Notícias

Sector dos Vinhos procura inovação

A Associação de Municípios Portugueses do Vinho estabeleceu um protocolo com a BICS para desenvolver projectos de interesse comum.
27.02.2009


  PARTILHAR



Fernanda Pedro
O empreendedorismo é hoje uma das palavras de ordem para enfrentar o mercado de trabalho que, neste momento, atravessa uma fase muito difícil. Assim, estimular a criação de negócios e pôrà prova a criatividade de muitos portugueses é o objectivo de algumas associações ligadas ao mundo do emprego.

Foi com base nesta ideia que surgiu o protocolo de cooperação entre a Associação de Centros de Empresas e Inovação Portugueses (BICS) e a Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV), que conta com mais de 70 municípios associados. Esta parceria visa desenvolver projectos de interesse comum. Através deste acordo, quase um quinto dos municípios nacionais passa a contar com o apoio e know-how da BICS no desenvolvimento de projectos de inovação, empreendedorismo, cooperação e modernização de organizações, em particular, no sector vitivinícola.

Com o protocolo, a BICS irá também beneficiar do suporte institucional de mais de 70 municípios de todo o país em quaisquer actividades relacionadas com a sua missão, muitas das quais a favor dos próprios municípios e seus agentes económicos.

A BICS projecta ainda o seu potencial de acção muito mais além, quer no plano geográfico quer ao nível da estratégia, sendo chamada em iniciativas de dimensão mais vasta do que até aqui.

As matérias que fazem parte deste acordo abrangem consultoria para ganhos de eficiência e modernização das organizações, qualificações dos empresários e colaboradores do sector vitivinícola, desenvolvimento estratégico, apoios da União Europeia, valorização territorial, empreendedorismo, apoio à gestão de incubadoras, assessoria especializada e promoção da inovação.

"É com enorme satisfação que registo a aproximação de mais de 70 municípios à BICS, o que significa que o nosso trabalho é cada vez mais reconhecido em todo o país. Estou certo de que com o empenho de ambas as partes vamos ser capazes de desenvolver com êxito projectos de interesse comum", refere Victor Sá Carneiro, presidente da BICS.

Já para Paulo Caldas, presidente da AMPV, o protocolo assinado entre as duas instituições "constitui uma extraordinária mais-valia para os municípios associados da AMPV e agentes económicos do sector vitivinícola, pelo conjunto de serviços de excelência a que pode aceder, com qualidade reconhecida e certificada pela União Europeia. Esta parceria permite ainda um trabalho conjunto e de colaboração entre as BICS de cada região".





DEIXE O SEU COMENTÁRIO





ÚLTIMOS EMPREGOS


ACCOUNTING QUALITY CONTROLLER

Spring Professional Portugal

ASSISTANT ACCOUNTING CONTROLLER

Spring Professional Portugal

C# DEVELOPER

Kelly Services Portugal