Notícias

Versatilidade inspira projeto empresarial

Versatilidade inspira projeto empresarial

Os criadores do conceito Melt, uma loja que mistura num só espaço várias áreas, têm em comum o facto de terem estudado no ISEG, local onde se conheceram. São quatro amigos que quiseram apostar na criação de um negócio em comum.

22.08.2014 | Por Maribela Freitas


  PARTILHAR



No ano passado começaram a desenvolver o conceito de loja que queriam criar e nasceu a marca Melt, um franchising onde num só local se juntam valências diferentes, como acontece na primeira loja que abriram já este ano, em Lisboa e que junta cafetaria, wineshop, bookshop e mercearia.

A marca Melt nasceu em plena crise, mas para os empreendedores que apostaram neste conceito é claro que apesar dos portugueses se retraírem mais no consumo, não deixam por completo de o fazer. Acreditam que os negócios relacionados com a alimentação são uma área segura onde investir. Contudo queriam um conceito diferente. “A ideia era fazermos algo que não fosse muito complexo, mas que marcasse a diferença. Pensámos em juntar diversas áreas de negócio, tudo no mesmo espaço”, conta Pedro Capão que em conjunto com os sócios Pedro Janeiro e Pedro Neto gerem o negócio, sendo Rui Mão de Ferro um sócio investidor. Todos têm actividades profissionais, não se dedicando a tempo inteiro a este projecto.

Na prática estes empreendedores queriam um negócio do dia-a-dia, que integrasse o quotidiano das pessoas e não fosse tão prejudicado pela crise. “As pessoas deixam de ir ao restaurante, mas não deixam de beber café e podíamos construir aqui uma resposta de valor”, realça Pedro Capão. Como nenhum destes empreendedores tem experiência na área, começaram por analisar o mercado e foram desenvolvendo a ideia, olhando também para fora de Portugal. Acabaram por enveredar pela mistura de áreas num só espaço, como forma de se diferenciarem.

Conta Pedro Capão, meio a brincar que fizeram vários planos de negócio e diversas revisões ao plano de marketing. Muitas das coisas que idealizaram inicialmente não foram concretizadas e a realidade acabou por moldar o negócio. A primeira loja que abriram em junho deste ano, no Saldanha, em Lisboa, é a prova de conceito. O objectivo é “crescer tanto em Portugal como fora dele, porque este é um produto que se pode moldar à comunidade onde estiver inserido. Quando criamos a marca não quisemos que estivesse associada ao produto, não usamos o termo coffee, é Melt, porque pode adaptar-se, o conceito é este, no futuro podemos acrescentar ou tirar áreas de negócio”, frisa Pedro Capão. Seguindo esta perspectiva o produto pode também ser complementado com outras áreas, primando pela versatilidade.

A primeira loja é própria, mas o franchising da marca também já está criado e os empreendedores não excluem a hipótese de entrar como sócios se quem os procurar para desenvolver este conceito, tiver o perfil que consideram essencial para apostar na Melt. Mas nem tudo são facilidade e Pedro Capão conta que a principal dificuldade que encontraram na implantação da primeira loja foi descobrir o local ideal para a sua localização. Acrescenta ainda que “ter um negócio é exigente e há que ter disponibilidade para levar o barco a bom porto”.


BI Empresarial

Promotores:
Pedro Janeiro, 29 anos, economia
Pedro Neto, 32 anos, gestão
Pedro Capão, 34 anos, farmácia e economia
Rui Mão de Ferro, 47 anos, economia

Área de actividade:
A Melt é um espaço pensado para o dia-a-dia e resulta da fusão de diferentes áreas de negócio. A primeira loja que abriram e que está a funcionar no Saldanha integra cafetaria/bistro, mercearia, wineshop e bookshop.

Data de criação:
2014

Investimento:
100 mil euros na criação da primeira loja

Empregos criados:
Nove na primeira loja que já criaram

Perspectivas futuras:
Até ao final de 2016 querem ter dez lojas em Lisboa, nomeadamente quatro próprias e seis franchisadas.

Pontos-chave do negócio:
Foco no cliente, a equipa de trabalho escolhida e a diferenciação pela qual optaram, sendo que cada loja Melt pode ter mais ou menos áreas de negócio no seu espaço, adaptando-se à zona mais residencial ou empresarial e à cidade onde poderá estar instalada.

Conselhos:
Na criação de um negócio existem sempre coisas que correm mal pelo caminho e esta é uma ‘guerra’ que só ganha quem estiver apaixonado pela ideia que está a desenvolver. É necessário ter a capacidade de dar a volta a estas situações, estar muito focado no que se quer e seguir em frente.

Website:
www.melt.pt



OUTRAS NOTÍCIAS
Repsol apoia novos negócios

Repsol apoia novos negócios


Está já no terreno a quarta edição do Fundo de Empreendedores da Fundação Repsol, um projeto de incentivo ao empreendedorismo que visa apoiar os melhores proj...

5 estratégias para vencer o desemprego

5 estratégias para vencer o desemprego


É assumidamente contraproducente, mas de acordo com a plataforma de gestão de carreira Careerealism.com, mais de 50% dos profissionais desempregados candidatam-se a funções...

Tem perfil para integrar uma startup?

Tem perfil para integrar uma startup?


Espírito empreendedor, flexibilidade, capacidade de adaptação, autonomia, organização, proatividade, capacidade de lidar com a frustração e gosto pelo ...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Marketing Nearshore

Körber Supply Chain PT S.A

PROCESS ENGINEER - VILA REAL

Michael Page Portugal