Notícias

Universidades com cursos de Verão

25.07.2003


  PARTILHAR






Maribela Freitas

Quem diz que as férias servem apenas para descansar está errado. Há quem opte na época estival por investir no aumento da sua formação







Moradas úteis



SÃO muitas as pessoas que durante o Verão optam por se valorizar através da frequência de um curso de Verão.

Durante os tradicionais meses de férias, as universidades nacionais enchem-se de caras novas que querem aprender um pouco mais sobre determinadas matérias.

Das Finanças aos Direitos Humanos, são diversas as matérias ministradas a um público nacional e estrangeiro. Para este último as instituições de ensino criam até cursos de língua e cultura portuguesa.

Com duração entre um dia e várias semanas, a oferta na área dos cursos de Verão em universidades portuguesas é vasta e a um custo variável que pode chegar a mais de 1000 euros.

O departamento de Ciências Empresariais da Universidade Lusíada de Lisboa está a organizar este ano pela primeira vez cursos de Verão.

"Verificámos que existia público para estes cursos, nomeadamente entre finalistas e recém-licenciados", explica Miguel Coelho, coordenador da iniciativa e docente nesta universidade. Contudo, estes cursos - que decorrem nos meses de Julho e Setembro - não aceitam apenas licenciados, também recebem, por exemplo, quadros de empresas.

Durante este mês decorreram os cursos "Risco de crédito" e "Os novos desafios da política económica". Em Setembro decorrem mais quatro que versam sobre "Desenvolvimentos recentes na modelização de séries cronológicas", "Mercados financeiros", "Gestão de activos financeiros" e "O alargamento da UE aos países de Leste".

"Quisemos abranger o maior leque possível de temas", refere Miguel Coelho. Com um mínimo estipulado de 15 alunos por turma, a Universidade Lusíada cobra entre 180 e 550 euros, variando o valor em função da frequência de um ou mais dos cursos ministrados.

Na área do Direito, o Ius Gentium Conimbrigae - Instituto de Direito Internacional e da Cooperação com os Estados e Comunidades Lusófonas, da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, através do seu Centro de Direitos Humanos, promoveu de 16 a 25 de Julho o seu quinto curso de Verão em Direitos Humanos na sua vertente jurídica.

Foram cinquenta as vagas abertas, o curso foi ministrado em inglês e a propina foi estipulada em 300 euros com alimentação, mas sem alojamento.

Inês Almeida, secretária do Instituto, refere que, para os cursos de Verão, "recebemos candidatos de todo o mundo, como por exemplo do Brasil e também nacionais. Muitos dos estrangeiros que pretendem frequentar um destes cursos, por vezes, desistem, pela dificuldade em conseguir um visto".

Ainda na Universidade de Coimbra, mas na Faculdade de Letras, está a decorrer desde hoje e até ao dia 31 de Julho o 79º Curso de Férias de Língua e Cultura Portuguesa.

A idade mínima para frequentar esta formação são os 16 anos e o curso está dividido em diferentes níveis de ensino, a que os alunos acedem de acordo com o seu grau de conhecimento do português. O custo ronda os 350 euros.

Já na Universidade do Algarve, e pela mão do Departamento de Letras Clássicas e Modernas da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, realiza-se de 4 a 29 de Agosto o quarto curso de Verão de Língua Portuguesa.

"Destina-se a qualquer pessoa com mais de 17 anos que tenha terminado o ensino secundário", salienta Ana Isabel Soares, coordenadora do curso e também docente da Universidade do Algarve.

Além do ensino da língua, o curso tem também uma componente de cultura portuguesa. Mais uma vez o seu custo ronda os 500 euros e não há limite de vagas.

Curiosamente, e sendo esta uma região onde vivem muitos estrangeiros, Ana Isabel Soares refere que "muitos dos estrangeiros aqui radicados procuram através deste curso conhecer um pouco mais da língua e cultura portuguesa".

Além disso, chegam anualmente ao Algarve muitos luso-descendentes para frequentar o curso e, apesar de já terem tido algumas inscrições dos PALOP, "na sua maioria estes potenciais alunos acabam por desistir, pois não conseguem obter visto de entrada".

Ana Isabel Soares refere ainda que "os frequentadores dividem-se em dois grandes grupos: os residentes que querem aprender melhor o português e espanhóis que, de alguma forma, têm uma relação profissional com Portugal e aproveitam para aprofundar o conhecimento da língua. Tivemos também casos de estrangeiros que estão a fazer estudos pós-graduados na área da Literatura Portuguesa e que nos procuram".

A oferta de cursos de Verão em Portugal é grande. Algumas instituições organizaram este ano pela primeira vez este tipo de cursos, como a Universidade de Lisboa, que terminou a iniciativa no dia 16.

A Associação das Universidades da Região Norte já faz dos cursos de Verão uma tradição, tendo este ano organizado a sua 18ª edição. Os cursos decorreram de 29 de Junho a 11 de Julho e custaram 1250 euros cada, com alojamento e alimentação incluídos.




Moradas Úteis

SE POR acaso pretende frequentar ainda este ano um curso de Verão em universidades portuguesas, ou se quer saber mais informações sobre as formações dadas para melhor decidir no próximo ano, deixamos-lhe aqui alguns dos sítios na internet com esta oferta de formação.
É só verificar os requisitos exigidos, para poder optar por aquilo que melhor convém aos seus objectivos:

Universidade do Algarve: http://www.fchs.ualg.pt/summercourse/
Universidade Lusíada: http://www.lis.ulusiada.pt
Universidade do Porto: http://www.letras.up.pt
Universidade de Coimbra: http://www.fl.uc.pt e http://www.fd.uc.pt
Associação das Universidades da Região Norte: http://www.aurn.pt





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal