Notícias

Siemens alia-se ao ensino superior

A empresa acaba de assinar protocolos de colaboração com várias universidades e com a Ordem dos Engenheiros
29.05.2008


  PARTILHAR



Maribela Freitas

O sector de energia da Siemens acaba de assinar protocolos de cooperação com o Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL), a Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (EST), o Instituto Superior Técnico (IST) e a Ordem do Engenheiros (OE). O objectivo é promover a investigação científica e atrair talentos para a empresa.

As parcerias entre a Siemens o ISEL e a EST almejam estabelecer um quadro de colaboração de âmbito científico e tecnológico entre as instituições e englobam a realização de estágios, acções de formação, estudos de desenvolvimento e investigação, a concepção de protótipos e a cooperação científica e técnica. Já a união ao IST visa potenciar actividades de investigação e formação ao nível da energia. “A assinatura deste tipo de protocolos é algo que faz parte da cultura da Siemens. Estes acordos específicos têm como objectivo aproximarmo-nos de áreas de engenharia nas quais a empresa tem défice de profissionais”, explica João Silva Marques, director-geral do sector de energia da Siemens. Por essa razão, um dos objectivos é mesmo o de recrutar talentos. “Entre os estagiários que acolhemos anualmente temos em mente que pretendemos ficar com os profissionais mais motivados e talentosos”, afirma João Silva Marques.

Além das escolas, a Siemens criou uma parceria com a OE. Aqui a ideia é promover a qualidade na engenharia, de modo a atrair mais jovens para uma carreira neste campo. Inclui a criação de um prémio anual dedicado às crianças do ensino básico, para as motivar para esta área de trabalho. A empresa será ainda patrocinadora do Dia Nacional do Engenheiro, que se realiza anualmente em Novembro.

João Silva Marques acrescenta que “com este tipo de ligações pretendemos contribuir para o desenvolvimento económico e social do país, apoiando estas instituições através da passagem do nosso conhecimento e colaborando em projectos específicos do ensino nestas áreas. Queremos ainda potenciar a aproximação a uma classe profissional que é obviamente decisiva para o sucesso do negócio da Siemens em Portugal”.

Nesta troca de saberes, tanto as universidades como as empresas saem beneficiadas. Na perspectiva do director-geral do sector de energia da Siemens, essas mais-valias são já reconhecidas e aproveitadas por organizações empresariais nacionais, internacionais e instituições de ensino.




DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


BIM MANAGER

Michael Page Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal

CONTABILISTA CERTIFICADO

Spring Professional Portugal