Notícias

“A formação apenas permite conhecer as regras do jogo”

“A formação apenas permite conhecer as regras do jogo”

Pedro Soveral Rodrigues lidera os destinos dos Recursos Humanos da Sonae Sierra. O diretor de RH da empresa prevê que esta encerre o ano com um saldo de 80 oportunidades de emprego geradas. Um número que diz depender dda forma como os negócios em curso avançarem.
08.09.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Estados Unidos, Alemanha, França, Espanha e Itália. Pedro Soveral Rodrigues é a personalização fidedigna da nova geração de líderes nacionais. Uma geração com ambição à escala global. Quando soube o que era trabalhar em Portugal já integrava no currículo uma relevante experiência profissional, nos Estados Unidos e na Alemanha. É engenheiro mecânico de formação, mas sua polivalência, vontade de aprender e rigor de gestão conduziram-no ao cargo que hoje ocupa. Tem 47 anos e é o diretor de Recursos Humanos da Sonae Sierra.

Da sua carreira internacional retirou um importante ensinamento: a visão do mundo como um todo e a convicção de que são as diferenças existentes que tornam forte uma equipa quando esta sabe trabalhar em conjunto. É este o lema que Pedro Soveral Rodrigues coloca em prática na gestão quotidiana do universo Sonae Sierra. Positivo por natureza, o líder dos recursos humanos da Sonae Sierra move-se por desafios e não tem dúvidas de que o maior que tem no momento é “estar à altura das exigências e do cargo que ocupo”. Aprender constantemente é outra das suas missões e uma característica que valoriza sempre que tem de escolher novos elementos para a equipa que lidera.

No universo Sonae Sierra trabalham atualmente 1.106 colaboradores nos nove países onde a empresa está presente (Portugal, Espanha, Itália, Alemanha, Grécia, Roménia, Brasil, Colombia e Marrocos). Uma equipa que Pedro Soveral Rodrigues diz ser “predominantemente jovem, com uma faixa etária que entre os 18 e os 34 anos, com formação ao nível da licenciatura (70%), sobretudo em áreas como a economia e gestão, sendo que 10% destes colaboradores também têm pós-graduações, mestrados, MBAs e doutoramentos”.

Pensamento global, gosto pela diversidade cultural, integridade, sentido crítico, resiliência, capacidade de se rir de si próprio, espírito de equipa, proatividade e responsabilidade/integridade são exigências para quem queira encontrar um lugar na Sonae Sierra. A empresa recruta sobretudo nas áreas das ciências empresariais, mas o diretor de RH garante que anualmente há vagas para preencher em vários setores e áreas de formação. “Atualmente, a empresa tem, entre  estágios e  processos de recrutamento, 17 oportunidades em aberto”, explica Pedro Rodrigues adiantando que “como os Recursos Humanos, na Sonae Sierra, são um departamento centralizado, este número engloba não só oportunidades em Portugal mas, em todos os países onde a Sonae Sierra opera”. Razão pela qual, abraçar este desafio é também abraçar uma carreira com probabilidades de internacionalização.

Até finais de agosto, entre processos de recrutamento (interno e externo) e oportunidades de estágio, a Sonae Sierra tinha 52 processos de recrutamento fechados. O diretor de RH prevê fechar o ano com, aproximadamente, 80 oportunidades de enquadramento, mas garante que “obviamente, este número depende muito da forma como os negócios que temos a decorrer avançarem”.

O não depende do mercado e pode ajudar muito qualquer candidato que queira conquistar um emprego, nesta ou qualquer outra empresa, “é ter presente que a sua formação é apenas o que lhe permite conhecer as regras do jogo. Daí para a frente e, para passar de nível, precisa de ser capaz de se adaptar a diferentes cenários, responder de forma criativa aos desafios, não desistir e continuar a jogar no seu campo ou noutro qualquer”, revela o engenheiro mecânico que hoje é diretor de RH de uma das maiores empresas nacionais.

Pedro Soveral Rodrigues
47 anos
Head of Human Resoruces da Sonae Sierra

Formação:
Licenciado em Engenharia Mecânica.

Família:
Casado e pai de dois filhos.

Percurso profissional:
A primeira incursão que fez no mundo do trabalho foi como estagiário na The Rexroth Corporation, nos Estados Unidos. Tinha então 21 anos e estava trilhada a sua vocação internacional. Dai rumou à Alemanha onde esteve, também como estagiário, na Mannesmann Rexroth. Regressa a Portugal em 1987 para integrar a equipa do Gabinete de Estudos da Sorefame como Engenheiro de Projeto. Permanece nesse cargo até 1989, altura em que abraça o desafio lançado pelo Grupo AUTOSIL para se tornar Chefe de Serviço de Manutenção. Postriormente torna-se gerente da TEMA, uma empresa detida pela Autosil e dedicada a manutenção. Nesta empresa chegou ainda a Diretor Comercial de Baterias Industriais – Ibéria. O percurso na Sonae Sierra inicia-se em setembro de 1998, altura em que entra como Deputy General Manager do Centro Colombo. Em março de 1999 é convidado a integrar a equipa da área de desenvolvimento de centros comerciais, para a área de Expansão da Sonae Sierra, onde foi Diretor de Novos Negócios para a Ibéria durante 6 anos. Em 2004 passa a liderar o projecto Personæ, tendo sido nomeado Head of Safety and Health e em 2009, assume o cargo de Managing Director, da área de Gestão de Centros Comerciais em Itália, tendo estado expatriado em Milão. É desde setembro de 2010, Head of Human Resources da Sonae Sierra.

Maior dificuldade da carreira:
Ter de despedir pessoas quando tinha apenas 26 anos.

Princípio de gestão:
Honestidade é o principio de gestão de que não abdica no seu dia-a-dia. Seja nas organizações, nos negócios ou nas relações entre as pessoas.

Hóbis:
Os seus tempo livres dedica-os às viagens, música, leitura e à prática desportiva. Pedro Soveral Rodrigues é um apaixonado pela Vela de competição, que pratica. Quando pode, também se dedica ao ski alpino.

Lema de vida:
“Ser positivo dá saúde!”



OUTRAS NOTÍCIAS
Lusófona cria formação em IT Governance

Lusófona cria formação em IT Governance


Começa em novembro a primeira edição da pós-graduação em IT Governance baseado em ITIL e ISO20000 da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia, em Lisboa. Até maio do próximo ano os 15 alunos ...

Maksen prepara entrada de 40 novos colaboradores

Maksen prepara entrada de 40 novos colaboradores


Chama-se Get Ready e tem a duração de duas semanas e o objetivo de apoiar a integração dos novos quadros na Maksen, a empresa portuguesa de consultoria estratégica, operacional e de sistemas de inform...

Informação e redes sociais para jornalistas

Informação e redes sociais para jornalistas


O novo paradigma da comunicação entre fontes e jornalistas é o tema de dois workshops que Ana Sofia Gomes, coordenadora do livro Web Trends e diretora-geral da agência de comunicação Comunicarte, vai ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA