Notícias

Ser ou não ser... licenciado

02.05.2003


  PARTILHAR



Vítor S. Andrade
vandrade@mail.expresso.pt

NA SEMANA de maior número de ofertas de trabalho de todo o mês de Abril - que foi precisamente a última, segundo os dados apurados pelo EXPRESSO Emprego - apenas 35% das mesmas faziam referência à importância da licenciatura no processo de recrutamento e selecção.

De duas uma: ou os empregadores partem do pressuposto de que toda a mão-de-obra disponível para trabalhar já tem aquele grau de formação académica, ou, por outro lado, são muito poucos os que lhe dão importância, e continuam a apostar no recrutamento de activos pouco qualificados.

Se prevalecer a primeira hipótese, então é sinal de que o grau de exigência já atingiu um nível aceitável e que estamos todos no bom caminho. Se a lógica de acção recair sobre a segunda alternativa, significa que continuamos atrasados e que não nos estamos a esforçar o suficiente para conseguirmos mudar... para melhor.


 





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


AR ITALIANO

Experis Finance, Tax & Legal

CONTROLLER DE GESTÃO INDUSTRIAL

Spring Professional Portugal