Notícias

Empregadores de sonho para jovens talentos

Empregadores de sonho para jovens talentos

A empresa de sonho para os jovens portugueses é a tecnológica Google. Mas lá ou em qualquer outra organização, o que estudantes lusos mais valorizam é um empregador que lhes permitam uma boa conciliação entre a vida profissional e familiar e boas hipóteses de chegarem rapidamente à liderança de equipas ou unidades de negócio. As conclusões são da consultora Universum.

19.06.2015 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR
LinkedIn Twitter Facebook Google+



Seja na Gestão, na Engenharia, nas Tecnologias de Informação, nas Humanidades ou até no Direito, o empregador ideal para os jovens portugueses, que frequentam o ensino superior e se preparam para abordar o mercado de trabalho, é a Google. O Expresso teve acesso em exclusivo ao ranking anual da Universum, a consultora que anualmente divulga a lista dos empregadores mais atrativos da Europa, em várias áreas de atividade. A tecnológica mantem a posição de “empresa de sonho” que já tinha alcançado no ano passado, mas segundo João Araújo, country manager da Universum em Portugal e na Irlanda, há algumas novidades na tabela nacional e também nos fatores que diferenciam a abordagem dos jovens portugueses ao mercado de trabalho, comparativamente aos europeus.?

Google, Banco de Portugal, L'Oréal Group, Microsoft e TAP, são as cinco empresas que os alunos de Gestão escolheriam para trabalhar em Portugal. O ranking não é muito distinto da área da Engenharia/Tecnologias de Informação, onde a Google, a Microsoft e a TAP se mantém nos lugares cimeiros, mas onde entram dois novos nomes - EDP Renováveis (na terceira posição) e Mota-Engil (na quinta) -, das Humanidades, liderado pela Google, RTP, TAP, IKEA e Nike, e do Direito onde a Abreu Advogados e o Banco de Portugal figuram nas duas primeiras posições, seguidos da Google, TAP e da Sérvulo & Associados. “Só nas áreas das Ciências Naturais e da Saúde é que este ranking se inverte, por razões óbvias, ganhando destaque outras empresas como a Bayer, a Crioestaminal, o LÓréal Group, a Bial, a Pfizer ou a BluePharma, mantendo-se as organizações apontadas nas outras áreas em lugares não tão destacados na tabela”, explica João Araújo. Ainda assim, mesmo nestas áreas, a Google posiciona-se na sétima e oitava posição da lista de preferências dos estudantes portugueses.?

No ranking global dos vários países europeus, que será divulgado nos vários países durante a próxima semana, o cenário não deve alterar-se. Sem desvendar a lista final dos empregadores de sonho para os jovens europeus, o country manager da Universum confirma a presença da Google e realça que “não deveremos assistir a grandes alterações à tabela do ano passado, podendo alguma áreas como a banca de investimento ganhar este ano algum destaque”. Recorde-se que em 2014, os alunos inquiridos pela Universum destacaram a Google, a EY, a PwC, a KPMG e a Deloitte nas cinco primeiras posições da sua lista de preferências no que toca a empregadores.


Equílibrio e liderança
O que diverge face à Europa é a posição dos jovens portugueses em relação à gestão da sua carreira. Segundo João Araújo, “Portugal é o único país onde os jovens valorizam empresas que possam constituir boas referências para a carreira futura”, ou seja, empresas cujo prestígio no mercado possa servir de selo de garantia e os coloque em vantagem em futuros processos de candidatura. ?O líder da Universum realça ainda que os jovens portugueses são diferentes dos europeus nas suas prioridades de carreira e no que valorizam nos empregadores.

“As ambições de carreira dos jovens portugueses estão em linha com a Europa: querem trabalhar em empresas onde possam ser felizes e progredir. O que muda são as prioridades. Os portugueses valorizam em primeiro lugar o equílibrio entre a vida profissional e pessoal e, em segundo lugar, querem liderar e gerir pessoas”, explica. Esta aspiração de liderança e orientação para a alcançar cargos de chefia logo numa fase de pouca experiência profissional contrasta, segundo o líder da Universum, com a tendência europeia onde “os jovens não anseiam liderar ou chefiar equipas”.

A estabilidade e a segurança profissional, também não figuram entre as prioridades dos portugueses, tal como a carreira internacional. Garante João Araújo, que apesar de integrarem a área onde o mercado de recrutamento é as colocações mais céleres, “a estabilidade profissional só é apontada como prioritária entre os estudantes na área das TI e nas ambições de carreira internacional, Portugal está abaixo da média europeia”. ?Neste estudo europeu, a Universum inquiriu online sete mil estudantes do ensino superior a quem foi solicitado que identificassem, numa primeira fase, 20 empregadores de excelência que escolheriam para trabalhar e, numa segunda fase, escolhessem quatro dessa lista justificando a sua seleção com base num conjunto de 40 critérios de avaliação. Da combinação das duas etapas resulta a lista dos empregadores de sonho em 2015, em vários sectores de atividade.

Empregadores de sonho 

Na Gestão:
1º Google 
2º Banco de Portugal 
3º L'Oréal Group 
4º Microsoft 
5ª TAP 
 
Na Engenharia/ TI: 
1º Google 
2º Microsoft 
3º EDP Renováveis 
4º TAP 
5º Mota-Engil 
 
Nas Humanidades:
1º Google 
2º RTP 
3º TAP 
4º IKEA 
5º Nike 
 
No Direito: 
1º Abreu Advogados 
2º Banco de Portugal 
3º Google 
4º TAP 
5º Sérvulo & Associados 



OUTRAS NOTÍCIAS
Feedzai lança operação de recrutamento

Feedzai lança operação de recrutamento


O índice de crescimento mundial e o investimento de 17,5 milhões de euros, recentemente realizado, estão a obrigar a portuguesa Feedzai a reforçar a sua equipa em em Portug...

Empresas procuram advogados e perfis de TI

Empresas procuram advogados e perfis de TI


As 18 funções mais procuradas pelas empresas em Portugal, desde o ínicio do ano, estão enquadradas nos sectores Financeiro, Tax & Legal, Commercial & Marketing, Tec...

Líderes inspiram carreiras

Líderes inspiram carreiras


Escolher um futuro profissional está longe de ser uma opção sem dilemas para os milhares de jovens estudantes que, a cada ano, escolhem por esta altura uma carreira. Este ano, a F...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO




ÚLTIMOS EMPREGOS