Notícias

“A fuga de cérebros acaba por lesar as empresas”

“A fuga de cérebros acaba por lesar as empresas”

Sofia Anselmo de Carvalho, lidera os recursos humanos da SAFIRA. A empresa está a desafiar a crise crescendo e investindo em novos mercados, mas sempre consciente que os seus recursos humanos são o seu principal trunfo.
08.12.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



A adversidade prevista para o próximo ano, não impedirá a SAFIRA de evoluir e prosseguir a sua estratégia de conquista de mercado. A empresa sabe que o sucesso de qualquer projeto começa na sua equipa e mesmo em tempos conturbados, não desinveste na área dos recursos humanos. Nesta empresa, que prevê crescer este ano para perto dos seis milhões de euros, trabalham atualmente 114 colaboradores (105 em Portugal e nove na sucursal da Polónia). Para 2012, a diretora de recursos humanos da empresa, Sofia Anselmo de Carvalho, antecipa já a contratação de, pelo menos, 30 pessoas na área da engenharia informática. Perfis sobretudo voltados para a programação.

Na SAFIRA, a área dos recursos humanos é considerada como a principal mais-valia da empresa, recolhendo um foco de investimento constante. Na empresa que entrou recentemente no mercado inglês e angolano, trabalha uma equipa de profissionais bastante jovens, com uma média de idades em redor dos 30 anos, mas cuja seleção e recrutamento obedeceu a um processo rigoroso. “O recrutamento dos melhores profissionais é um fator crítico de sucesso para a SAFIRA, portanto é uma das áreas da empresa com maior grau de envolvimento transversal”, explica Sofia Anselmo de Carvalho.

As referências internas são a fonte mais valorizada pela empresa para o recrutamento de novos quadros. Uma estratégia que, garante a diretora de recursos humanos, “permite envolver todos os colaboradores na missão de encontrar talentos”. Paralelamente, os recruiters da SAFIRA, para além da identificação de potenciais candidatos através do trabalho de pesquisa, muito focado na web e em redes sociais de caráter mais técnico, têm responsabilidade ao nível de produção de conteúdos de marketing para recrutamento, realização de apresentações em eventos, criação e desenvolvimento de uma rede social, realização de atividades de pesquisa direta e desenvolvimento de programas internos e externos de recrutamento.

“O processo de seleção na SAFIRA divide-se em duas fases: validação de competências comportamentais e validação de competências técnicas. Ambas as fases podem ainda dividir-se em testes e entrevista presencial”, explica a diretora de recursos humanos acrescentando que “a validação técnica presencial é efetuada pelos colaboradores da empresa previamente identificados e treinados para o efeito”. Mas para cumprir a missão de recrutar os melhores quadros para a empresa, a SAFIRA tem também parcerias com escolas de referência na sua área de intervenção e aderiu ao programa da AISEC com o objetivo de captar jovens talentos recém-licenciados de todo o mundo.

A empresa procura constantemente encontrar e atrair os melhores talentos para as funções de software developers, software engineers, senior software engineers, managers, system operators, system administrators e system engineers. Sofia Anselmo de Carvalho confessa que a empresa coloca uma grande exigência no recrutamento e não tem dúvidas que “vai ser cada vez mais complicado em Portugal as empresas atraírem e reterem os melhores talentos”. Diz a especialista que “a fuga de cérebros para fora do país acaba por lesar as empresas, mesmo as que conseguem manter-se afastadas da crise”.

Procurar sempre experiências e conhecimentos inovadores que criam indivíduos únicos e diferenciadores no contexto empresarial, pode ser meio caminho andado para triunfar no mercado de trabalho perante uma conjuntura adversa. Mas “é igualmente importante colocar muita dedicação, perseverança e vontade em fazer mais e melhor no seu dia-a-dia profissional”, garante a especialista.

Além das 30 contratações que fará no próximo ano, a SAFIRA tem neste momento em aberto 22 posições para as quais precisa de colaboradores. São funções a desempenhar em Portugal, mas também na sucursal da Polónia, e focadas sobretudo em perfis técnicos, ligados à engenharia informática, com diferentes níveis de senioridade.

Sofia Anselmo de Carvalho
28 anos
Head of Human Resources da SAFIRA

Formação:
É licenciada em Serviço Social pela Universidade Lusófona, curso que foi complementando ao longo da sua carreira com várias formações específicas na área dos recursos humanos.

Percurso:
Antes de integrar a equipa da SAFIRA era responsável pela área de recursos humanos, recrutamento e seleção, formação, legislação laboral e payroll da empresa Isinet Integração e Serviços. Entre 2007 e 2008 tinha exatamente a mesma função em três empresas do grupo Medinfotec, Consultoria e Medicina (a Medifontec, a Cosmetics e a Nota Paralela). Passou ainda pela The Phobe House e integrou também a equipa de recursos humanos da Nokia Siemens Networks.

Grande desafio atual:
“Conseguir ser inovadora na retenção e motivação de recursos humanos”, refere enfatizando que “uma política forte de recursos humanos é essencial para permitir que as empresas cresçam e consigam superar os seus próprios desafios e neste momento, o meu grande desafio, passa por conseguir na atual conjuntura implementar e manter essa política na SAFIRA”.

Metas da empresa:
O grande desafio atual da SAFIRA passa por procurar perfis que conciliem elevados conhecimentos técnicos com características pessoais e comportamentais de excelência. “Colocamos uma grande exigência no recrutamento”, revela.

Família:
Casada e mãe de dois filhos.

Hóbis:
O seu hóbi favorito é passar tempo de qualidade com os filhos. Fora isso gosta de ler, ir ao cinema e dançar. Frequenta também o ginásio, sempre que o tempo o permite.



OUTRAS NOTÍCIAS
Um negócio ao serviço dos mais novos

Um negócio ao serviço dos mais novos


André Albernaz Delgado tem 28 anos e é licenciado em educação especial e reabilitação e mestre em psicologia comunitária e proteção de me...

Menos incrementos salariais para o sector segurador no próximo ano

Menos incrementos salariais para o sector segurador no próximo ano


Os profissionais ligados ao sector segurador também vão sentir a crise que já chegou à generalidade dos portugueses. Pelo menos a avaliar pelos resultados do estudo Mercer Total Compensation para este...

Portucalense aposta na área do Direito

Portucalense aposta na área do Direito


Direito dos negócios, da empresa e dos negócios transnacionais são as três especializações criadas pela UPT que aliam a área do direito à componente de gestão e negócios, numa ligação que pretende ant...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


COMPRADOR - INDIRECTOS

Michael Page Portugal

CONSULTOR DE INCENTIVOS FINANCEIROS

Michael Page Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal