresa tem no seu site a plataforma privilegiada de contacto com quem quer trabalhar na HP. Através do JOB@HP os profissionais podem deixar a sua candidatura. Transparência, entusiasmo, capacidade de aprendizagem, autoconhecimento, orientação para resultados, energia, positivismo e espírito de equipa são competências muito valorizadas por Patrícia Calvário no momento de contratar. Mas a especialista adianta ainda que para triunfar no atual mercado de trabalho e na carreira “é fundamental ser flexível em termos de mudança, ter muita assertividade e positivismo”. Uma carreira gerida em tempo real Treinada para gerir a carreira dos outros, Patrícia Calvário gosta de gerir a sua própria carreira in real time. A diretora de RH diz ter dificuldade em dizer onde gostaria de estar daqui a 10 anos e confessa que todos os dias vai gerindo o seu plano profissional “à medida que os desafios e as oportunidades vão surgindo, sem fazer grandes planos a longo prazo”. Mas assume que tem no compromisso, entusiasmo e positivismo como pensamentos-chave para que o futuro reserve coisas boas. Mas mesmo que a título pessoal não se defina metas, em matéria empresarial a sua missão é também definir e ajudar a cumprir objetivos. “O primeiro grade desafio que tenho atualmente na HP passa por rever toda a estratégia de gestão de talento de modo a maximizarmos as potencialidades do nosso capital humano, passando pelo desenvolvimento de novas competências técnicas e comportamentais, planeamento e aceleradores de carreira, mobilidade e experiências em projetos internacionais”, revela. Depois, Patrícia Calvário diz-se focada em aumentar o nível de engagement dos colaboradores de modo a conseguir reforçar o espírito de equipa, a partilha de informação e os sucessos dentro de todas as áreas da empresa, bem como “o reconhecimento interno e externo da HP como uma das melhores empresas do seu sector”.


OUTRAS NOTÍCIAS
Trabalho Temporário emprega 600 por dia

Trabalho Temporário emprega 600 por dia


As 246 empresas de Trabalho Temporário (TT) que operam em Portugal, com alvará, colocaram no ano passado no mercado de trabalho uma média de 600 trabalhadores por dia. O número é avançado por Marcelin...

Governo fomenta microcrédito para apoiar desempregados

Governo fomenta microcrédito para apoiar desempregados


O incentivo ao microcrédito poderá ser um dos trunfos do Governo para apoiar os desempregados. O Executivo vai disponibilizar uma verba de 15 milhões de euros para apoiar a criação de micro negócios q...

Clínica da Casa trata edifícios nacionais

Clínica da Casa trata edifícios nacionais


Tudo num só espaço é o grande lema da Clínica da Casa. Se pensa fazer obras, saiba que já não tem de bater a várias portas para assegurar uma remodela&...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ARQUITETO GRÂNDOLA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER BEJA

Michael Page Portugal

ASSISTANT STORE MANAGER PORTALEGRE

Michael Page Portugal