Notícias

Voluntariado insere jovens no mercado

19.11.2005


  PARTILHAR



A UNIVERSIDADE Portucalense acaba de criar a Oficina de Voluntariado, um projecto que visa apoiar os seus alunos a ingressarem na vida activa. Nesse sentido, os estudantes são incentivados a participar em acções de voluntariado ainda durante a licenciatura, pois isso é considerado uma das melhores formas de aprendizagem.

De acordo com Isabel Freitas, coordenadora da licenciatura e do mestrado em Educação Social e da Oficina de Voluntariado, este projecto pretende, acima de tudo, abrir perspectivas novas aos alunos sobre a realidade que os espera depois do curso. «Assim, logo a partir do primeiro ano da licenciatura podem contar com uma experiência de trabalho mesmo que em regime voluntário», explica.

A iniciativa está aberta a todos os estudantes da universidade e Isabel Freitas refere que os alunos de Educação Social aderiram de imediato a esta iniciativa. O mesmo aconteceu a muitos alunos de Economia e de Direito. «Para estes futuros profissionais é importante começarem desde logo a ter um contacto directo com a realidade social», salienta a responsável. Mas para as acções de voluntariado não chega querer fazer é também preciso saber fazer. Para isso, a Oficina de Voluntariado dá formação na área do voluntariado quer aos alunos da universidade quer ao público em geral. «Queremos colocar os alunos no terreno, mas sabendo o que vão fazer», adianta Isabel Freitas.

Desta forma, a coordenadora da Oficina explica que esta iniciativa vai muito além da integração dos alunos no mercado de trabalho: «Trata-se de coordenar a actividade de voluntariado com a aprendizagem universitária, contribuir para a criação de uma universidade solidária e integrada no meio envolvente e fomentar o contributo social na comunidade universitária».

Assim, entre as várias actividades previstas, a Oficina do Voluntariado irá informar a comunidade das oportunidades de participação em actividades de voluntariado e gerir projectos e acções de voluntariado disponíveis para a comunidade científica. Além disso, pretende participar em projectos nacionais e internacionais de voluntariado, mediar o contacto entre instituições e a universidade e promover campos de trabalho nacionais e estrangeiros em áreas de acção determinadas.





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS



ÚLTIMAS FORMAÇÕES


MMOG/LE V 5

RH OPCO Academia