Notícias

Trunfos para motivar

O que têm em comum as 100 Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal listadas na última edição da revista Exame? O seu foco: as pessoas. As suas áreas de negócio, clientes-alvo, dimensão e perpetivas de expansão são distintas, mas se há factor que as aproxima é consciência de sem recursos humanos felizes e motivados, o sucesso é uma miragem.

14.02.2014 | Por Cátia Mateus


  PARTILHAR



Quando perguntámos a Rute Diniz, a líder de recursos humanos da Ericsson, a melhor empresa para trabalhar da última edição do ranking da Exame e da Accenture, qual o custo de manter os colaboradores motivados na empresa, a resposta foi, inevitavelmente interrogativa: “qual o custo de não investir neles?”. Maior, obviamente maior e as empresas, habituadas a competir em cenários globais, já o perceberam.

Na última edição das Melhores Empresas para Trabalhar em Portugal, a tecnológica liderada por Pedro Queirós não só alcançou o primeiro lugar no ranking (a melhor do ano), como se destacou como a melhor Pequena e Média Empresa e recebeu uma menção honrosa pela sua “Liderança Inspiradora”. Para o líder da Ericsson em Portugal, qualquer uma destas distinções é fruto do investimento que a empresa faz nas suas pessoas.

Uma política family friendly, facilitadora da conciliação entre trabalho e família é a característica dominante da política de recursos humanos da Ericsson. “Há opções de gestão que fazem toda a diferença”, explica Rute Diniz adiantando que uma cultura empresarial de bases sólidas passa, por exemplo, por “ter em consideração a família no momento de definir políticas de benefícios”. Na tecnológica escandinava, os colaboradores com filhos até aos sete anos recebem cheques-creche e partir dessa idade, cheques educação, além dos benefícios de saúde e apoios financeiros aos trabalhadores que decidam internacionalizar a sua carreira fazendo-se acompanhar pela família. “Somos as empresa que talvez tenha mais benefícios destinados aos familiares e isso é muito valorizado pelos colaboradores”, destaca.

Na TNT Express Worldwide, vencedora na categoria de Grandes Empresas, a aposta nas pessoas também é notória. A empresa é reconhecida pela transparência que fomenta, colocando os colaboradores ao corrente de toda a informação da empresa. As ações de team building são constantes, os colaboradores têm acesso a formação internacional, há consultas de medicina curativa na empresa e a TNT promove jantares regulares para os colaboradores. Tudo junto, assegura Carlos Courelas, diretor de RH, ajuda a reter o grande trunfo da empresa “pessoas qualificadas e motivadas”.

Mas entre os benefícios oferecidos por estas empresas de excelência aos colaboradores há opções mais e menos ousadas (ver caixa). No Hotel Ritz Four Seasons Lisboa, os colaboradores têm refeições grátis e ginásio nas instalações e podem ter estadias gratuitas nos vários hotéis da cadeia espalhados pelo mundo. No Grupo CH Consultores, os colaboradores ofereceram ao CEO António Henriques um salto de paraquedas e ele retribuiu de volta. Mais de 50 já saltaram, mas não para fora da empresa.

O que oferecem as melhores
Para reter talento e motivar para o sucesso e para os bons resultados, as melhores empresas para trabalhar não olham a meios. Eis a lista dos benefícios mais comuns entre as 100:

. Seguro de saúde extensível à família;
. Dias adicionais de férias;
. Comparticipação ou pagamento integral de ginásio ou outras modalidades desportivas;
. Atribuição de cheques-creche ou educação aos colaboradores com filhos em idade escolar;
. Apoio financeiro ou em horas de estudo aos colaboradores que decidam investir nas suas qualificações (MBA, pós-graduações, etc);
. Flexibilidade de horários;
. Atribuição de prémios de reconhecimento, seja entre colegas ou chefias;
. Complementos de Pensão por reforma ou invalidez;
. Massagens ou ginástica no local de trabalho;
. Refeições e fruta gratuitas no local de trabalho;
. Serviços de proximidade e facilitação de conciliação entre trabalho e família, patrocinados pela empresa (realização de recados, serviços de lavandaria ou engomadoria, etc);
. Viagens, zonas de lazer ou atividades regulares em equipa;
. Médico e serviços de enfermagem na empresa;



OUTRAS NOTÍCIAS
PEJENE volta a dinamizar estágios

PEJENE volta a dinamizar estágios


A 22ª edição do Programa de Estágios de Jovens Estudantes do Ensino Superior nas Empresas (PEJENE) já está em marcha. O programa, promovido pela Fundaç&a...

As 6 lições do

As 6 lições do "Lobo de Wall Street"


Fraude, corrupção, lavagem de dinheiro, são claramente os ensinamentos que não vai querer retirar do “Lobo de Wall Street”. Mas nesta mistura inebriante de ilic...

Sector dos seguros mais exigente no recrutamento

Sector dos seguros mais exigente no recrutamento


De acordo com o relatório “Pessoal da Atividade Seguradora”, elaborado pela Associação portuguesa de Seguros (APS) e agora divulgado, cerca de 35% dos profissionais de...



DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


Advogado

Anónimo

Advogado

Anónimo

asesor económico/comercial

Embajada en Lisboa