Notícias

Informação e redes sociais para jornalistas

Informação e redes sociais para jornalistas

O poder das redes sociais, enquanto fonte de informação, estará em debate num workshop liderado por Ana Sofia Gomes, diretora geral da agência Comunicarte.
08.09.2011 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



O novo paradigma da comunicação entre fontes e jornalistas é o tema de dois workshops que Ana Sofia Gomes, coordenadora do livro Web Trends e diretora-geral da agência de comunicação Comunicarte, vai promover. As sessões direcionam-se a profissionais da comunicação e prometem debater a fundo a nova dimensão da assessoria mediática e as potencialidades da web 2.0. Em novembro de 2009, José Alberto Carvalho, na altura diretor de informação da RTP, abriu as hostilidades ao tema quando criou, com a oposição dos colegas, um conjunto de nove recomendações que norteariam a conduta dos jornalistas da estação pública no Facebook e no Twitter. No estrangeiro a medida já havia sido tomada, mas por foi inédita e constituiu o espelho do poder inquestionável das redes sociais. Um poder que não é pacífico. Na verdade, a construção social que se gera entre a fonte de informação, interessada na promoção e divulgação de um facto, e o jornalista que o noticia e desoculta eventuais segredos da fonte, foi totalmente alterada pelo crescente poder das redes sociais. Ana Sofia Gomes não tem dúvidas que o universo da comunicação enfrenta um novo paradigma.“As redes sociais passaram a ser, elas mesmas, uma fonte a consultar. O manancial de informação que o jornalista tem hoje o seu dispor é tremendo, mas aumentou também a sua responsabilidade em confirmar uma notícia que obteve por este meio”, argumenta a autora. Ana Sofia Gomes será speaker no workshop “Assessoria Mediática 2.0 - o novo paradigma de comunicação entre fontes e jornalistas”, que se realizará nos dias 20 e 21 de setembro, em parceria com a ANJE e o grupo editorial Vida Económica. Trata-se de um workshop formativo onde será debatida a emergência das redes sociais e o seu impacto na informação. Ana Sofia Gomes falará sobre a negociação entre fontes e jornalistas, evidenciará as diferenças antes e após o crescimento das redes sociais e apontará caminhos para o futuro, no sentido de debaterem o cenário com a web semântica. Segundo a especialista, “as redes sociais e a adesão em massa dos jornalistas e das suas fontes de informação a estas novas ferramentas, alteraram o novo paradigma da comunicação e as empresas, os seus gabinetes de comunicação e as suas agências que têm de se adaptar a uma nova realidade”. Foi partindo deste pressuposto que Ana Sofia Gomes criou na Comunicarte, a Nica. Uma sui generis assessora da agência: a primeira assessora virtual. A seu cargo tem a gestão da sala de imprensa virtual da Comunicarte, cuja missão é utilizar a plataforma web para encurtar a distância entre a agência e os jornalistas.


OUTRAS NOTÍCIAS
Portugal recebe super empreendedores

Portugal recebe super empreendedores


Durante três dias, 200 membros da comunidade Sandbox e 50 líderes de excelência de todo o mundo vão trabalhar em conjunto para partilhar e resolver os desafios de uns e de outros, através de vários cu...

Qatar Airways recruta em Portugal

Qatar Airways recruta em Portugal


A Qatar Airways quer recrutar 300 novos pilotos para os seus quadros e o diretor de recrutamento da companhia aérea, Paul Prenzler, esteve em Lisboa para aliciar os pilotos portugueses a mudarem de co...

2012 trará aumento ligeiro dos incrementos salariais

2012 trará aumento ligeiro dos incrementos salariais


Depois de um 2011 marcado pela moderação e contenção salarial, 2012 parece trazer boas perspetivas aos portugueses em matéria de incrementos salariais. De acordo com o estudo Total Compensation Portug...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Arquiteto

Anónimo

Colaborador

Anónimo

Comercial / Diretor(a) Comercial

ERA BELÉM RESTELO & ERA ALCÂNTARA/AJUDA